Jaguaquara: Na justiça, Vereadora Consegue Suspender Votação Das Contas Do Prefeito

A sessão da Câmara Municipal que votaria  as contas do prefeito de Jaguaquara, Giuliano Martinelli (PP), marcada para esta quarta-feira (13), foi suspensa, a Justiça deferiu, em parte, a liminar pleiteada pela vereadora Sara Helem (DEM), para suspender a apreciação das contas da Prefeitura relativas ao exercício financeiro de 2015. A vereadora acionou a Justiça após ter a solicitação de informações negada pelo prefeito.

 

Segundo a vereadora, o presidente da Câmara de Jaguaquara, Hélio Boa Sorte,  tentou apressar para hoje o julgamento das contas de 2015 sem o prefeito apresentar documentos referente à frota própria e planilha de gastos com combustível solicitados pela relatora da Comissão Permanente de Fiscalização, vereadora Dra. Sara Helem Reis. A relatora levou o caso ao judiciário e a Juíza de Direito Dra. Andréa Padilha Sodré Leal Palmarella suspendeu a realização do julgamento, determinou que o prefeito fornecesse em 48 horas a relação dos veículos da frota própria com identificação e secretaria onde se encontra lotado, planilha de controle dos gastos com combustível de veículos próprios e locados com quilometragem e roteiro de viagem, conforme solicitado pela relatora. A magistrada também determinou que o Presidente da Câmara marcasse a sessão de julgamento das contas 2015 até o dia 04/10/2017, quando expiram os sessenta dias previstos na legislação. A oposição em Jaguaquara tem apenas dois vereadores, Valdir e Dra. Sara, e com esta vitória sai fortalecida para continuar fiscalizando os atos da Administração Martinelli.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas