O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante entrevista coletiva para atualizar o boletim sobre o novo coronavírus da China

O Ministério da Saúde confirmou no fim da tarde de hoje (28) que o Brasil tem três casos suspeitos de coronavírus. Além de uma estudante de 22 anos, que está internada em Belo Horizonte, mais duas pessoas têm suspeitas de portar o vírus. Uma delas está em Porto Alegre (RS) e outra em Curitiba (PR). Segundo o ministério, esses pacientes se enquadram na atual definição de caso suspeito. Eles apresentaram febre e pelo menos um sinal ou sintoma respiratório; além de terem viajado para a China, país onde a contaminação teve início, nos últimos 14 dias. O ministério não ofereceu mais detalhes sobre os casos.

Dados do ministério apresentados na manhã desta terça-feira mostraram que, no período de 3 a 27 de janeiro, foram analisados 7.063 suspeitas de pessoas com coronavírus no Brasil. Desses, 127 exigiram a verificação mais detalhada e apenas o caso da estudante em Belo Horizonte havia sido enquadrado como suspeita. Diante da epidemia que tem se espalhado rapidamente pela Ásia e atingindo também países da Europa e da América do Norte, o ministério recomenda que os brasileiros evitem viagens à China. O ministro Luiz Henrique Mandetta pediu para que as viagens apenas sejam realizadas se forem necessárias.

“Nós desaconselhamos e não proibimos as viagens para a China. Não se sabe, ainda, qual é a característica desse vírus que é novo; sabemos que ele tem alta letalidade. Não é recomendável que a pessoa se exponha a uma situação dessas e depois retorne ao Brasil e exponha mais pessoas. Recomendamos que, não sendo necessário, que não se faça viagens, até que o quadro todo esteja bem definido”, disse durante entrevista à imprensa.


A Luta de uma família para ajudar o pequeno Heitor, de 01 ano e 8 meses, ganhou uma campanha Online para arrecadar recursos e poder custear tratamentos. A Vakinha foi a maneira que o casal Vanessa e Paulo Henrique (na foto) encontraram para buscar ajuda. Eles residem na cidade de Itiruçu.

De acordo com relatos ao Itiruçu Online, a criança faz acompanhamento na APAE em Jequié, mas a família busca também outro acompanhamento e outras necessidades para adaptar a vida do garoto por solicitações médicas, a exemplo de cadeira, aspirador, banheira e o Boton, que é prioridade no momento.  A Família vive apenas com salário mínimo e a renda não comporta os gastos.

Se você puder ajudar ao pequeno Heitor, clique aqui e faça sua doação: VAKINHA DO HEITOR

Abaixo, leia o pedido da família:

Olá gente, tudo bem com vocês?

Essa vakinha é pra Heitor, que tem 1 ano e 8 meses. Ele  nasceu diagnosticado com  hidrocefalia e esquizencefalia. Já passou por 3 cirurgias e essa última foi a gastrostomia, pois em abril do ano passado começou a apresentar dificuldade em deglutir, então, ele deve que colocar a gastro. Desde o começo desse ano que a cirurgia vem apresentando inflamação, até febre Heitor teve e o boton custa a partir de R$ 1.200,00. Heitor também precisa de um carrinho adaptado por conta dele está crescendo e ficando pesado e não poder usar carrinho normal devido aos esparmos musculares e as crises convulsivas. Realmente é muito caro.  Temos necessidade de uma banheira adaptada, pois a que ele usa já está pequena. Precisamos de um aspirador, pois ele acumula muita secreção salivar e o mesmo ainda não recebe o benefício do INSS, que estamos ainda na luta e não temos condições em comprar. Nossos gastos com leite ( zero lactose) fraldas, consultas médicas, remédios e Bernardo ( irmão de Heitor)  –  que ganhou pré-diagnóstico de autismo-. Então, fizemos essa vakinha para quem puder nos ajudar de alguma forma. Nossa situação é muito difícil e mantemos tudo isso com apenas 01 salário mínimo. Ajude-nos.

Desde já agradecemos a todos e que Deus abençoe vocês.


Começou a ser distribuída nesta quinta-feira (9), pelo Ministério da Saúde 1,7 milhão de doses da vacina pentavalente aos estados, que vão encaminhá-las em seguida aos municípios. De junho a dezembro do ano passado, a oferta foi irregular por causa de problemas com os fornecedores. A vacina garante proteção contra cinco doenças: difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e a bactéria Haemophilus influenza tipo B (responsável por infecções no nariz e na garganta).

Segundo o ministério, o Brasil compra a vacina por meio do Fundo Estratégico da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), pois não existe laboratório produtor no país. Em julho de 2019, lotes do laboratório pré-qualificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) foram reprovados no teste de qualidade do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde e em análise da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em agosto, o Ministério da Saúde solicitou reposição do produto, mas, naquele momento, não havia disponibilidade imediata no mercado mundial.

Assim como a pentavalente, a vacina DTP, que previne contra difteria, tétano e coqueluche, estava em falta nos postos de São Paulo, mas já é encontrada nas UBS. A vacina é aplicada como reforço aos 4 anos.


A Secretaria de Comunicação Social do Governo da Bahia informa que o governador do Estado, Rui Costa, 57 anos, foi submetido a uma intervenção cirúrgica no fim da manhã deste domingo (5), no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde permanece internado em recuperação.  De acordo com o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, que acompanha o governador em SP e é médico dele há 25 anos, a cirurgia foi realizada para a retirada de um nódulo mamário e ginecomastia, identificados durante investigação no mês de dezembro passado.
Ainda segundo Vilas-Boas, embora não houvesse qualquer indicação de malignidade, os médicos optaram pela retirada bilateral das duas glândulas mamárias, procedimento que ocorreu com normalidade.  O cirurgião plástico do Hospital Sírio Libanês, Marcelo Sampaio, informou que Rui passa bem e está em plena recuperação. O governador está acompanhado da primeira-dama, Aline Peixoto, e da filha mais velha.
Diagnóstico precoce aumenta eficiência dos tratamentos
A identificação precoce de doenças aumenta as chances de um tratamento eficaz. Para tanto, devem ser realizados exames de rotina, bem como a busca imediata do diagnóstico médico após a identificação de qualquer desconforto ou alteração no organismo, sobretudo a partir dos 50 anos. Foi o que ocorreu com o governador Rui Costa, que procurou atendimento médico após sentir dores no peito esquerdo.
Foi realizado um check up clínico e cardiovascular completo, que indicou normalidade para todas as principais funções do organismo. Já os exames identificaram um aumento benigno, porém doloroso da glândula mamária esquerda do governador, chamado de ginecomastia.
De acordo com o cirurgião Marcelo Sampaio, embora raro, homens também podem ter câncer de mama. “Para cada 100 mulheres diagnosticadas com câncer de mama, há 1 homem com o mesmo diagnóstico. Normalmente, ele aparece em homens acima dos 60 anos e pode ser mais frequente em homens cujas famílias apresentam muitos casos de câncer de mama (mesmo que em mulheres)”. A mãe do governador Rui Costa teve câncer de mama em idade muito precoce, conforme já revelou o gestor em diversas entrevistas e discursos.

O médico Marcelo Sampaio explica que, ao primeiro sinal de uma caroço na mama, ou inchaço próximo do mamilo, ou secreção, é bom agendar uma consulta. “O aumento da mama no homem, ou mesmo o caroço, pode ser só uma ginecomastia – o caso do governador – que significa um aumento benigno da glândula mamária do homem, mas, em outras situações, pode haver risco para câncer de mama”.


Uma potente vacina contra a dependência química em cocaína, foi desenvolvida por um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A vacina também poderá ser estendida a indivíduos viciados em crack. A droga sintetizada chega para enfrentar o enorme número de pessoas que consomem cocaína em nosso país, sobretudo nas capitais. Para comparação, de acordo com o Escritório de Drogas e Crimes da Organização das Nações Unidas (ONU), a média mundial de adultos viciados é de 0,4% – cerca de 19 milhões de indivíduos.

A vacina estimula a produção de anticorpos contra a cocaína através de uma molécula que age no sistema imunológico. Os anticorpos capturam a substância química antes dela chegar ao cérebro. No caminho, modificam sua forma e reduzem os efeitos, como a sensação de euforia que vem com a liberação da dopamina, responsável pelo prazer. Sem isso, a vontade de consumir a droga diminui consideravelmente.

De acordo com o professor Angelo de Fátima, do Departamento de Química Orgânica da UFMG, após a liberação, a vacina será utilizada inicialmente na prevenção do abuso de cocaína por crianças e adolescentes e na luta contra o crack.

Um composto semelhante vem sendo produzido pela Faculdade de Medicina Weill Cornell, em Nova York (EUA). Ele é feito com a própria cocaína e outras substâncias, mas diferente da sua versão brasileira, já está em fase de teste em humanos e não mostrou efeitos colaterais, apesar de ter apresentado uma duração limitada.


Os principais gases do efeito estufa, que provocam a mudança climática, registraram recorde de concentração em 2018 e não há indícios de desaceleração no horizonte. A informação foi divulgada este ano pela Organização das Nações Unidas (ONU). Em novembro do ano passado, um relatório publicado pela revista científica britânica The Lancet já chamava a atenção para as graves consequências das ondas de calor na saúde do ser humano. O relatório constatou que, em 2017, aproximadamente 157 milhões de pessoas em todo o mundo estiveram em situação de vulnerabilidade por conta das altas temperaturas.

O verão brasileiro começa, oficialmente, no próximo dia 21 de dezembro, embora já sejam registradas temperaturas elevadíssimas neste ano. O alerta serve para todos, governantes, indústrias e a população em geral. A saúde corre riscos e o impacto das mudanças climáticas já é um desafio de saúde pública em países como os Estados Unidos, por exemplo, onde anualmente morrem mais de 600 pessoas em decorrência do calor.

De acordo com Maria Camila Lunardi, médica e conselheira do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), é preciso atenção redobrada nesta época do ano, principalmente nos extremos de idade, crianças e idosos; pois geralmente é a temporada de férias e as pessoas ficam também mais flexíveis em relação à dieta alimentar.

“Nos dias mais quentes é preciso cuidar da hidratação, proteção contra os raios solares e evitar exposição demasiada não só ao sol, como também às altas temperaturas. Uma dieta leve, rica em frutas e verduras frescas também ajuda na prevenção de problemas causados pelo excesso de calor. Além dos cuidados com vestimentas, evitando excesso de roupas nas crianças e tecidos sintéticos que prejudicam a transpiração”, explica a dra. Lunardi.


A mielofibrose é um câncer que afeta as células responsáveis pela produção de sangue na medula óssea, e tem maior incidência em pessoas a partir de 60 anos, é uma doença rara com incidência inferior a 1,5 casos para cada 100.000 pessoas por ano. Como o paciente demora um tempo significativo para ser diagnosticado, isso prejudica muito as alternativas de tratamento e qualidade de vida. O desenvolvimento lento e a falta de informação contribuem para o diagnóstico tardio; além disso, o fato de os sintomas serem considerados comuns faz com que eles sejam subestimados não só pelo paciente, mas também por profissionais de saúde que não sabem muito sobre a doença.

Entre os principais sintomas estão cansaço sem causa específica, fraqueza, anemia, palidez, suor noturno em excesso, palpitações, falta de ar, emagrecimento, perda de apetite e dor ou desconforto no abdômen1-2.

Com o passar dos anos, os pacientes com mielofibrose podem sofrer com sintomas que os tornam incapazes de seguir com suas rotinas de forma funcional – especialmente se não estiverem sob cuidados e recebendo o tratamento adequado.
O principal objetivo do tratamento desse câncer é reduzir o tamanho do baço, melhorar a qualidade de vida, diminuir os sintomas, melhorar a contagem de células sanguíneas, reduzir os riscos de complicações e evolução da doença para leucemia mieloide aguda (LMA), que pode acontecer entre 5% e 10% dos casos.

O único tratamento curativo é o transplante de medula óssea, porém, considerando que parte considerável dos pacientes não são clinicamente elegíveis para o transplante, outras possibilidades terapêuticas, como a terapia-alvo, são necessárias para melhorar a condição clínica e a vida do paciente.


Prefeito assinou termo de recebimento em Jequié .

O município de Itiruçu recebeu uma nova ambulância nesta sexta-feira (06). A entrega feita pelo governador Rui Costa a prefeita do município, Lorenna Di Gregório, que assinou o termo de recebimento, durante cerimônia de inauguração do Colégio Militar, em Jequié. A Nova ambulância vai reforçar os serviços de saúde no Hospital Municipal Pedro Pimentel Ribeiro.

No total, foram entregues 17 ambulâncias para os municípios de Aiquara, Barra Rocha, Brejões, Cordeiros, Gongogi, Ibicuí, Itagibá, Itambé, Itapitanga, Itiruçu, Jequié, Milagres, Presidente Jânio Quadros, Uruçuca e Vitória da Conquista. Ainda foram entregues equipamentos de saúde para as prefeituras de Barra do Choça, Jiquiriçá e Lajedo do Tabocal.


Salvador foi a cidade baiana com o maior número de casos de Aids diagnosticados em 2018, de acordo com dados fornecidos pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). O mês de dezembro é referência na conscientização e combate à Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids). A condição crônica é causada pelo vírus HIV, que danifica o sistema imunológico e interfere na habilidade do organismo de lutar contra outras infecções.

Durante todo o ano de 2018 o estado da Bahia registrou 736 novos casos de Aids. A capital concentrou 313 deles. Feira de Santana, no Portal do Sertão, aparece com o segundo maior índice ao atingir os 54 casos. Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), e Teixeira de Freitas, no extremo sul, aparecem em seguida com 20 casos cada uma.

As maiores cidades do estado aparecem entre as 10 com os maiores números de casos. Não por coincidência, mas por concentrarem um maior contingente populacional.

Os dados indicam que Vitória da Conquista, no sudoeste, contabilizou 18 novos registros em 2018, e Itabuna, no litoral sul, 17 casos. O município seguinte na lista das dez cidades baianas com maior incidência de novos casos de Aids é Lauro de Freitas, também na RMS, com 14 ocorrências.

Juazeiro, no norte da Bahia, e Porto Seguro, no extremo sul, empatam com 13 registros. Por fim está Simões Filho, na RMS, que somou 11.

Na Bahia, a Sesab vai realizar durante todo o mês de dezembro ações que buscam sensibilizar a população quanto à importância do acesso à informação adequada sobre HIV, sobre a evolução dos métodos de prevenção e de tratamento.

Nesta quinta-feira (5), haverá distribuição de preservativos na Fonte Nova, antes do jogo do Bahia com o Vasco da Gama e também acontecerá o IV Seminário Posithivamente, na Associação Baiana de Medicina (ABM), promovido pela Unaids.

Até o dia 16 de dezembro, o calendário de atividades na capital baiana prevê também a inauguração de uma nova farmácia municipal com dispensação de antirretrovirais, no Comércio, e a realização do Seminário de Atualização em HIV e AIDS para gestores de saúde de Salvador – do projeto Viva Melhor Sabendo Jovem Salvador, feito em parceria entre GAPA Bahia, UNICEF, UNAIDS e Secretaria Municipal de Saúde, através do SAE São Francisco. Além disso, neste dia, das 8h30 às 12h, acontecerá Sessão Solene da Câmara dos Vereadores de Salvador, em alusão ao 1° de dezembro Dia Mundial de Luta contra Aids. *Bahia Notícias.


Cerca de uma tonelada e meia de carne de equino foi apreendida nesta segunda-feira (2), durante operação realizada pela ADAB, Vigilância Sanitária e Polícia Civil. Os  três cavalos teriam sido roubados em uma propriedade rural,  abatidos de forma clandestina e sua carne seria vendida no comercio  de Jequié. A confirmação foi feita pelo Médico Veterinário da ADAB, Wanderley Lauria Junior, por telefone no Programa Jequié Urgente. Segundo o servidor público, os órgãos de fiscalização localizaram o esconderijo após denuncia do proprietário que percebeu o desaparecimento dos animais. A Polícia Civil trabalha agora na localização e prisão dos autores que deverão responder por furto, abate clandestino e falsidade de informação. Denúncias poderão ser oferecidas a ADAB através dos telefones (73) 3527 7351 e 325251431.  A carne foi destruída.  *Com informações do Jequié News.