Justiça eleitoral julga improcedente processo contra ex-prefeito de Itiruçu

carlinhositirucu

Uma decisão da 37ª zona eleitoral, em Maracás, no Vale do Jiquiriçá, julgou improcedente um processo de abuso de poder econômico e captação ilícita de voto contra o ex-prefeito de Itiruçu, Carlos Roberto Martinelli, o Carlinhos (PT), da coligação “Itiruçu Feliz”, ocorrido nas eleições municipais de 2012. A ação foi movida pelo atual prefeito, Wagner Pereira Novaes, (PSDB), da coligação ”União da Renovação com o Desenvolvimento”.

De acordo com a decisão da juíza, não houve provas suficientes para imputar os crimes apontados. Na acusação dos adversários de Carlinhos, a campanha do ex-gestor teria distribuído materiais de construção, como blocos de cerâmica, sacos de cimento, tubos de esgoto e telhas de amianto, além de cestas básicas, remédio e dinheiro como promessas de emprego, dentre outros benefícios, o que configuraria prática ilegal. A decisão da juíza Monique Ribeiro Gomes foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico desta quinta-feira (22). Ainda cabe recurso do processo.

A Coligação União da Renovação com o Desenvolvimento disse que já  recorreu da decisão. Segundo a coligação, o ex-prefeito ainda responde por um outro processo de compra de votos, ainda a espera de julgamento. Informes do Bahia Notícias.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas