Eleições em Itiruçu será cenário de avaliação do governo Tucano e de novas lideranças

eleicoes

 A poucos dias das eleições, o Blog Itiruçu Online volta a fazer uma perspectiva de como, possivelmente, ficará a situação de cada deputado e seus lideres na cidade. Faremos uma avaliação opinativa de todas as lideranças que brigam pelos votos para seus candidatos.

Vejamos:

O prefeito Wagner Novaes terá nestas eleições um reflexo da avaliação da população sobre seu governo. Ele (Wagner) foi eleito nas eleições de 2012 com 52,98%, ou seja, 3.765 votos. O prefeito terá que fazer um grande esforço para transferir parte destes votos para o candidato a Dep. Estadual Marcelo Nilo (PDT) e a Dep. Federal Jutahy Magalhães, já que está apoiando os dois.

O prefeito encontrou dificuldade para unir o grupo em torno dos seus candidatos, pois algumas lideranças que fazem parte do mesmo “grupo” votarão com outros candidatos. Alguns desses, a exemplo de vereadores, migraram para outros candidatos com a benção do prefeito. A verdade é que não será fácil para Wagner manter os votos para seus candidatos. Ele (Wagner) conta com o apoio da vice-prefeita e do ex-prefeito Aílton Cezarino. Os dois buscam votos para os mesmos deputados, embora para candidatos a governador, senador e presidente diferentes. A vice segue fielmente à chapa do PT na Bahia e no Brasil: Rui Costa Governador, Otto para o senado e Dilma presidente. Já o prefeito, lidera a campanha de Paulo Souto governador, Aécio ou Marina Presidente e Geddel para o senado.

Há quem afirme que os candidatos do prefeito ficarão em primeiro lugar nas urnas, pela história política no município, mas com uma votação bem abaixo da esperada. Existem divisões nos grupos da situação e também na oposição: o que favorece a base governista.

Na base do governo tucano, há lideranças desgarradas dos candidatos do prefeito:

Os vereadores Val Caetano, Robson Mauro e Agnaldinho firmaram apoio para o candidato a deputado estadual Sandro Régis. A expectativa é de que Sandro Régis alcance a média acima de 300 a 450 votos.

O vereador Josevi Umburanas segue no apoio ao candidato Pedro Tavares; é a segunda vez que o vereador defende o nome do peemedebista. O desafio de Duda é assegurar uma média de 200 votos para o aliado.

Já o vereador Paulo Ézio, segue aliançado com o deputado estadual Euclides Fernandes do PDT. Em seu primeiro mandato, é a primeira  vez que  busca votos para um deputado. Espera-se que, com algumas boas lideranças ao lado de Ézio (Valdecy e Fera), Euclides possa alcançar a média de 350 a 400 votos. Euclides foi o candidato a deputado estadual mais votado no município em 2010 com apoio do atual prefeito.

Já Marcelo Nilo, candidato do prefeito e da vice-prefeita, apesar de não ter apoios de vereadores, pode ficar em primeiro lugar na disputa. A estimativa é que ele alcance a casa dos 1.400 a 1.600 votos.

No cenário de deputado federal, Marcos Medrado ganhou com a benção do prefeito alguns votos de Jutahy. Medrado deve alcançar a média de 200 a 300 votos no município. Jutahy Magalhães pode alcançar à média de 1.500 a 1.700 votos; Jorge Solla é seu principal concorrente.

Oposição:

O líder da oposição ainda é o ex-prefeito Carlos Roberto Marttinelli do PT. Ele (Carinhos) é conhecido nas eleições estaduais pela cultura de trocar de candidatos a cada pleito eleitoral. Carlinhos foi prefeito de um mandato, tentou a reeleição, mas não foi reeleito. Obteve 3.342 votos (47,02%).

Nestas eleições de 2014, a cultura prevaleceu e, mais uma vez, Carlinhos traz um nome novo. Trata-se da candidata a deputada estadual Maria Del Carmem, que busca votos no município  liderada pelo ex-prefeito. Para deputado federal, o ex-prefeito segue no voto de gratidão ao deputado Yulo Oiticica do PT, que disputa pela primeira vez vaga na Câmara Federal. Ao que parece, Carlinhos não almeja mais nada nas eleições municipais a não ser oferecer apoio. Prefeito com 04 anos de mandato e com três das 04 contas rejeitadas,  foi incluído no rol dos fichas sujas. A situação não o permite disputar cargos eletivos em 2016. A estimativa é a de que seus candidatos atinja uma média de 300 votos para Maria Del Carmem e 600 votos para Yulo.

Tudo indica que, na oposição, dependendo dos resultados das eleições do próximo domingo 05 de outubro, mudará de liderança. Candidata à vice na chapa do ex-prefeito Carlinhos, a médica Dra. Lorena Di Gregório (PT) também apresentou seus candidatos à população. Lorena não seguiu os mesmos nomes do ex-prefeito e preferiu apresentar dois de sua confiança: Clóvis Ferraz para estadual e Jorge Solla para deputado Federal. É uma situação de “Racha” também na oposição: cada liderança apresentou seus candidatos para avaliar a influência junto ao povo.

Os candidatos de Dra. Lorena estima-se que, para estadual, alcance uma média de 800 a 1000 votos. Já o Federal, com mais trabalho e conhecido no município, apesar do pouco apoio de lideranças, pode alcançar uma média acima de 1.400 votos; disputando a primeira colocação com Jutahy Magalhães.

Vejam algumas lideranças da oposição que apresentaram candidatos:

Os vereadores petistas Nino Mota e Junior Petrúquio, estão buscando votos para o deputado federal Antonio Brito (PTB). Estadual buscam votos para o mesmo de Lorena: Clóvis Ferraz. A expectativa para a votação de Antonio Brito está na casa dos 400 a 500 votos.

O vereador Nilman Brochini firmou apoio ao deputado federal Luiz Argolo. A média de votos é estimada em 300 a 350.

Já o vereador Alexandre Maimone, aliançou com o secretário de obras do governo tucano e defendem o nome de Ronaldo Carlertto. A expectativa é uma média de 280 aos 300 votos.

Tanto na oposição quanto na situação a circunstância é de uma salada mista de deputados. Uma união para a disputa das eleições municipais muda todo esse cenário.

Outros candidatos que também pisam em solo itiruçuense na busca de votos.

Filho de João Leão, candidato a vice-governador na Chapa do PT, Cacá Leão busca garantir o gabinete do Pai na câmara federal. Em Itiruçu, ele (Cacá) é apoiado pelo Zé de Adroaldo e algumas outras lideranças. A expectativa dos votos está na média dos 200 a 250 votos, apesar de se propagar uma votação maior. Luiz Augusto é o candidato a deputado estadual, que deverá alcançar de 150 a 180 votos.

Aleluia e Heraldo Rocha são outros que são defendidos no município. Ambos são defendidos pelo pré-candidato a vereador Duda de Zili. A votação dos dois pode chegar à casa dos 120 a 170 votos.

Outros candidatos que buscam votos no município e que, certamente, ficarão na casa dos 100 votos abaixo, com destaque para Eduardo Salles, por possuir defensores na cidade.

É logico, a situação descrita acima pode ser outra, é apenas uma avaliação de como poderá ficar os resultados das eleições no próximo domingo: tudo vai depender do conceito dos representantes junto ao eleitorado.

A questão de governador:

O atual prefeito coordenar a Campanha do Candidato Paulo Souto no Vale Jiquiriçá: situação que o afastou de suas obrigações na sua terra. A votação de Paulo Souto não deve ultrapassar a casa dos 3 mil votos.

O candidato Rui Costa do PT possui uma vantagem em relação ao candidato Paulo Souto: tem um número maior de aliados e vai junto com a popularidade de Dilma e Lula. Deve alcançar a maioria do eleitorado na cidade: acima dos 3 mil votos.

Os demais candidatos também serão votados. Lídice, Renata Marlet, Marcos Mendes, Rogério Da Luz devem dividir juntos cerca de 500 votos.

Presidente:

Os três principais nomes terão a preferencia do eleitorado.

A presidente Dilma Rousseff manterá a maioria dos votos, seguida de Marina Silva; que disputa voto a voto com Aécio Neves.

Enfim, é esperar para ver como realmente ficará o desfecho do jogo eleitoral.

Até domingo, às 17Hs.

Escrito Por Tiago Santos, Blog Itiruçu Online.

OBS: se você leitor tive outra avaliação, envie-nos, entre em contato, ou deixe seu comentário!


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas