Jaguaquara: ‘Todo bandido queria ele morto’, diz delegado sobre morte de policial civil

policial

Uma força-tarefa composta por sete delegados, o coordenador da 9ª Coordenadoria Regional do Interior (9ª Coorpin / Jequié), além de policiais militares participa das buscas pelos suspeitos da morte do policial civil Dilton Carlos Costa Silva, 54 anos.
O crime aconteceu na quinta-feira (2) em área central da cidade de Jaguaquara, sudoeste da Bahia, onde a vítima trabalhava. Após ser baleado, Dilton Silva conseguiu dirigir até o hospital municipal, mas não resistiu.

“Ele estava descendo do carro, quando parou para descer e dois homens, que estavam em uma motocicleta, aproveitaram e atiraram. Ele não teve nem a possibilidade de se defender”, lamenta o coordenador da 9ª Coorpin/Jequié, Fabiano Aurich. O delegado afirma que a polícia tem algumas suspeitas sobre o caso, mas, para preservar a investigação, não irá divulgar os detalhes.

“Ele fazia muitas investigações, muitos serviços, trabalhava contra todas essas pessoas envolvidas com o tráfico. Toda semana fazia prisão, era uma pessoa muito corajosa. Todo bandido queria ele morto”, afirma o coordenador. O corpo do policial  foi velado nesta sexta-feira (3) na casa de familiares. O enterro aconteceu no cemitério de Jaguaquara. Com informações do G1.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas