Dependente de Neymar, Brasil joga mal, mas vence na estreia da Copa América

brasilcopaamerica

A dependência de Neymar foi assustadora na estreia do Brasil na Copa América. Era como se as jogadas ofensivas tivessem obrigatoriamente de passar pelo camisa 10. Esse absurdo acabou complicando a estreia da Seleção contra o limitado Peru. O jogador do Barcelona foi fundamental. Marcou um gol, acertou o travessão e ainda deu excepcional passe para Douglas Costa concretizar a vitória, de virada por 2 a 1, aos 46 minutos do segundo tempo.

Mas tirando esses lances agudos que deram certo, Neymar individualista ao extremo, querendo mostrar seu talento, atrapalhou, travou inúmeras jogadas ofensivas brasileiras. Dunga precisa urgentemente fazer com que ele passe a jogar pelo time. E a equipe não fique tão dependente da estrela do Barcelona. Não há cabimento. Dunga precisa mostrar que é treinador. Dar, urgente, opções para o time.

Caso um adversário consiga anular Neymar ou mesmo ele se machuque, como aconteceu na Copa do Mundo, o Brasil dá toda a impressão que não saberá o que fazer. A vitória na estreia na Copa América foi mais angustiante do que animadora. Leia mais, clique aqui


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas