Itália confirma mais 4 mortes por Covid-19; país tem 322 casos

Com os novos registros, são agora 11 vítimas fatais no território italiano. Mais cedo, outros 4 países europeus anunciaram os primeiros registros da doença; agora, são 10 nações atingidas no continente. A Itália confirmou, nesta terça-feira (25), mais 4 mortes por Covid-19, 3 delas na região na Lombardia e outra na região de Veneto, ambas no norte do país.

As três vítimas na Lombardia estavam na casa dos 80 anos, de acordo com a agência de proteção civil italiana. Até a última atualização da reportagem, não havia detalhes sobre a quarta vítima. Com os novos registros, são agora 11 mortes por Covid-19 no território italiano, e 322 casos da doença. Mais cedo, a Itália havia confirmado os primeiros casos da doença no sul de seu território – antes, os casos estavam concentrados no norte.
Mais cedo, outros quatro países europeus, todos próximos à Itália, diagnosticaram os primeiros pacientes com Covid-19: Áustria, Croácia, Espanha (continental) e Suíça (veja detalhes mais abaixo nesta reportagem). As 4 nações afirmaram, durante coletiva de imprensa, que não vão fechar as fronteiras com o território italiano.

A França também detectou mais 2 casos em seu território.

Nas Ilhas Canárias, arquipélago espanhol, um hotel em Tenerife com 1.000 turistas foi colocado em quarentena depois que um hóspede foi diagnosticado com Covid-19.

O Irã confirmou 16 mortes pela doença no país, o maior número fora da China, onde começou o surto. Pelo menos dois funcionários do governo estão infectados.

Por causa do número de casos no território iraniano, vários países do Oriente Médio – como Emirados Árabes, Bahrein, Turquia, Paquistão e Líbano – anunciaram o fechamento de fronteiras ou a suspensão de voos para o Irã, na tentativa de conter o vírus.

Na Ásia, a China tem 77.779 infecções registradas; a Coreia do Sul, 977; e o Japão, 853. São os três países com maior número de casos de Covid-19.

Casos na Europa

Áustria

Dois casos da doença foram confirmados na cidade de Innsbruck, no Tirol, estado no oeste da Áustria conhecido por seus resorts de ski. Ambos os pacientes, um homem e uma mulher, têm 24 anos e são de Bergamo, na Lombardia.

De acordo com o jornal “Neue Wiener Zeitung”, as pessoas diagnosticadas ficarão em quarentena até o fim de semana, mas os casos delas não são graves.

Croácia

O primeiro-ministro croata, Andrej Plenković, confirmou o caso no país e disse que o paciente, que é jovem mas cuja idade não foi informada, tem sintomas leves da doença. Segundo o ministro da Saúde do país, a pessoa infectada esteve em Milão entre 19 e 21 de fevereiro, informou o jornal britânico “The Guardian”.

Espanha
O primeiro caso no território continental espanhol foi confirmado na região da Catalunha.

Antes disso, o país só tinha registros de Covid-19 em suas ilhas: 2 turistas da Alemanha e do Reino Unido haviam sido diagnosticados em Mallorca e já haviam sido tratados, e, nesta terça (25), mais um turista italiano foi diagnosticado no hotel em Tenerife, que foi posto em quarentena.

 

Suíça

Segundo o jornal britânico “The Guardian”, o primeiro caso do país foi registrado no cantão de Ticino, que faz fronteira com a Itália.

Ainda no território europeu, também já haviam sido comunicados casos no Reino Unido, Finlândia, Suécia, Bélgica, França e Alemanha.

Situação no Brasil

O país ainda teve um caso  confirmado em São Paulo na terça-feira 25 e aguarda contraprova. Até a última atualização do Ministério da Saúde, na segunda-feira (24), quatro casos estavam sendo monitorados como suspeitos para o novo coronavírus: três em São Paulo e um no Rio de Janeiro. Dois casos investigados na Bahia foram divulgados pela Sesab, sendo que de uma mulher oiruda da Itália diagnosticou para H1n1 e não para coronavírus. Já uma criança da cidade de Itabuna segue sendo investigada como caso suspeito.

A pasta também incluiu novos países na lista daqueles em monitoramento de casos suspeitos. Agora, estão incluídos:

Alemanha
Austrália
China
Coreia do Sul
Coreia do Norte
Camboja
Emirados Árabes Unidos
Filipinas
França
Irã
Itália
Japão
Malásia
Tailândia
Vietnã
Singapura


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas