Jaguaquara: Delegado diz ter pistas sobre suspeitos de matar Policial Civil

fabiano

Após o crime que ceifou a vida do policial civil Dilton Carlos Costa Silva, 54 anos, a Polícia segue investigando o caso e diz ter pistas dos acusados pelo assassinato.

Varias fotos de menores foram ventiladas nas redes sociais, inclusive uma delas em vídeos de câmeras de segurança mostrada em rede nacional, mas não passaram de informações errôneas sobre os acusados. Há muitos boatos espalhados sobre o crime.

O que há de fato é uma investigação comandada pela Polícia Civil coordenada pelo delegado Dr. Fabiano Aurich, de Jequié. Em contato com o Portal G1, da TV Globo, o delegado afirmou já ter pistas dos elementos que são acusados do assassinado.

Uma força-tarefa composta por sete delegados, o coordenador da 9ª Coordenadoria Regional do Interior (9ª Coorpin / Jequié), além de policiais militares participa das buscas pelos suspeitos da morte do policial civil Dilton Carlos Costa Silva, 54 anos.

O crime aconteceu na quinta-feira (2) em área central da cidade de Jaguaquara, onde a vítima trabalhava. Após ser baleado, Dilton Silva conseguiu dirigir até o hospital municipal, mas não resistiu.

“Ele estava descendo do carro, quando parou para descer e dois homens, que estavam em uma motocicleta, aproveitaram e atiraram. Ele não teve nem a possibilidade de se defender”, lamenta o coordenador da 9ª Coorpin/Jequié, Fabiano Aurich. O delegado afirma que a polícia tem algumas suspeitas sobre o caso, mas, para preservar a investigação, não irá divulgar os detalhes.

“Ele fazia muitas investigações, muitos serviços, trabalhava contra todas essas pessoas envolvidas com o tráfico. Toda semana fazia prisão, era uma pessoa muito corajosa. Todo bandido queria ele morto”, afirma o coordenador.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas