Estado vai apoiar filme de Wagner Moura sobre Carlos Marighella

Ator e diretor de cinema Wagner Moura no encontro com o governador da Bahia, Rui Costa, em Salvador

Wagner Moura no encontro com Rui Costa, em Salvador

Em clima de descontração e decididos a apoiar a produção cinematográfica que contará parte da história do militante político Carlos Mariguella (1911-1969), o governador Rui Costa e o secretário de Cultura do Estado, Jorge Portugal, estiveram reunidos na tarde desta terça-feira (11) com o ator e diretor do filme, Wagner Moura.

Conforme o ator, o encontro com o governador e o secretário teve o intuito de apresentar o projeto. “É um filme muito especial pra mim. Minha estreia na direção. É sobre um baiano ilustre. É uma tentativa de entender uma geração tão próxima a minha, mas que a gente acaba tendo pouca relação, conhecendo pouco. Vim trazer o projeto ao governador porque quero que tenha algo daqui. Não quero fazer um filme sobre Carlos Marighella sem a Bahia”, afirma.

normal_1439326480AY2C9454

Considerado um dos principais opositores da ditadura, o soteropolitano Carlos Marighella foi morto na capital paulista, aos 57 anos, vítima de uma emboscada. Moura informou que o ator para protagonizar o filme ainda não foi definido, mas já tem data prevista para a filmagem. ”Vou precisar fazer testes. Não conheço ainda um ator com as características físicas e dessa idade [mais de 50 anos]. Mas quero filmar no final do segundo semestre de 2016”.

Apoio

Para Rui Costa, o filme será uma oportunidade das pessoas, sobretudo os mais jovens, conhecerem mais sobre Carlos Mariguella por meio de um filme de ação, sob um novo olhar. “Disse a Wagner [Moura] que a Bahia já está no filme, seja por ele, pelo orgulho que todo o baiano tem com ele nos representando no cinema, eu diria internacional, e pela história de Marighella. Então a Bahia está dentro. Nós estamos apoiando e, a partir de hoje, sou um parceiro do filma. Estarei na estreia”.

normal_1439326480AY2C9533

De acordo com o secretário Jorge Portugal, o Governo do Estado já estuda formas de viabilizar o apoio financeiro ao filme, orçado em R$ 10 milhões. “O governador se comprometeu a fazer contato com algumas empresas como a Bahiagás, Embasa, etc, para ver a possibilidade de um patrocínio direto ou por meio do FazCultura ou da Lei Rouanet”.

Bahia Filmes

Ainda de acordo com o secretário, está em tramitação na Casa Civil a criação da BahiaFilmes, que, de acordo com ele, poderia ser uma das indutoras do projeto cinematográfico. “Assim como a Rio Filmes, a SP Cine, a Bahia já merece ter a sua empresa que vai fomentar tudo isso. Se a gente correr um pouco, quem sabe o filme sobre Mariguella não é o primeiro a ser lançado pela Bahia Filmes”.

Teatro Castro Alves

Wagner Moura presenteou Rui Costa com alguns filmes em que ele participou. O governador aproveitou para apresentar ao ator o projeto da ampliação e requalificação do Complexo Teatro Castro Alves. Wagner Moura ressaltou a importância do TCA na carreira artística. “Assisti a diversos shows na Concha Acústica e diversos espetáculos também, que foram importantíssimas na minha formação. Estou muito animado com isso. Qualquer investimento que se faça em equipamentos culturais é importante. A Bahia é um Estado que, historicamente, investe em cultura”.

Dividido em duas etapas, a primeira está com mais de 70% das obras concluídas e contempla a requalificação da Concha Acústica, incluindo a construção de novos camarotes e camarins, recuperação das arquibancadas e construção um edifício-garagem.

Fazem parte da segunda etapa do projeto intervenções como a requalificação da Sala do Coro e os acessos, a construção da Sala Sinfônica e da Sala de Cinema, com 600 e 150 lugares, respectivamente. Também estão previstas a melhoria acústica e técnica da Sala Principal e dos espaços anexos, como o foyer, jardim suspenso, restaurante e bilheteria.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas