Hospital da Costa do Cacau reduz filas para cirurgias

Mais de 200 cirurgias realizadas em menos de 20 dias e outras 250 programadas para até o próximo dia 15. Desde que foi inaugurado em 15 de dezembro, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, está reduzindo a espera na fila para procedimentos cirúrgicos dos usuários do SUS na região sul do Estado, além de atender às cirurgias de emergência, que chegam diariamente à unidade de saúde. Construído pelo Governo do Estado, com um investimento de R$ 114 milhões, o hospital atende a 67 municípios da região sul. As cirurgias programadas através do Mutirão da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) beneficiaram os usuários do SUS de Ilhéus, Arataca, Aurelino Leal, Camacan, Canavieiras, Ibicaraí, Ibirapitanga, Ipiaú, Itacaré, Itapitanga, Mascote, Santa Luzia, Una e Uruçuca.

O diretor técnico Cláudio Moura Costa explica que a unidade de saúde realizará mais de 400 procedimentos cirúrgicos, agendados através do Mutirão, até a 1ª quinzena de janeiro. “O hospital está dando vazão a toda essa demanda. Além disso, nós estamos fazendo o retorno de ambulatório dos pacientes que foram operados na primeira fase. E caso haja necessidade, será marcada posterior visita. Tudo está funcionando a contento, dentro do previsto”, destacou. De acordo com a Sesab, a unidade é referência para 67 municípios, que abrigam uma população de 1,6 milhão de habitantes. A secretaria da Saúde esclarece ainda que, o HRCC é uma unidade de alta complexidade, ou seja, atende casos muito urgentes e de emergência. Como diferenciais, o hospital oferta serviços de cirurgia cardíaca, cateterismo, neurocirurgia, bem como ortopedia de alta complexidade.

A aposentada Maria São Pedro de Jesus, morada da cidade de Ibicaraí, aguardava há 4 anos por uma vaga para a cirurgia de hérnia umbilical. Por meio do Mutirão, a usuária foi, então, incluída na lista dos beneficiados. “A estrutura do hospital é muito boa. Estou me sentindo à vontade. A minha filha também foi operada e passa bem. Esse hospital chegou na hora certa”, declarou. Outro usuário do SUS, Luciano Ramos Costa, morador da cidade de Itapitanga e beneficiado pelo Mutirão, conta que aguardou 15 dias para a realização da cirurgia de retirada da vesícula, até ser atendido no HRCC. “A saúde na nossa região está melhorando. Estou satisfeito com o atendimento e a atenção que os médicos e enfermeiros me deram. Para quem mora no interior e não tem condições, esse hospital é de grande importância”, afirmou.

O HRCC está entre os mais modernos hospitais públicos do país, habilitado a atender casos de média e alta complexidade, dispondo de serviços de urgência e emergência, hemodinâmica, especialidades clínicas (clínica geral, cardiologia, neurologia e saúde mental). A sua estrutura comporta 184 leitos destinados à clínica médica e cirúrgica, além de 30 leitos exclusivos de UTI Adulto. O hospital conta ainda com um parque de bioimagem completo, com equipamentos de última geração, incluindo ressonância magnética e tomógrafo.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas