Itiruçu: Ex-prefeito confirma pré-candidatura e diz que Itiruçu não pode ter prefeito que apenas cumpre plantões

Foto/Blog Itiruçu Online

A eleição municipal de Itiruçu começa a desenhar o formato para 2020. Quem já saiu na frente como pré-candidato a prefeitura foi o advogado e ex-prefeito Dr. Aílton Cezarino, que prega unidade na oposição para vencer o pleito. Segundo o advogado, a oposição começou o processo de construção de uma única candidatura e deverá  avaliar dentre os nomes disponíveis o mais avançado nas pesquisas nos índices populares. Cezarino destaca o aparecimento de seu nome nas avaliações , mesmo depois de 15 anos de seu mandato.

 

– “A construção que estamos fazendo é do grupo da oposição, que está muito bem avaliado. Tenho 15 anos que fui eleito prefeito e mesmo assim meu nome é muito bem avaliado, assim como todos os ex-prefeitos muito bem avaliados e isso mostra que a oposição estar forte, considerando que não apenas os ex-prefeitos, mas existem outros nomes e lideranças. Precisamos que todos defendam a unidade da oposição para que lá na frente possa se escolher um (a) pré-candidato (a), não devendo ser imposto nenhum, mas aquele que à população achar que seja o melhor. A construção é com diálogo, respeito e com propostas de governo que cada um vai propondo o que pretende fazer para assim ser escolhido. Tenho certeza que a oposição vence essas eleições diante do quadro que Itiruçu se encontra. Temos que primar pelo   compromisso de pensar em desenvolver Itiruçu economicamente e socialmente. Os ex-prefeitos que estamos discutindo foram os que estavam na cidade presencialmente, pois quando você se propõe a ser prefeito e é eleito para exercer o cargo, isso passa a ser seu trabalho e sua obrigação, não podemos ser prefeito de Plantão, pois isso permite entregar a prefeitura para outros administrarem.  Considero que a construção da oposição é muito positiva com todos despidos de qualquer vaidade pessoal, mas munidos de projetos.  Nós temos 15 anos que ganhamos as eleições, mesmo após todo esse tempo o nome é lembrado e muito bem lembrado pela população , segundo as pesquisas que vem  sendo feitas, é sinal de que alguma coisa de positiva nós fizemos e a população está com saudade e querendo ver de  volta multa coisa que foi feita”- Disse.

 

O governo da prefeita Lorenna Di Gregorio recebeu através do vereador Roberto Silva, graves denúncias em alguns setores da gestão pública. No entanto, o ex-prefeito é lembrado pelos aliados da gestão como mentor das denúncias, o que o Cezarino rechaça, dando méritos ao trabalho do vereador Robertão em todos os estudos e junção de provas para levar ao Ministério Público.  – “Se um dos motivos para que nosso nome seja lembrado pela população, é exatamente porque respeitamos os outros e acho que devemos respeitar a capacidade de cada um. O vereador Robertão merece o respeito, o vereador Paulinho merece respeito pelo que fazem, assim como os demais vereadores da situação também merecem o respeito, pois o que eles fazem são da autoria deles, ficar atribuindo isso a A ou a B, é querer menosprezar alguém que tem o poder de fazer. O vereador Robertão assim como o vereador Paulinho, possuem uma capacidade muito boa, eles são fiscais do povo  e foram eleitos para isso. Estão fiscalizando e fazendo um trabalho muito grande de pesquisar e estudar para saber o que anda errado, se bem que o que anda errado todos estão vendo. Eu sou um advogado e se qualquer pessoa estiver com problema de saúde procura um médico para saber se pode ou não tomar um remédio, e como advogado, nas vezes que sou consultado sobre determinadas situações posso dá meu parecer, mas não é que eu faça peças, e ali, na Câmara,  cada um é responsável por suas ações. Eles são vereadores e tem o papel constitucional de fiscalizar o dinheiro público. Eles já conseguiram denúncias que são sérias, muitos sérias, que os órgãos públicos competentes estão apurando. Acredito que haverá punição, podendo haver afastamento e outras consequências. Todos os ex-prefeitos respondem a processos, mas a atual estar respondendo já durante o mandato” – Afirmou.

 

Questionando sobre como avalia o governo de sua adversária política, o ex-prefeito disse que é um governo onde a prefeita dar plantões, salientando que a cidade não pode mais eleger pessoas que não tenham o compromisso de assumir a prefeitura e dedicar-se integralmente ao mandato.

 

– “Um prefeito tem que ser gestor 24 horas e não pode ser prefeito de plantão. A prefeita é uma excelente médica, e como excelente médica ela destina o tempo dela para exercer sua profissão na medicina e nas horas vagas ela é prefeita. Quando fui prefeito pedi licença a OAB para poder exercer meu mandato 24h em Itiruçu. Um exemplo que dou é o ex-prefeito Carlinhos, que abandonou seus comércios e foi ser prefeito, Wagner deixou suas empresas para ser prefeito. Pedrinho era assim, Pedro Leite deixou suas fazendas para cuidar da cidade. O que não pode é dividir atenção, pois isso acarreta no problema de não fazer uma boa gestão. Os prefeitos tem em Brasília uma grande fonte de recursos para os municípios e apenas depois de três anos de mandato é que vi ser registrada a visita da prefeita em Brasília. Quando fui prefeito ia a Brasília 03 ou 04 vezes no mês em busca de recursos, mas esperar as coisas cheguem não é normal. Tudo que estar sendo feito em Itiruçu é algo já pronto, que teve a assinatura e a luta de outros prefeitos, todas são obras do passado, a não ser um empréstimo que pela primeira vez foi feito para endividar o município. A prefeita pela força política que têm e pela representatividade que tem, ela deveria está muito bem aquinhoada de emendas e de outras coisas” – Comentou.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas