Itiruçu: Após chuva, lama em estradas rurais dificulta tráfego de veículos; um acidente já registrado

Com as chuvas constantes que atingem boa parte da Bahia, moradores da zona rural de Itiruçu, estão enfrentando problemas com a circulação de veículos e de pessoas. As estradas de terra, que é uma das principais vias de acesso à BA-250 e a sede do município, estão intransitáveis em vários trechos, tomados por buracos e lama. Até o ano 2003 as estradas eram asfaltadas pelo estado, mas ficaram esburacadas e o asfalto deu lugar aos problemas. Briga política entre o estado e o município, à época, quando o governo estadual era do antigo PFL ( Hoje DEM) e a gestão municipal do PSDB.

 

 

As estradas sempre foram usadas em palanques há décadas, com promessas de melhorias, mas o tempo passa e apenas máquinas são usadas para o patrolamento das estradas, que causam o aumento significativo da poeira em tempo de sol e lama em tempo chuvoso. As comunidades sofrem, com períodos de chuvas ou sol. A BA-577, rodovia que liga a sede do município ao Distrito de Upabuçu, margeando as comunidades da Vila Geraldo Cerqueira e o Povoado Vitória, com extensão de 15 km, é a mais perigosa por existir no seu percurso ladeiras esburacadas e no período de chuva concentrar lama nos pontos baixos, além de tornar os pontos escorregadios. Os problemas atingem cerca de 5 mil moradores das comunidades e  Fazendas.

 

A dona de casa Maria Oliveira, já está preocupada com a aula dos Netos. “Todo ano aqui é assim. Eu já tive caso dos meus Netos, por várias vezes, ficar uma semana sem ir pra escola porque não tinha como passar com o ônibus. Se eles não vierem jogar um cascalho, pode perder a expectativa de ir pra escola porque não vai ter condições se chover o mês todo mês  de Junho. Ainda bem que vai ter as férias do São João, é um alivio.”

 

 

Em 2017 os velhos problemas continuam. Nesta quarta-feira (06), um veículo derrapou na lama no povoado Vitória e por pouco não capotou. Um Fiat Pálio, com placa de São Paulo e de propriedade de um morador de Upabuçu, caiu em uma cratera ao lado da BA-577, exatamente por não conseguir descer a pista de chão, que está escorregadia. Como a prefeitura local promoveu a manutenção das estradas em setembro de 2016, há 08 meses que elas (estradas) não recebem melhorias em toda extensão.

 

 

De acordo com a prefeita do município, Dra. Lorenna Di Gregório (PRB), que buscou ajuda do Convale- Consórcio Público de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Jiquiriçá-, para, segunda a gestora, fazer um trabalho melhor com o cascalhamento das estradas. Ainda segundo a prefeita, todo o material já foi adquirido pelo município e estocado para assim que as máquinas terminarem serviços em outros municípios virão a Itiruçu para iniciar a recuperação das estradas. Como os meses de Junho e Julho é um período frio e chuvoso no município, a previsão de início deve mesmo ser o mês de setembro. Alguns pontos mais críticos foram patrulhados na estrada que liga Upabuçu a sede, como as ladeiras. Enquanto isso não ocorre, é bom ter atenção ao trafegar nas estradas rurais do município neste período.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas