Familiares de homem morto em ação policial no Distrito de Upabuçu contesta versão do caso

Segundo à família, Raimunilson não devia mais nada à Justiça.

A família Souza e Fontana, parentes e amigos, ao comunicar o falecimento de Raimunilson Souza Fontana, contestou em nota, a forma que foi divulgada a morte do familiar. De acordo com familiares, Raimunilson não devia mais nada à Justiça e estava buscando se restabelecer fora do mundo do crime. Os familiares contestaram a forma como foi divulgada a abordagem policial, enviando nota ao Itiruçu Online.

– “Raimunilson compareceu em audiência no dia 25/10/2019, com a meritíssima doutora Andrea Padilha Sodré Leal Palmarella,  juíza titular da comarca de Jaguaquara, estando o mesmo com sua liberdade totalmente permitida pela justiça e, até o presente momento, sem mais mandatos ou intimações. Pedimos a todos o respeito à família enlutada, moderando ao fazer críticas infundadas sem antes averiguar a verdade. Sem mais, pedimos a todos: respeito e a compaixão da fé em Cristo que todos tanto pregam” – Diz a nota.

De acordo com a Nota da Cipe Central, que coordenou a ação, Raimunilson foi morto em ação policial na manhã desta quarta-feira (20), por volta das 07h, quando uma patrulha da CIPE CENTRAL, em rondas no distrito de Upabuçu –  avistou um veículo da marca VW, modelo Gol de placa policial GER-4422, Placa de  Carapicuíba-SP, tendo esse realizado uma manobra abrupta visando tomar sentido contrário aos militares, motivando a abordagem. Ainda segundo a Polícia, o condutor abandonou o carro, adentrando ao matagal, tentando evadir da abordagem, sendo, então, imposto de imediato o cerco, havendo resistência do evadido, que de maneira intempestiva realizou disparos de arma de fogo contra a guarnição, iniciando um confronto armado.  Ao cessar os disparos, foi encontrado um indivíduo caído ao solo em posse de uma arma de fogo, sendo imediata a prestação de socorro para o hospital de Itiruçu, onde o indivíduo foi estabilizado, mas evoluiu a óbito, de acordo com informações oficiais da Polícia.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas