Itiruçu tem 23 casos positivos. Foto/Blog Itiruçu Online.

Com índice crescente em transmissão comunitária do novo coronavírus, o município de Itiruçu avalia medidas mais enérgicas para provocar o isolamento social no período de encubação do vírus, que é de 15 dias.

A Possibilidade de Lockdown ganhou força após declarações da prefeita Lorenna Di Gregorio confirmando que após a reunião conjunta entre os prefeitos do vale e o poder judiciário, que ocorre com intervalo de 15 dias no fórum da Jaguaquara, pode ser tomadas medias mais duras na próxima terça-feira, dia 28.

O assunto, no entanto, divide opiniões entre favoráveis e contra. O que tem de certo entre todas elas é que a transmissão comunitária em cidades pequenas é perigosa e precisa ser controladas para que não adoeça todos de uma vez.

Se a realidade do lockdown se confirmar, sua implementação trata de uma enorme mudança no dia a dia da população. O problema é a forma de fiscalização das restrições impostas pelo lockdown. A cidade de Itiruçu não possui um número grande de guardas municipais, caso fique sob eles a responsabilidade desta fiscalização e a GM na verdade nem existe no papel.  O município também não dispõe de efetivo policial necessário para fazer valer as medidas. Com isso, passam a contar com a boa vontade dos cidadãos para o enfrentamento a pandemia.

São 23 pessoas identificadas pelo município positivadas com a covid-19, sendo que destes 12 estão considerados curados. 12 pessoas aguardam o prazo correto para coleta e 108 estão sendo monitoradas. A preocupação é que a doença chegou no público idoso que já precisam de vagas em hospitais.

Economia X Saúde

O Brasil vive a discussão de quebrar a economia ou priorizar as ações de Saúde. Na verdade, não existe saúde sem economia e não existirá economia sem saúde. Uma é correte da outra. Mas já divide opiniões.

“Eu sou totalmente contra o lockdown. Sou a favor de uma fiscalização rígida na cidade, e quem estiver errado ser multado. Mas fechar, não. O empresário quebra, e a cidade também. Todos nós sabemos que passamos o dia inteiro esperando um cliente e temos comércios que não vende R$ 50,00 no dia. O que precisam ser fiscalizados são os grandes comércios que recebem 82% da cidade em seus estabelecimentos, os que fazem serviços de entrega. Os demais devem ser cobrados e fiscalizados com rigor. Muitos não tiveram auxílios e estão passando dificuldades. Os prefeitos fecharam muito cedo nossos comércios e agora que precisam de medidas enérgicas, já provocaram o caos financeiro em nossas vidas.  Vamos nos unir e ajudar o vírus não espalhar, cuidado e educando e cobrando de que pode contribuir mais. Tem que discutir as saídas com bastante avaliação”, disse o empresário Marcos.

Já para o cidadão Adriano, é hora de pensar em 15 dias mais duros, fazendo valer a ação para não colapsar ainda mais o sistema de saúde. “Estamos acompanhando a situação do Brasil e principalmente do sistema de saúde de nossa região. Pessoas morrendo a espera de vagas nas UTis. Sabemos que a economia se parar teremos um buraco grande, irreversível. Mas já estão sendo penalizados de forma certa ou errada desde o início. Se for preciso fechar por 15 dias, que feche, mas é  preciso fazer valer para todos e evitar o avanço do vírus. É necessário e urgente”, opinou.


Cidade tem 06 novos positivos da Covid-19. Foto/Blog Itiruçu Online.

Com mais seis casos positivos da Covid-19, Itiruçu soma 21 casos. Destes, 12 estão considerados recuperados. O novo boletim epidemiológico  ganhou um corpo técnico na identificação dos pacientes, detalhando por cada caso notificado para Covid, idade e a situação atual de cada.

Confira o detalhamento dos seis novos casos:

16° caso positivo para Covid 19 no município de Itiruçu é uma mulher 30 anos, apresentou sintomas leves. Realizou RT PCR para Covid 19, com resultado detectável. A mesma encontra-se bem, estável e recuperando em casa.

17° caso positivo para Covid 19 no município de Itiruçu é um idoso, 80 anos, apresentou sintomas moderados. Realizou RT PCR para Covid 19, com resultado detectável. O mesmo encontra-se estável e recuperando no hospital.

18° caso positivo para Covid 19 no município de Itiruçu é um idoso, 72 anos, que após contato com pessoa de outro município, apresentou sintomas leves. Realizou RT PCR para Covid 19, com resultado detectável. O mesmo encontra-se estável e recuperando em casa.

19° caso positivo para Covid 19 no município de Itiruçu é uma idosa, 65 anos, que após contato com pessoa de outro município, apresentou sintomas leves. Realizou RT PCR para Covid 19, com resultado detectável. O mesmo encontra-se estável e recuperando em casa.

20° caso positivo para Covid 19 no município de Itiruçu é um jovem 25 anos, que apresentou sintomas moderados. Realizou Teste Rápido para Covid 19, com resultado positivo. O mesmo foi transferido para o hospital de referência no município de Jequié.

21° caso positivo para Covid 19 no município de Itiruçu é um idoso, 75 anos, que apresentou sintomas moderados. Realizou Teste Rápido para Covid 19, com resultado positivo. O mesmo encontra-se internado no Hospital Municipal Pedro Pimentel Ribeiro.

FONTE SECRETARIA DE SAÚDE


Tudo certo.  A imprensa não fez divulgação de cunho eleitoreiro, mas para alertar o município que uma pessoa com Covid-19 precisou comprar remédios por conta própria. E Deu certo. Depois de ser noticiado, primeiramente a prefeita Lorenna Di Gregorio havia assinado uma nota afirmando ser o conteúdo de cunho eleitoreiro, mas após ouvir a própria positivada relatar a situação que passou, pediu desculpas e solicitou todas as notas fiscais dos remédios, garantindo que serão pagos pelo município. Lorenna afirmou que a situação não acontecerá mais, sendo chamada a atenção da Secretaria de Saúde sobre o ocorrido.

Clique aqui e lembre o assunto.

Ouça abaixo o áudio:


Desde o começo da pandemia, na cidade, que diversas ações vêm sendo executadas pela Prefeitura de Jequié, com o objetivo de evitar a disseminação da doença entre a população. Uma dessas medidas é a higienização de ruas e logradouros públicos, onde há um maior fluxo de pessoas. A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Serviços Públicos, realizou na noite desta segunda-feira, 20, a ação de limpeza em diversas vias do Centro, como nas ruas do entorno da Praça Rui Barbosa; na Avenida Alves Pereira; no entorno da Praça da Bandeira; nos pontos de ônibus localizados no entorno da Praça da Bandeira; na Rua Sete de Setembro; além das áreas externas das agências bancárias e em todo o entorno do Centro de Abastecimento Vicente Grilo, o CEAVIG.

A operação, que segue um cronograma que abrange locais de grande circulação de pessoas, como pontos de ônibus, entorno das unidades de saúde, bancos das praças e das vias públicas, contou com apoio de carros-pipa e as equipes de limpeza utilizaram água sanitária, detergente e sabão gelatinoso.

De acordo com Vinícius Nogueira, secretário de Serviços Públicos, que acompanhou toda a ação, essa operação é mais um reforço às políticas públicas de enfrentamento ao Coronavírus, que já vêm sendo feitas pela Prefeitura de Jequié.

“Mesmo limpando as ruas, as avenidas, os entornos das praças, as áreas externas das agências bancárias, a Prefeitura de Jequié continua pedindo para que a população siga as orientações das autoridades de saúde e mantenha-se em casa, evitando o máximo possível de contato com outras pessoas. É muito importante ficar em casa e se manter em isolamento social. Não esqueçam, também, de lavar as mãos com frequência ou utilizar álcool em gel para higienização. Vamos todos fazer a nossa parte contra esse vírus.”, disse o secretário de Serviços Públicos, Vinícius Nogueira.


Prefeita reclama de divulgação e diz ter sido de cunho eleitoreiro. Foto arquivo/ Blog Itiruçu Online.

Rendeu a reclamação de uma paciente diagnosticada pela Covid-19 ao relatar não ter tido suporte da Secretaria de Saúde na aquisição de remédios receitados pelo médico.

Ao responder a reclamação na LT FM, a prefeita Lorenna Di Gregorio reclamou de o assunto ter tornado público, e classificou como apenas denúncia infundada e de cunho político eleitoreiro.

Já em mensagem assinada para divulgação em rede social, a prefeita diz que questões de saúde não devem ser tratadas através de grupos de WhatsApp, muito menos em Blogs que considera de conteúdo político.

-“Gente, acho que algumas situações particulares relacionadas as questões envolvendo saúde, não devem ser tratadas em grupos de Wats, muito menos em blogs com conteúdo político. A secretaria de saúde está dando toda a assistência necessária aos pacientes suspeitos ou testados como positivo. Nem Ida, Maiara ou Alessandra estão autorizadas a darem informações referentes ao tratamento ou conduta relacionados a nenhum caso positivo ou suspeito de Itiruçu. Temos hoje 15 casos, sendo três ativos, 12 recuperados sem necessidade se quer de internamento. Vamos continuar na luta. Ass: Dra. Lorenna DI Gregorio” –

Para a LT FM, a prefeita afirmou que a paciente não havia solicitado medicações para tratamento ao Covid-19, e que havia um acompanhamento a todos os infectados identificados pela Secretaria de Saúde. Já a paciente respondeu a prefeita enviado áudio no mesmo momento relatando que fez todas as solicitações, mas que os remédios estavam em falta, sendo necessário comprá-los.

De acordo com informações obtidas pelo Itiruçu Online, os remédios Ivermectina e Hidroxicloroquina acabaram no estoque do município no dia 07/07, e que estão aguardando reposição, mas a Azitromicina, Dexclorfeniramina e Prednisona são distribuídos.


Na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada no início da noite de hoje (20), consta que foram registradas 632 novas mortes por covid-19 entre ontem(19) e hoje, totalizando 80.120. O balanço apresenta também 20.257 novos casos confirmados de covid-19 nas últimas 24 horas. No total, 2.118.646 pessoas foram diagnosticadas com a covid-19 no Brasil desde o início da pandemia e 1.409.202 se recuperaram da doença.

De acordo com o Ministério da Saúde, 629.324 pacientes estão em acompanhamento. Há ainda 3.946 óbitos em investigação.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3,8%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 38,1. A incidência dos casos de covid-19 por 100 mil habitantes é de 1008,2.

Aos sábados, domingos e segundas-feiras, o número diário registrado tende a ser menor pela dificuldade de alimentação dos bancos de dados pelas secretarias municipais e estaduais. Já às terças-feiras, o quantitativo em geral é maior pela atualização dos casos acumulados aos fins de semana.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais registro de mortes por covid-19 são: São Paulo (19.788), Rio de Janeiro (12.161), Ceará (7.185), Pernambuco (6.036) e Pará (5.538). As Unidades da Federação com menos óbitos são: Mato Grosso do Sul (228), Tocantins (299), Roraima (431), Acre (465) e Amapá (515).

Os estados com mais casos confirmados desde o início da pandemia são: São Paulo (416.434), Ceará (147.566), Rio de Janeiro (141.005), Pará (139.396) e Bahia (123.292). As Unidades da Federação com menos pessoas infectadas registradas são: Mato Grosso do Sul (16.337), Tocantins (17.898), Acre (17.462), Roraima (25.686) e Rondônia (29.801).


PM reforça ações do Toque de Recolher em Jaguaquara.

A Secretaria de Saúde do Município de Jaguaquara registrou nessa sexta-feira (17), os  691 casos de contaminação por Coronavírus, seguindo com 394 casos recuperados e 292 ativos e 18 altas para a data.

O município também notificou o quinto óbito por Covid-19. A vítima é uma mulher de 92 anos de idade, moradora do bairro São Jorge. A paciente estava internada em uma das Unidades de Referência na cidade de Jequié. Foi internada dia 09, transferida dia 10 para a Clínica são Vicente. Notificada com Coronavírus através do teste SWAB, cujo resultado saiu dia 13, não resistiu ao tratamento e veio a óbito no dia de hoje, 17 de julho.

A saúde do município segue estimulando as medidas de prevenção e espera contar com apoio da população no sentido de priorizar a vida.

As ações seguem tendo apoio da Polícia Miliar, que se juntou a Guarda Municipal para fazer valer o Toque de Recolher na Toca da Onça, evitando assim a circulação de pessoas nas ruas durante à noite.  A ação da PM destaca o 5º  dia de vigência do Decreto Estadual, que determina o toque de recolher, às 18h, para prevenção e combate à proliferação do COVID-19, tendo a Companhia Destacada do 19° BPM, montou barreiras em pontos estratégicos, com apoio da Guarda Municipal, além de realizar rondas em toda extensão da cidade alertando a população para a obrigatoriedade do recolhimento aos seus lares.

Efeitos que ajudam o vírus crescer

Em diversas cidades do Brasil as ações estão que menosprezam o novo coronavírus ajuda a doença crescer. São pessoas que defendem a quebra das ações com falsas informações sobre curas. Outras estão usando o vírus como cabo-eleitoral visando as eleições deste ano, politizando o enfrentamento a pandemia com populismo sensacionalista. Para combater a covid-19, ou as pessoas se unem, ou provocarão um caos no sistema de saúde. A luta não é pelo melhor político que comenta o vírus, é apenas para que menas pessoas precisem usar o sistema de saúde ao mesmo tempo. Entendam.


A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, apresenta o Boletim Epidemiológico do Coronavírus desta sexta-feira, 17, atualizado às 19h, que registrou o maior número de óbitos, de um dia para o outro, desde o início da pandemia, na cidade, sendo uma mulher, de 45 anos, moradora do Joaquim Romão, sem comorbidades, que estava na UTI do HGPV; homem, de 69 anos, residente no Joaquim Romão, sem comorbidades, que estava na UTI HGPV; uma mulher, de 24 anos, moradora do bairro Caixa D’Água, portadora de diabetes, que estava internada no HGPV; homem, de 57 anos, do Joaquim Romão, portador de hipertensão arterial sistêmica, que estava na UTI do HGPV; homem, de 90 anos, bairro Espírito Santo, portador de hipertensão arterial sistêmica; uma mulher, de 81 anos, do bairro Mandacaru, sem comorbidades, que estava internada no Hospital São Vicente; um homem, de 93 anos, morador do Joaquim Romão, portador de hipertensão arterial sistêmica e doença renal crônica; e um homem, de 71 anos, morador da Zona Rural, portador de diabetes e doença pulmonar obstrutiva crônica. Foram 07 mortes nas últimas 24h.

O card que ilustra o boletim veio, hoje, em preto e branco como alerta à população para o enfrentamento a Covid-19 e como solidariedade à todos os jequieenses atingidos pela doença.

O Boletim registrou mais 95 novos casos, perfazendo um total de 2198, até agora. Destes, 664 foram diagnosticados por meio do método laboratorial RT-PCR. 1139 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da doença. Os que estão em quarentena somam 4462 pessoas.

Estes são os dados atualizados desta sexta:

– 2198 casos confirmados (pessoas que testaram positivo para Covid-19), destes, 1139 casos foram recuperados;

– 59 óbitos por residência;

– 4641 casos
suspeitos (pessoas que apresentaram sinais e sintomas de síndrome gripal e foram notificados para Covid-19);

– 2159 casos descartados (pessoas que testaram negativo para Covid-19;

– 284 casos aguardando resultado (pessoas que realizaram o exame e aguardam o resultado);

– 4462 casos em quarentena (pessoas que apresentam sinais e sintomas respiratórios/contatos com casos suspeitos e confirmados de Covid-19/casos confirmados de Covid-19);

– Taxa de ocupação UTI adulto – 100% (Até às 12h/dados do HGPV).


Uma jovem de 27 anos e sem outras comorbidades, faleceu na noite de ontem, quinta-feira (16), no Hospital de Campanha da Fonte Nova, em Salvador, sendo  o 4º óbito por Covid-19 no município de Maracás.

Em nota de pesar, a Secretaria de Saúde do município explicou o ocorrido e lamentou a morte da jovem:

A Prefeitura de Maracás, por meio da Secretaria de Saúde, manifesta o seu sentimento de pesar pelo falecimento de uma jovem de 27 anos, sem registro de comorbidades, A paciente foi submetida à internação hospitalar no Hospital Municipal Álvaro Bezerra, no dia 10/07, sendo transferida para Salvador no dia 12/07. Ela foi submetida a exame para detectar ou não o coronavírus e através do RT-PCR testou positivo.

Neste momento de dor, a Prefeitura solidariza-se com seus familiares e amigos, ratificando os votos de pesar pela morte precoce da jovem.
Pedimos a todos que sejam respeitadas as recomendações já anunciadas para o combate a Covid-19 e reforçamos a importância do uso de máscara e do distanciamento social.


A Bahia registrou, nas últimas 24 horas, mais 3.380 casos de covid-19 e 55 mortes em decorrência da doença, de acordo com boletim divulgado, nesta quinta-feira (16), pela Secretaria da Saúde (Sesab). Com as novas confirmações, o estado alcançou os números de 116.373 infectados por coronavírus e 2.693 óbitos.

Entre os contaminados, 91.096 pacientes já estão recuperados da covid-19, o que representa 78,3% do total de diagnósticos. Destes, 4.388 foram considerados recuperados nestas 24h (5,1%). Outras 22.584 pessoas (19,4%) ainda apresentam sintomas. Os 2,3% restantes referem-se às fatalidades.

Os casos ocorreram em 402 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (39,71%). As cidades com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.953,43), Itajuípe (2.488,90), Ipiaú (2.040,42), Lauro de Freitas (1.847,91) e Itabuna (1.788,74).

Na Bahia, 11.984 profissionais da saúde foram confirmados com a covid-19.

Dos 2.408 leitos ativos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para infectados com o novo coronavírus, 1.553 estão ocupados (64,5%). Entre os 943 leitos de UTI adulto destinados somente a pessoas com a doença, 750 possuem pacientes internados (80%).

Com relação aos 55 óbitos confirmados nestas 24h, 31 aconteceram em Salvador (56,4%). Os outros 24 ocorreram em Itamaraju (3), Itajuípe (2), Santo Antônio de Jesus (2), Alagoinhas (1), Alcobaça (1), Araci (1), Barreiras (1), Cachoeira (1), Camaçari (1), Candeias (1), Dias D’Ávila (1), Esplanada (1), Feira de Santana (1), Itabuna (1), Juazeiro (1), Marcionílio Souza (1), Medeiros Neto (1), Nova Viçosa (1), Teixeira de Freitas (1) e Vitória da Conquista (1).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 229.503 casos descartados e 98.602 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h desta quinta-feira (16).