JUSTIÇA BAIANA PROÍBE APREENSÃO DE VEÍCULO COM IPVA ATRASADO

blitz

A Justiça determinou a suspensão da blitz do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores IPVA em toda a Bahia. A liminar deferida na última sexta-feira (12) atende a uma ação movida pela Ordem dos Advogados da Bahia (OAB).

A decisão é da juíza Maria Verônica Moreira Ramiro, da 11° Vara da Fazenda Pública. Segundo a juíza, a realização de blitz e apreensão de veículo por falta de pagamento do IPVA configuram exercício ilegal da administração pública e desrespeito aos princípios constitucionais. Com a decisão, o governo deve cobrar o imposto utilizando meios previstos na legislação, sem que haja apreensão dos automóveis dos contribuintes baianos por conta da falta de pagamento do IPVA, sob pena de multa de R$ 50 mil por operação de blitz.. O envolvimento da OAB da Bahia no caso começou em novembro de 2013, quando o conselheiro Domingo Arjones, do Conselho Pleno da OAB-BA, encaminhou a questão da blitz do IPVA à Comissão de Direito Tributário da entidade.

De acordo com o diretor do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran), major Luigi Genésio, a Blitz do IPVA é para verificar se veículo está com os documentos em dia, conforme previsto pelo Código de Trânsito Brasileiro e não é, portanto, uma coação para o pagamento do imposto. Ele disse que o órgão ainda não foi notificado pela Justiça sobre a suspensão da blitz.


Comentários

Uma Resposta para “JUSTIÇA BAIANA PROÍBE APREENSÃO DE VEÍCULO COM IPVA ATRASADO”

  1. Avatar

    Jailson

    Esta juíza, veio amenizar os abusos aplicados contra os proprietários de veículos…. que tem sidos injustiçados pelos interesses destas fábricas de multas; parabéns a Ordem dos Advogados da Bahia e a juíza Maria Verônica Moreira Ramiro.

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas