Em entrevista ex-prefeito comenta demissões e diz que gestão entendeu o “recado” das urnas em Itiruçu

Foto/Blog Itiruçu Online

Foto/Blog Itiruçu Online

Depois de uma eleição bastante agitada em Itiruçu, que acabou causando algumas cizânias dentro da gestão municipal e acarretando prejuízos nas urnas para os candidatos oficiais da base do prefeito Wagner Novaes (PSDB), a situação ganhou um tom de “tranquilidade” depois do pleito eleitoral. Em uma entrevista exclusiva para o Blog Itiruçu Online, o ex-prefeito Aílton Cezarino comentou sobre o resultado das eleições, demissões na prefeitura de Itiruçu e eleições em 2016, além da situação que acabou fazendo o grupo perder um dos vereadores na base da situação municipal.

Blog Itiruçu Online:

Dr. Aílton, o Sr. Participou de uma série de reuniões com o prefeito e parte da equipe que acabou, por resultado delas ( reuniões),  em uma decisão inédita no município:  demitir em sua totalidade todos os secretários e cargos comissionados, além de cortes em diversos setores. Como foi que a gestão chegou a essa decisão para enxugar o financeiro?

Dr. Aílton Cezarino:

-A decisão é da administração. Na condição de um colaborador e orientador, junto com a vice-prefeita Dra. Rita, fomos convidados pelo prefeito para uma reunião, onde logo depois houve outra com alguns secretários, a exemplos do de finanças, administração, chefe de departamento de pessoal, controle interno e jurídico, em seguida houve  uma outra reunião, essa  já com todos os secretários e vereadores do grupo , aonde o prefeito comunicou essa necessidade de serem feitos alguns ajustes financeiros com fim de reduzir custos na prefeitura para honrar pagamentos e também  cumprir os índices do ano de 2014 que estamos já chegando ao final. Houve algumas decisões do prefeito que não estivemos favoráveis, como essa, mas ao mesmo tempo compreendemos a necessidade e assim apoiamos, pois seriam os que ganham mais na prefeitura, através dos cargos de confianças, secretários, chefes e coordenadores sendo exonerados no mês de novembro, com a garantia de que, no mês de dezembro, certamente, serão renomeados   para seus cargos, segundo a decisão do prefeito. É uma decisão lamentável, mas pelo que vi necessária para que o município cumpra seus índices e saia de uma crise que não é local e sim nacional, prova disso, é o estado e muitas prefeituras fazendo ajustes financeiros, dentre outros, como a redução da máquina administrativa.

Blog Itiruçu Online:

O grupo da gestão viveu nessas eleições de 2014 períodos conturbados com intrigas aqui, e ali. E nessas confusões restou de saldo uma baixa na base do prefeito na Câmara municipal, que foi o vereador Josevi Umburanas (PMDB) em discurso de despedida da base, afirmando haver certa medida de forças com o Sr., mediante a uma situação envolvendo o ex-administrador do distrito de Upabuçu (Jorge Nunes)  que, segundo ele  ( vereador Duda), foi pedido por ele a demissão do administrador como condição de continuar na base e o ex-prefeito interferiu a situação e impediu que o prefeito atendesse ao pedido dele. Essa situação aconteceu? 

Dr. Aílton Cezarino.

-Medir forças não existe, pois quando medimos força temos que ter outra pessoa que está do outro lado medindo força, e não houve de nossa parte,  em nenhum momento essa coisa de medir forças com o vereador Josevi. Muito pelo contrário, nós respeitamos, é uma liderança forte, um vereador de tradição, principalmente em Upabuçu, possui muitos serviços prestados ao município e de nossa parte há o reconhecimento por seus méritos. Então, reconhecemos que não houve nenhuma medida de força com ele nem com ninguém. Também não houve de nosso lado pressão alguma com o prefeito, e desculpe falar disso, minha falta de modéstia, mas já fui vereador, presidente de câmara, procurador, vice-prefeito, prefeito e tenho  certa vivência e,  nunca como vereador eu pressionei o prefeito e nunca quando prefeito fui pressionado por vereador, sempre respeitamos um a função do outro e respeitamos sua importância,  cada um no seu lugar e no seu papel, estamos para juntos administrar o município. Então nessa situação não houve medição de forças, o que houve, pelo que tenho conhecimento, foi um compromisso do prefeito quando candidato, com o então candidato a vereador  Josevi, de que,  se eleitos fossem,  o vereador Josevi teria o direito de indicar o administrador de Upabuçu e que assim indicou. Houve problemas entre ele o administrador e ele solicitou do prefeito que fosse tirado o administrador da administração, mas o prefeito disse que poderia tirá-lo da administração de Upabuçu e não da prefeitura, pois haveria uma reforma no mês de novembro e nela o administrador sairia, assim como todos os cargos de confiança; como assim aconteceu.  Parece, pelo que ouvimos da declaração na câmara por parte do vereador Duda, ele  queria que a saída do administrador fosse no mês de outubro e o prefeito disse que não e que o tiraria do cargo em novembro. Essa situação o prefeito nos colocou e concordamos, pois em momento algum achamos que ele não deveria continuar indicando o novo administrador, seja ele quem for,  inclusive,  ouço falar no nome de Jackson Tavares, um amigo meu e que foi administrador na minha gestão. Já o Jorge é também excelente administrador, provou isso com o bom trabalho no cargo e que certamente a administração aproveitará em outro espaço. Espero que as coisas se acalmem, pois já passou o período eleitoral e que se volte a sentar e discutir o que é melhor para o município e que este grupo permaneça unidos, pois juntos, provamos por  várias vezes nos resultados eleitorais sermos  vitoriosos e decisivos. Em 2008 todos conhecem o resultados das eleições, em 2012 também.  Agora, na eleição de deputado os candidatos do prefeito e da vice tiveram a mesma votação. Isso prova de que quando estamos juntos somos vencedores.

Blog Itiruçu Online.

Nas eleições deste ano, os candidatos oficiais do grupo, Jutahy e Marcelo Nilo, alcançaram uma votação muito abaixo da esperada e, principalmente, se comparando com as eleições anteriores no município, onde os candidatos alcançavam uma média de votos sempre acima dos 2 mil, já  nessa eleição o mais votado foi  Jorge Solla com somente 1165 votos. Como foi que o ex-prefeito analisou essa baixa votação dos candidatos?

Dr. Aílton Cezarino: 

-Realmente. Nossas expectativas seria algo em torno de 2500 votos para deputado federal, como aconteceu em gestões passadas, a exemplo de 1998, 2002 e 2006, que naquela época, Itiruçu sabia que todos estavam numa mesma bandeira: prefeito, vice-prefeito, vereadores do grupo todos votavam nos mesmos candidatos, já neste ano, houve essa diferença:  cada vereador  e lideranças apresentaram seus candidatos a deputados.  Em razão disso, se preocuparam muito com seus candidatos a deputado estadual e ficamos nós, eu e o prefeito junto com nossos grupos respectivos votando no deputado Marcelo Nilo e Jutahy. Nossa votação foi menor? Foi! Mas foi dentro das expectativas. Esperávamos alcançar  em torno de 100 a 1200 votos para os dois deputados, saiu 900, houve uma falha sim, mas não foi tão grande, esperámos nós, que a votação dos demais deputados estaduais votados por demais membros do grupo, também tivesse voto para deputado federal e ai daria uma votação boa,  chegando  a 2500 votos para o deputado Jutahy, mas, infelizmente, os deputados estaduais não tiveram votos casados com Jutahy. A  votação que Jutahy obteve foi a mesma que Marcelo Nilo, está provado nas urnas voto a voto e provado na totalização, eu não computo que perdemos as eleições, não foi o resultado esperado, mais ganhamos, pois o deputado Marcelo Nilo continua sendo o deputado estadual mais votado de Itiruçu e da Bahia, o deputado Jutahy somando com o deputado Marcos medrado é também uma votação expressiva. Eu não vejo dessa maneira, mais ficou provado  que havendo desunião será o resultado que tivemos este ano e não foi bom esse desagregamentos de votos com outros candidatos.

Blog Itiruçu Online:

O prefeito afirma que sua candidata em 2016 será a vice-prefeita Dra. Rita ou Aílton Cezarino. Existe essa possibilidade para as eleições futuras?

Dr. Aílton Cezarino: 

A minha chapa continuo dizendo que em 2016 será  a mesma que tivemos em 2012, Wagner Prefeito e Rita vice, é a minha chapa. O prefeito não sendo candidato, por qualquer motivo, ou por não querer, nosso grupo irá sentar e escolher o nome, daí se nascerá um nome, mas meu nome inicial é a mesma chapa de 2012.

Blog Itiruçu Online:

Em recente entrevista para o Itiruçu Online, o prefeito Wagner afirmou que a relação do governo municipal com o estado ficará por conta do grupo da vice-prefeita, em virtude de ele ter apoiado a chapa do ex-governador Paulo Souto e a vice o candidato do governador Wagner. Com essa declaração transpareceu para as pessoas, inclusive meios de comunicação, que houve um pré-acordo no grupo para dividir o apoio para chapas diferentes nas eleições estaduais. Esse acordo realmente aconteceu?

Dr. Aílton Cezarino: 

-Não, em momento algum. Esse tipo de acordo nós não fazemos. Todos sabiam que o prefeito acompanharia o mesmo governador do estado que o deputado Marcelo Nilo votaria. Houve uma mudança de opinião do prefeito no curso da campanha e ele passou a apoiar Paulo Souto e nós ficamos na mesma linha que estávamos, que era de apoiar a candidatura de Rui Costa, então, isso não foi fruto de conversas ou de acordo algum. Tínhamos nossa posição e continuamos firme nela. A todo o momento estivemos na candidatura de Rui Costa, que saiu vitoriosa nas eleições, apoiamos a candidata Dilma para reeleição e também foi vitoriosa, será presidente da república pelo segundo mandato, ganhamos em Itiruçu em todas as urnas com uma frente de 2300 votos, uma demonstração de forças e isso nos coloca mais uma vez como representantes do município junto ao governo do estado, com quem temos uma boa relação com o governador Rui Costa, onde já votamos com ele em Itiruçu desde 2010  para deputado federal. O presidente da assembleia e presidente da Assembleia é uma pessoa que matemos uma relação política e pessoal de amizade, estamos juntos ai para continuarmos a trazer obras para o munícipio e ajudar o prefeito na administração. Muitas outras forças políticas também apoiaram e tenho a certeza de que todos juntos irão ajudar Itiruçu.

Blog Itiruçu Online:

Já que o ex-prefeito diz que não houve esse acordo e que podem manter a  mesma combinação municipal para as eleições de 2016, no caso houve um descumprimento de acordo. Quem na verdade rachou esse acordo?

 Dr. Aílton Cezarino:

-Em 2012, quando voltamos a sentar para conversar politicamente, naquele momento, houve uma conversa entre Wagner, Aílton, Dra. Rita Dona Marlete, os deputados Marcelo Nilo e Jutahy e firmamos o acordo: quem estivesse melhor seria o candidato a prefeito e o outro grupo indicaria o vice. Então, chegou-se a conclusão de que Wagner estava melhor e o PDT indicou a vice com o nome de Dra. Rita, dai sacramentamos esse acordo, que não foi somente para 2012, ele também envolvia as eleições de 2014, pois dizia que, ganhando ou perdendo as eleições de 2012, o grupo do PDT indicaria o nome do deputado estadual e o do governador do estado, já o PSDB indicaria o deputado federal a o presidente da república, senador ficaria livre, então assim foi feito. O nome de Marcelo Nilo foi Rui Costa, pois ele (Nilo) pretendia ser candidato a governador, mas depois não foi, em seguida surgiu a possibilidade do cargo de vice-governador, também não acontecendo e voltou a ser candidato a deputado estadual tornando-se mais uma vez o mais votado do estado. Já o presidente da república nós votaríamos no candidato do deputado Jutahy. O prefeito avaliou e disse não haver condições de votar no candidato Rui Costa e decidiu como opção o candidato da oposição, Paulo Souto. Com a decisão ficamos desobrigados de votar no Aécio, tínhamos nossa linha politica, o que acabou nos agradando, pois continuamos a votar na presidente Dilma em quem já tínhamos votado em 2010.  Ficou firmado apenas o acordo para deputados, firmado lá em 2012, com conhecimento de todos os vereadores da época e dos que estão hoje eleitos e são do  grupo. Alguns nessas eleições não seguiram, mais sabiam que Wagner tinha o compromisso e honrou com ele.

Blog Itiruçu Online:

No grupo que hoje administra a prefeitura, não há como negar um racha na preferência em seguir lideranças. Há quem demostre morrer de amores pelo ex-prefeito e outros pelo prefeito Wagner. Essa situação tem causado desavenças na base. Na sua visão de liderança política, será fácil unir essas pessoas em torno de um nome em 2016?

 Dr. Aílton Cezarino:

-Acredito que sim. Existem alguns membros, principalmente os que acompanham mais o prefeito e, sei lá seus motivos, não sei se justos ou não, mas estão querendo desagregar o grupo, só que a expressiva maioria deseja união, pois sabem como foi importante em 2012 e viram  o resultado das eleições agora. Estas poucas pessoas que querem desagregar vão ter que entender, ou então cada um tomar seu caminho. Tenho a certeza de que nós venceremos mais uma eleição em 2016, nem que seja em uma nova composição, ou nova forma, mas estaremos ai juntos para disputar as eleições e é importante essa união, pois representa a fortaleza que nós temos.

Blog Itiruçu Online:

Mas para se pensar em Vitória em 2016, a eleição de 2014  mostrou que a população não anda satisfeita com o governo tucano, isso que dizer que para um nome do grupo disputar as eleições de 2016 com chances de Vitória, o prefeito deve de imediato atender o recado da população e melhorar o desempenho da gestão?

Dr. Aílton Cezarino:

-Sem duvida, resultado de eleição é verdadeiro. A presidente Dilma foi reeleita porque o povo brasileiro aprovou o modo de governar no Brasil, mesmo com uma margem pequena, mas foi aprovada. Ela entendeu  o recado dos brasileiros e reconheceu em seu discurso de vitória dizendo está aberta ao dialogo. Uma grande parcela da população deu um recado para o PT, que deve rever  e discutir uma nova forma de governar. Aqui no município o resultado das urnas também disse ao prefeito, principalmente quando se trata dos candidatos na majoritária dele, que não obteve a vitória no município, nem no primeiro nem no segundo turno, é uma forma de dizer que a gestão tem alguma coisa que não está correto e ele ouviu isso e nos garantiu que irá mudar a forma de fazer gestão no município e ele (prefeito) tem tempo o suficiente para voltar a ter àquela popularidade que sempre teve e ter força política para defender uma bandeira em 2016.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas