Deputado Roberto Brito é inocentado da acusação de integrar Organização Crminosa

Após não ter em provas contra o deputado Baiano do PP, Roberto Brito, o procurador Geral da República, Rodrigo Janot, pediu o arquivamento das investigações que envolviam o deputado no âmbito da ação 3.898, da Operação Lava Jato, em tramitação no Supremo Tribunal Federal. No mesmo processo, a PGR denunciou 12 integrantes do Partido Progressista, acusados de participarem de uma Organização Criminosa que teria sido formada para desviar recursos da Petrobrás.

Ao saber da decisão, o parlamentar baiano divulgou nota à imprensa reiterando sua inocência e afirmando que nunca cometeu o crime de que era acusado.  “A Justiça foi feita e me sinto aliviado! Confesso que carregava um fardo pesado, mas sempre acreditei na Justiça dos homens e justiça divina”. Na noite desta terça feira, 05, o Supremo derrubou o sigilo da denúncia e os nomes dos políticos inocentados e dos que continuarão sendo investigados se tornaram conhecidos.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas