Uma força-tarefa envolvendo a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Militar (Rondesp e Litoral Norte) apreendeu por volta das 9h  desta quinta-feira (10) no posto da PRF da BR-116 sul, em Feira de Santana, uma carreta com drogas, misturadas a uma carga de farelo de trigo. Os policiais estavam de campana desde ontem, parando carretas que passavam pelo local. Nesta manhã, o cão farejador Athos da Rondesp detectou drogas na carreta.

“Recebemos uma informação na noite de ontem de que passaria por Feira de Santana um grande carregamento de drogas. A princípio não sabíamos que droga seria, mas por ser grande quantidade, desconfiamos que seria maconha. Montamos uma força-tarefa junto com outras forças policiais, a Rondesp Leste, a Cipe Litoral Norte, a PRF, além da Secretaria de Segurança Pública, dividimos as equipes na região procurando por caminhões bitrem, que seria o provável veículo utilizado para fazer o transporte. Desde ontem estávamos parando todos os caminhões com essas características e hoje, com a ajuda de uma cão farejador, encontramos a droga escondida na carga de farelo de trigo”, informou o delegado da Polícia Federal, Fábio Marques.

De acordo com o delegado, a polícia ainda está fazendo o descarregamento da droga e não tem a quantidade exata. Mas ele afirma que essa pode ser a maior apreensão de drogas realizada na Bahia. Ele informou que a droga veio de Mato Grosso do Sul e o destino seria Salvador. “Chamou a atenção a grande quantidade da drogas. Ainda não temos a quantidade exata. Primeiro temos que saber a quantidade para depois saber o valor. O descarregamento está sendo feito e já foram encontradas drogas em uma das caçambas e também na cabine, vamos avaliar se existe droga na segunda caçamba”, informou.
De acordo com o delegado, duas pessoas foram encaminhadas para a delegacia. O motorista do caminhão e uma mulher, que ele afirma ser sobrinha dele e que nada tem a ver com o transporte da droga. Segundo o delegado Fábio Marques, a polícia vai passar para a segunda parte da investigação, que é averiguar quem seria o fornecedor e o comprador da droga.

“A participação destas pessoas que estavam no caminhão foi o transporte. Geralmente uma carga com esta quantidade vem acompanhada de batedores, mas não identificamos nenhum outro veículo acompanhando a carga. O motorista será interrogado, será preso, encaminhado para o Conjunto Penal de Feira de Santana. Temos técnicas de investigação que nos permite chegar até o vendedor e o comprador”, afirmou. A carga de farelo será doada. *Com informações do  Acorda Cidade.


Por Mascote

Por volta das 05h da manhã de hoje foi desencadeada a Operação Revista de Celas (baculejo) no Conjunto Penal de Jequié, mais precisamente no Módulo de Convivência “Semiaberto 02”, sendo encontrados celulares, baterias, carregadores, dentre outros materiais todos apresentados na 9°Coorpin. A operação contou com a participação de agentes penitenciários e policiais militares do 19° BPM. Foram recolhidos do módulo semiaberto 01 Caderno de anotações, 07 Celulares, 03 Baterias, 01 Cartão de memória, 05 Chips de celular, 05 Carregadores e 02 Fones de ouvido. Foram destacados 25 Polícias militares Da CETO.


Foto/Blog Itiruçu Online

Nesta terça-feira (8), a Justiça derrubou a suspensão do aumento dos salários do prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários do município de Maracás, na região do Vale do Jiquiriçá. Os salários dos políticos, reajustados por meio das leis municipais 450/2016 e 451/ 2016, foram objeto de ação civil pública do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA). O órgão solicitou que a Justiça suspendesse o aumento “sob a alegação de violação de dispositivos regimentais no procedimento de aprovação, bem como à Lei de Responsabilidade Fiscal”. O pedido do MP-BA havia sido acatado,  mas, a Câmara Municipal de Maracás recorreu. Sustentando que a sentença representa “interferência indevida do Poder Judiciário nos atos interna corporis do Legislativo local”, a Justiça deferiu o pedido da Câmara e, desta forma, os salários dos servidores poderão ser majorados. (BN)