heron

Afastado das eleições deste ano, por ter recusando convites de deputados para ser puxador de votos, o empresário da rede de lojas ‘Dakastro’, Heron Kastro, não afasta sua participação nas eleições de 2016, quando o alvo será o cargo de chefe do executivo municipal.

Em 2010, Heron liderou a campanha de dois deputados, alcançando uma média de 500 votos.  Em conversa com o Blog Itiruçu Online, o empresário destacou que tem o desejo de dá sua parcela de contribuição com o que aprendeu na vida. “A pessoa não é exemplo pelo que demostra ser, mas sim por suas atitudes”, disse.

Para os que acreditam em história de superação, Heron Castro é daqueles que nasceu na roça e seu tornou um dos mais bem sucedidos empresários do interior baiano. Formado em Administração e com diversos cursos, a exemplo de Dinâmica de Grupos.

Nascido na comunidade da Baixa do Meio, em Itiruçu. Trabalhou como diarista, cabeleireiro e vendedor de Picolé, até montar seu primeiro negócio: uma pequena sorveteria; em seguida uma loja de utilidades- Axerofax, no distrito de Upabuçu, aonde morou dos 10 aos 18 anos.  Depois passou transferiu o negocio para a sede do município, de onde iniciou a expansão da Axerofax, criando a Loja Dakstroeletromóveis, hoje a maior do ramo na região.

Enfim, independentemente dos resultados das eleições no domingo, o pleito de 2016 é a que começará logo depois do pleito com suas articulações. A política é como as nuvens: a casa dia tem uma formação diferente: será Heron uma nova opção de voto em 2016?


palosouto

O candidato a governador, Paulo Souto, da coligação “Unidos pela Bahia”, demonstrou mais uma vez preocupação com o semiárido baiano e apresentou propostas para desenvolver essa região. “É preciso criar um sistema produtivo apropriado às condições do semiárido, além de um programa de combate à desertificação, que é uma realidade que precisa ser combatida”, afirmou.

Paulo Souto ressaltou a necessidade de o governo federal participar ativamente de um grande programa de desenvolvimento do semiárido, com duração de, ao menos, 10 anos. “É preciso um plano de longa duração, que ultrapasse os governos, para um trabalho efetivo de transformação na infraestrutura do semiárido. Os estados e municípios sozinhos não têm condições de realizar isso”, disse, lembrando o esforço que fez pelos sertanejos quando foi governador.

O candidato democrata disse ainda que pretende instituir o novo Cabra Forte, caso eleito. “O programa vai investir na área de educação e de culturas apropriadas, como a pecuária, instituindo também de um programa de regeneração de nossa vegetação de caatinga”.


jaguar

A menos de seis dias das eleições estaduais, a confiança dos puxadores de votos cresce diante da expectativa da vitória de seus candidatos no próximo domingo 05 de Outubro.  As bancas de apostas estão a todo vapor. Na Bahia, três principais nomes disputam o governo baiano, são eles: o ex-governador Paulo Souto do DEM-25, que tenta um terceiro mandato; Lídice da Mata do PSB-40, primeiro mandato e Rui Costa, candidato do PT-13, que também busca um primeiro mandato.

O atual prefeito de Jaguaquara, Giuliano Martinelli do PP, é o principal puxador de votos nos 20 municípios do Vale Jiquiriçá para o candidato do PT, Rui Costa.  Não só pelo grande número de votantes no maior município do território, mas por ser ele um aliado de carteira assinada do candidato a vice-governador na chapa petista, João Leão: liderança que há anos representa Jaguaquara no cenário federal.

O sentimento dos aliados de Rui é de vitória ainda no primeiro turno das eleições.  Foi o que demonstrou o prefeito de Jaguaquara em uma entrevista para o Blog Itiruçu Online, durante a realização da II Agrijaguar.

-A vitória de Rui no primeiro turno é inevitável! Eu só preciso saber se a oposição vai querer  uma pancada só, ou se vai querer sofrer no segundo turno.   Aquela farromba, uma festa que foi anunciada há 60 dias atrás, através do grupo deste Blog no Whatsapp, onde até dei  meu depoimento, vejo que tudo caiu por terra. O candidato é muito fraco. O concorrente Paulo Souto não disse pra que veio. Passou pela governadoria e, infelizmente, quando ele deixou o  governo a Bahia era um caos. Minha esperança é que Rui venha mudar e dá continuidade a tudo que o governo de Jaques Wagner tem feito pelos baianos. Hoje tenho Rui Costa como um grande amigo e parceiro que estar nos ajudando incondicionalmente nessa luta diária para tornar Jaguaquara a ‘Rainha’ do Vale Jiquiriçá-, disse Giuliano.

agrijar (35)

Indagado sobre a situação que a política lhe propagou: fazer campanha para o mesmo governador e presidente de um inimigo político na esfera municipal, ou seja, mesmos candidatos do petista Ricardo Leal, adversário nas últimas eleições. O prefeito disse:

-Agora é o momento de deixarmos de lado todas as diferenças partidárias da campanha de prefeito. Nós temos que focar na campanha de governador e presidente. Por essas campanhas eu passei por cima do orgulho. Ricardo é um amigo de Rui Costa assim como eu também sou. O comprometimento de Rui Costa perante o nosso povo, nos comícios realizados em Jaguaquara, foi notória em dizer que, ele se elegendo, fará muito por Jaguaquara comigo no poder. A campanha de prefeito virá daqui a dois anos; como eu costumo dizer um ditado popular: sobe na parede quem tem unha maior. Irei lutar pelo meu espaço e Ricardo pelo dele: não vejo isso como um problema. Com a Vitória de Rui, tanto eu como Ricardo, estaremos com amigos no governo. Tenho ainda um grande amigo, que é João Leão, um deputado federal que fez muito por Jaguaquara. Se ele já fez muito como deputado federal, imaginem o que fará na condição de vice-governador? Como foi mencionado em sua pergunta (do blog): Eu sou um dos únicos prefeitos dos 20 municípios do Vale Jiquiriçá que fazendo uma campanha para Rui Costa como se fosse uma campanha para deputado local ou prefeito-, disse Marttinelli.

O prefeito iniciou o mandato sonhando em realizar grandes obras em Jaguaquara. Passaram se um ano e nove meses de governo e poucas obras foram iniciadas. Diante dessa situação, o gestor se postou com confiança e acredita que, a burocracia atrapalha a administração pública. Giuliano justificou, dizendo


rui

Os novos números da pesquisa Babesp – Bahia, Pesquisa e Estatística, encomendada pelo presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo (PDT), mostram que o candidato Rui Costa (PT) reduziu à menos de 1% a distância entre ele e o candidato Paulo Souto (DEM), até então muito à frente dos adversários na corrida pelo governo da Bahia. Segundo os dados do levantamento, Souto segue na liderança, com 35,05%, enquanto Costa aparece com 34,15% das intenções de voto. A pesquisa estimulada traz ainda a candidata do PSB, Lídice da Mata, com 6,16%, seguida, de longe, por Renata Mallet (PSTU), com 0,55%, Da Luz (PRTB), 0,5%, e Marcos Mendes (PSOL), 0,35%. Brancos e nulos somaram 8,71% e 14,52% não souberam responder à pesquisa. O cenário com apoios, no entanto, muda a configuração do pleito na Bahia.

Aliado às figuras petistas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da presidente Dilma Rousseff e do governador Jaques Wagner, Rui Costa salta para 37,76% das intenções de voto, ultrapassando Souto, que citado com ACM Neto (DEM) e Aécio Neves (PSDB), fica com 32,65%. Lídice mantém percentual semelhante ao ser aliado com Marina Silva (PSB), 6,76%, Renata Mallet com 0,4% (associada à Zé Maria), Da Luz 0,35% (associado à Levy Fidelix) e Marcos Mendes 0,25% (associado à Luciana Genro). No cenário com apoios 9,01% votariam nulo ou branco e 12,77% dos entrevistados não souberam. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro máxima é de 2,2% para mais ou para menos sobre os resultados encontrados. A pesquisa ouviu 2 mil pessoas entre os dias 24 e 29 de setembro em 85 municípios do estado. O protocolo de registro é de nº BA-00028/2014. ( BN).


euclidesu

O deputado estadual Euclides Fernandes (PDT) esteve na manhã tarde deste último domingo (28) em Itiruçu; no povoado de Upabuçu, acompanhado do vereador e representante político Paulo Ézio, lideranças que apoiam sua reeleição, a exemplo de Valdecy e Fera, onde participaram de uma reunião com a comunidade local. O prefeito Wagner Novaes (PSDB) foi um dos que participou da reunião, pois abençoou o apoio do vereador Paulinho para o deputado Euclides. Adalício Almeida prefeito de Lajedo do Tabocal também marcou presença na reunião, além dele, o vereador Joseilson Almeida e o ex-prefeito de Itiruçu, Aílton Cezarino estiveram prestigiando a visita do deputado.

 paulinho

O vereador Paulinho, em contato com o Blog Itiruçu Online, disse que a reunião superou suas expectativas. “Quero agradecer de forma especial, em meu nome e do deputado Euclides, cada amigo, cada simpatizante pela presença em nossa reunião. Agradeço também àqueles que não foram, mas que ficaram torcendo pelo sucesso. Vamos, no dia 05 de outubro, reconhecer todos os esforços do deputado Euclides votando no 12393, e permitir que ele continue nos defendendo na Assembleia Legislativa”, conclamou o vereador.

 IMG-20140928-WA0010

Para Euclides, o encontro foi uma oportunidade para reencontrar amigos e apresentar novas propostas de trabalho na representatividade que Itiruçu  precisa junto à Assembleia Legislativa e Governo do Estado.


fidélix

Os ataques entre os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSD) e Marina Silva (PSB), durante debate da TV Record na noite deste domingo (28/9), ficaram em segundo plano nas redes sociais após declaração polêmica, mais real  do candidato Levy Fidélix (PRTB).

O presidenciável provocou revolta entre usuários após ser questionado pela socialista Luciana Genro sobre suas propostas para a população LGBT. “Dois iguais não fazem filho. Me desculpe, mas aparelho excretor não reproduz. Tem candidato que não assume isso com medo de perder voto. Prefiro não ter esses votos, mas ser pai, avô que instrua seu neto. Não vou estimular a união homoafetiva. Se está na lei, que fique como está”, respondeu o candidato.

Depois, por mais trinta segundos, o candidato pode novamente se posicionar sobre o assunto. O teor das declarações não foi diferente.

“O Brasil tem 200 milhões de habitantes. Você já pensou se a moda pega? Daqui a pouquinho vai reduzir pra 100 milhões. Vai pra (Avenida) Paulista e anda lá um pouquinho. É feio o negócio. Essas pessoas que têm esses problemas que sejam atendidos por ajuda psicológica. E bem longe da gente, porque aqui não dá”, finalizou, arrancando gargalhadas das pessoas que acompanhavam o debate na plateia.

Já para as pessoas conservadoras, Levy Fidélix agradou e até ganhou votos pela coragem de trazer o assunto e tratar como realmente pensa. É uma questão de opinião, mais é também, questão de quem é homoafetiva (o) ter que esperar declarações de candidatos de ser contra ou a favor para posicionar o voto. Os demais candidatos ficaram no silêncio.

O presidenciável gerou certa indignação aos que tem preferencia pela homossexualidade e agradou aos conservadores que defendem à vida como Deus deseja: reprodução entre homem e mulher.


rucosta

No último domingo de campanha, os candidatos da chapa majoritária da coligação Pra Bahia Mudar Mais, Rui Costa (governador), Otto Alencar (senador) e João Leão (vice-governador) participaram de comício em Milagres, no Vale do Jequiriça. Acompanhados do governados Jaques Wagner e de candidatos a deputado estadual e federal, militância e lideranças da região fizeram comício às 3 horas da tarde, dia de sol, na praça lotada por milhares de pessoas. “A gente não enxerga o fim do público em nosso comício. O outro lado não junta nem uma moqueca”, brincou o governador Jaques Wagner.

milagres

Percebendo o grande número de jovens ouvindo os discursos, Rui pediu: “Conversem com os mais velhos, eu tenho certeza que eles se lembram de como a turma do atraso deixou a Bahia abandonada”, provocou. “Se comparar eu sei que não tem pra ninguém. Só na Bahia, 2,5 milhões de pessoas viviam na escuridão, antes de Wagner. Com o  Luz para Todos, as pessoas não precisam mais ascender candeeiros e velas quando a noite chega”, lembrou, para garantir que ao fim dos quatro anos do governo dele nenhum residência da Bahia estará sem energia elétrica.

 15197607779_4e6f2bedcd_z

Otto Alencar se lembrou de quando esteve pela primeira vez em Milagres, nos anos 90. “Ainda era secretário de saúde. As ruas não tinham calçamento. Sei como essa cidade melhorou depois do PT”, rememorou. Wagner completou: “Melhoramos em moradia, em segurança, em saúde e somos medalha de ouro em alfabetização na Bahia”, afirmou. “O povo sabe que o Brasil melhorou depois de Lula e Dilma, assim como a Bahia melhorou com Wagner e vai continuar com Rui”.


Gabriela concorre a uma vaga de deputada na Câmara, em Brasília (Foto: Evandro Veiga). Do Correio.

Gabriela concorre a uma vaga de deputada na Câmara, em Brasília
(Foto: Evandro Veiga). Do Correio.

A entrada na universidade, aos 17 anos, levou Gabriela Mota a caminhos além dos que ela conheceria no curso de Ciências Sociais. A estudante, que já acompanhava política pelos jornais e redes sociais, ingressou no PSTU e hoje, aos 21, concorre a uma vaga na Câmara dos Deputados.

“Entrei pela vontade de mudar as coisas erradas que eu via. Percebi que existem outros jovens e trabalhadores que pensam da mesma maneira. Comecei a militar no movimento estudantil e aí, a partir das pautas da universidade, iniciei minha militância”, conta. Gabriela, no entanto, não está só. Além dela, apenas outros 11 candidatos têm entre 21 e 24 anos, embora nem todos estejam, de fato, em campanha.

De acordo com levantamento do CORREIO, cinco desses candidatos emprestaram o nome somente para preencher a cota feminina na corrida. Segundo norma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cada partido deve apresentar o mínimo de 30% de candidatos do sexo feminino.  A estudante de Produção em Comunicação e Cultura da Ufba Sara Prado (PT) garante também não fazer parte do grupo de “candidatos de ficção”


Os seis candidatos ao governo do Estado participaram do debate na Record Bahia Divulgação/CR Fotografia

Os seis candidatos ao governo do Estado participaram do debate na Record Bahia
Divulgação/CR Fotografia

O debate na Record Bahia foi pontuado pelas críticas ao PT (Partido dos Trabalhadores) e DEM (Democratas), que possuem os candidatos com as melhores colocações nas pesquisas eleitorais.

renata

Ao fazer sua primeira participação no confronto, a candidata Renata Mallet (PSTU) criticou as privatizações realizadas durante os governos do DEM durante pergunta dirigida ao candidato Marcos Mendes. Segundo Renata, Paulo Souto (DEM) foi campeão de privatizações na Bahia.

daluz

Em outro momento do debate, quando Rogério da Luz perguntou sobre o que ele achava da forma de gerir dos últimos 32 anos do DEM e PT, os partidos foram alvo de mais críticas por parte do candidato Marcos Mendes (PSOL), que acusou os partidos de serem iguais quando se trata de corrupção.

— Eu fico imaginando, o DEM falando da corrupção do PT. Eu fico pensando: é como se fosse o sujo falando do mal lavado.

Com as declarações, o candidato do DEM solicitou e conseguiu direito de resposta. O candidato foi irônico ao afirmar que “eu pensei que departamento de criação fosse uma coisa que existia apenas nas agências de publicidade, mas to [sic] vendo aqui um autêntico departamento de criação, com tudo que disseram aqui”.

esdon

Mais uma vez, o candidato Marcos Mendes entrou em confronto com Paulo Souto. O candidato do PSOL questionou se o democrata, caso eleito governador, se compromete a pagar nos quatro primeiros anos o URV. O democrata disse que é necessário esperar a decisão do supremo, discutir com os servidores e cumprir as obigações do Estado.  Não satisfeito com a resposta de Paulo Souto, Marcos Mendes insistiu com a pergunta e disse para o democrata “deixar de enrolação”.

Irritado, Paulo Souto pediu que o candidato do PSOL se referisse com respeito e disse que não tinha nada a acrescentar.

souto

— Eu pediria que você se referisse com respito, como aliás tem a praxe aqui de todos os candidatos e você, infelizmente, não está se comportando dessa forma.

Renata Mallet voltou a criticar os dois partidos ao falar sobre o funcionalismo público. A candidata criticou o PT ao falar sobre a greve dos professores de 2012 que durou 115 dias. Renata afirmou que os petistas seguiram a mesma lógica do carlismo, ao cortar ponto e não respeitar os grevistas.

rui

O candidato do PT também atacou o DEM ao perguntar sobre as propostas de saúde ao candidato Rogério da Luz. Rui Costa afirmou que no governo de Paulo Souto só foi construído um hospital e 300 leitos de UTI em oito anos. Da Luz disse que vai valorizar dos médicos, fazer um projeto Plano de Saúde da Família, que é a integração dos hospitais particulares para dar assistência aos hospitais e que a população possa ser atendida nos hospitais e laboratórios particulares e construir oito hospitais regionais.

Marcos Mendes (PSOL) comparou a estratégia política de Lídice da Mata a dos candidatos do PT e do DEM.

— A senhora adotou o mesmo modelo de fazer política do DEM e do PT. Você aceitou vultosos financiamentos de empresas privadas como o Friboi e doações de pessoas duvidosas. Recebeu também dinheiro da família Suarez, que está sendo investigada por crimes ambientais.

lidice

Lídice da Mata rebateu dizendo que o candidato do PSOL precisava voltar aos manuais da esquerda e afirmou que o dinheiro do Friboi é tão capitalista quanto o da rede de supermercado que doou para a candidata a Presidência da República do PSOL.

— Eu não estou seguindo nem a política do DEM nem a do PT. Estou seguindo a lei do Brasil, que permite receber doações privadas e eu as uso de forma coerente e sem receber caixa dois.

A candidata do PSB continuou o embate dizendo que Marcos Mendes deveria questionar o PT, já que, segundo ela, a candidatura de Rui Costa recebeu uma das maiores doações privadas do Brasil.


Informes R7

Informes R7

Renata Mallet (PSTU) foi a quarta candidata ao governo da Bahia a chegar à sede da Record Bahia, no bairro da Federação. Na noite desta sexta-feira (26), a candidata  apresentou  suas propostas em debate realizado pela emissora. lamentar a falta de espaço que teve durante os debates promovidos pelas outras emissoras de TV na capital baiana.

 “Estou muito feliz de participar deste debate. Infelizmente o único que fomos convidados. As emissoras estão se negando a nos convidar, mas é uma possibilidade de se fazer um debate democrático, com todos os candidatos, com troca de ideias”, disse.

A candidata ainda falou sobre suas expectativas para o confronto com os cinco candidatos ao pleito deste ano.

“Estou preparada para conversar com a população, dizer a verdade, que é a tônica principal da nossa campanha”, completou.