Itiruçu: casos de dengue provocam alerta na cidade; principais focos são em quintais

Não há um informe técnico sobre a situação da dengue, zika e chikungunya no município de Itiruçu, mas a cidade entra em alerta ao receber o vírus da dengue e já ter casos atestados positivo e alguns  sob suspeitas de positivo para chikungunya.  É preciso ficar em alerta e realizar os exames para comprovar o teste. Há diversas pessoas que preferem procurar a rede privada para realizar o exame, onde a maioria atesta positivo para dengue. A Secretaria de saúde chama atenção para que procurem realizar a contraprova e  os dados sejam oficializados.

O exame atesta positivo num período de até 15 dias depois de ter sido infectado com o vírus. A cidade já possuía a presença do mosquito, embora não tinha detectado o vírus. Agora sabendo que existe o vírus na cidade, que pode passar de uma pessoa para outra através da picada do mosquito, é preciso tomar medidas enérgicas para concretizar a comunidade sobre os focos, que são oriundos de água parada e limpa, tendo sua maioria em quintais, e não dos pinicões, como por diversas vezes desinformações são levadas à comunidade para figurar teor político, atitudes irresponsáveis que brincam com coisa séria. A responsabilidade do combate começa por cada morador, cuidando de seus quintais e denunciando seus vizinhos.

É HORA DE AGIR

Além de esvaziar espaços e recipientes com acúmulo de água, é importante escová-los com água e sabão para eliminar os ovos que ficam grudados, pois eles são muito resistentes. Os ovos podem resistir a condições adversas por mais de um ano e quando ficam submersos a larva eclode.

Entre as doenças que o mosquito Aedes aegypti transmite, a dengue é a mais comum. O município pode adotar emergencialmente campanhas que ajudem a concretizar o cidadão na  limpeza de terrenos, quintais e também interna da casa, o esvaziamento de depósitos e recipientes com água devem ser feitos com frequência durante todo o ano. Resíduos que não serão reutilizados precisam ser acondicionados de maneira que não se tornem criadouros do mosquito até que sejam coletados para destinação final.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas