Eleições 2016: Em Santa Inês, oposição terá professor concorrendo a prefeitura

0965c49f-313a-4b13-ad36-40761cb87aaf

O dia das convenções municipais está se aproximando e os municípios vivem o clima político dos bastidores.  Na cidade de Santa Inês, após sentir a rejeição popular, o atual prefeito José Afrânio jogou a toalha e abandonou o comando do barco da situação. Não tentará a reeleição.

O nome da oposição será um professor. Trata-se do diretor do Colégio ACM, Prof. Emerson, pré-candidato a Prefeito. De acordo com populares, Emerson é o favorito a vencer o pleito em outubro deste ano, claro, tudo depende da aprovação popular para confirmar favoritismo. Na política tudo é possível.

Emerson tem em sua defensa a referência de uma gestão pública exemplar no Colégio ACM de Santa Inês, premiada pelo Governo do Estado, Ministério Público, Ministério da Educação, ONU, etc. Em conversa com o Itiruçu Online, no último dia 02 de Julho, o professor disse que a marca registrada de sua gestão  no Colégio ACM de Santa Inês são os princípios do comprometimento com as pessoas, responsabilidade com a coisa pública, compartilhamento dos direitos e deveres entre todos e em especial a absoluta transparência na aplicação dos  recursos públicos. Segundo ele ( Emerson), uma gestão pública, precisa de uma visão humana e destinada exclusivamente para atender as demandas do povo, proporcionando melhorias na qualidade de vida e consequentemente um desenvolvimento social.  “Quando os recursos são aplicados corretamente, a exemplo do Colégio ACM, os benefícios vão para todos e não apenas para uma minoria. Aplicar bem os recursos públicos é muito mais que um compromisso é uma obrigação do gestor público e estamos fazendo nosso papel há oito anos no Colégio ACM. Um Colégio referência no estado da Bahia, por aplicar bem o dinheiro público, valorizar e apostar nas potencialidades do ser humano”, disse ele.

Questionado sobre a baixa popularidade do Gestor atual, que culminou na retirada da candidatura a reeleição, Emerson disse: “É preciso cautela para administrar esse momento. A baixa popularidade do atual gestor é O reflexo de uma administração que não tem nenhum compromisso com as pessoas, sendo assim, o resultado não é surpreendente, pois o município se encontra em situação de calamidade em seus serviços públicos municipais, em especial, a saúde, a geração de renda e consequentemente possibilidade de gerar emprego e serviços para a população.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas