Itiruçuense estudante de informática do IFBA Jequié tem destaque nacional na OBI 2017

Reprodução do IFBA

O IFBA Jequié tem o orgulho de informar a comunidade que tivemos o nosso estudante do terceiro ano do curso técnico integrado de informática, o Itiruçuense Djair Maykon de Novaes Miranda, premiado com uma mensão honrosa na Olimpíada Brasileira de Informática 2017, ficando entre os melhores programadores do país na modalidade de programação nível 2, a mais avançada.

A XIX Olimpíada Brasileira de Informática (OBI2017), é uma competição organizada nos moldes das outras olimpíadas científicas brasileiras, como Matemática, Física e Astronomia. O objetivo da OBI é despertar nos alunos o interesse por uma ciência importante na formação básica hoje em dia (no caso, ciência da computação), através de uma atividade que envolve desafio, engenhosidade e uma saudável dose de competição. A organização da OBI está cargo do Instituto de Computação da UNICAMP.

A OBI está organizada em três modalidades: DeepinScreenshot_select-area_20171021110626.png

Em todas as modalidades os alunos competem individualmente. Cada aluno poderá estar inscrito em apenas uma modalidade.

Modalidade Programação – nível júnior, nível 1 e nível 2

A prova é composta de tarefas de programação com níveis variados de dificuldade: há tarefas mais fáceis, em que um conhecimento mínimo de programação é suficiente, e algumas tarefas mais difíceis, que exigem um conhecimento um pouco mais avançado de programação, com noções de estruturas de dados, em um nível normalmente ensinado em bons colégios técnicos, ou no primeiro ano de cursos superiores de computação ou engenharia.

Quando perguntado ao estudante sobre o seu sentimento em receber a Honra ao mérito,  ele diz:

“É um sentimento de nostalgia e agradecimento ao Campus, até porque conheci a informática aqui no IFBA Jequié. Eu não conhecia nada de programação antes de vir para o IFBA, e tive amor a primeira vista quando conheci a área.”

O estudante ainda destaca que o segredo do seu sucesso foi o engajamento nos projetos de pesquisa que são desenvolvidos no Campus, que segundo ele são todos de excelência e abre olhares a novos caminhos.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas