Como corrigir problemas de visão com cirurgias?

Dores de cabeça, tonturas, perda de concentração, desequilíbrios e tropeços são alguns dos sintomas muito comuns causados pelas doenças oftalmológicas. De acordo com a organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 160 milhões de pessoas no mundo tem visão reduzida, 37 milhões são cegas e cerca de 75% dessas ocorrências poderiam ter sido evitadas com tratamento adequado. A boa notícia é que as cirurgias estão aí para ajudar a diminuir estes números.

As cirurgias retrativas a laser estão se tornando cada vez mais comuns entre os brasileiros. Elas tratam as deficiências mais comuns entre a população, como: miopia, astigmatismo e hipermetropia, e podem ser encontradas em hospitais e clínicas de pequeno, grande e médio porte, espalhadas por todo o país. O procedimento é bem simples! Leva em torno de 20 minutos por olho, não existe internações e logo após o procedimento o paciente é liberado. A cirurgia refrativa trata-se de uma correção da visão com laser e existem duas técnicas de aplicação. A escolha dependerá da espessura da córnea, que varia de acordo com cada pessoa.

Na maioria dos casos, o paciente retorna as suas atividades após três dias de repouso. O tempo de descanso é importante para a regeneração do epitélio, que foi alterado para a correção visual. O acesso a este método tem se tornado mais acessível aos brasileiros devido ao aumento de especializações no assunto e da oferta de crédito no mercado, como ocorre pelo Centro Nacional – Cirurgia Plástica, entidade que fornece recursos, à base do crédito, para pacientes cirúrgicos. No caso, o cirurgião recebe do paciente, à vista, o valor de seus honorários e o paciente tem a opção de pagamento em parcelas.

Segundo análise do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mais de 35 milhões de pessoas no Brasil lidam com alguma dificuldade de visão, o número equivale a quase 19% da população. A pesquisa aponta também que torno de 500 mil pessoas receberam o diagnóstico de cegueira. Como diz o ditado, melhor prevenir do remediar.

Além de não ter mistérios, as cirurgias oftalmológicas geralmente são de grande sucesso entre médicos e pacientes, com sucesso altíssimo nos procedimentos, livrando as pessoas do uso de óculos e lentes. No entanto, antes de mais nada é importante que o paciente passe em consultas regulares com um oftalmologista para avaliar a saúde do olho e se prevenir quando necessário.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas