Justiça decreta prisão preventiva de major que matou esposa dentro de escola

IMAGEM_NOTICIA_5

A Justiça decretou a prisão preventiva do major do Corpo de Bombeiros Valdiógenes Almeida Cruz Júnior, 45 anos, que matou a esposa dentro de uma escola no bairro de Castelo Branco nesta sexta-feira (13). Segundo informações do Correio, o advogado do autor do crime, Sérgio Reis, a decisão foi tomada pela juíza Regina Maria Maria de Cerqueira na tarde deste sábado (14). Seu cliente está preso no Quartel da Policia de Choque, em Lauro de Freitas. O crime aconteceu na manhã de ontem, na Escola Municipal Esperança de Viver, no bairro de Castelo Branco. Valdiógenes entrou na sala onde sua esposa trabalhava como vice-diretora e professora e a executou com disparos de arma de fogo. Sandra Denise Costa Alfonso, 40 anos, morreu no local. Ainda ontem, o subcomandante do 3º Grupamento de Bombeiros Militar, no Iguatemi, foi autuado em flagrante por homicídio qualificado. Em depoimento, ele disse que agiu por ciúmes da mulher. *Bahia Notícias.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas