A Bahia, que já lidera a geração de energia eólica no Brasil, foi protagonista ao ajudar a região Nordeste a bater recorde de produção no país na primeira semana de agosto. Durante os dias 02 (3,3 Gigawatts), 05 (3,3 GW), 06 (4,4 GW) e 07 (3,4 GW) deste mês, o estado foi o que mais produziu energia proveniente das usinas eólicas. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a energia produzida na região seria suficiente para atender 94% da demanda do Nordeste durante 30 dias. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), no acumulado do primeiro semestre, a energia eólica foi responsável por 48,2% da matriz de geração da Bahia.

“A energia eólica é uma realidade na Bahia. No acumulado do primeiro semestre de 2020, o estado representou 32,4% da energia eólica gerada no país. A tendência é que a nossa participação cresça ainda mais com os 123 novos parques contratados, que devem entrar em operação até 2025. Isso é um novo mundo, é energia limpa da Bahia para o Brasil”, afirma o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE).

Segundo a SDE, os 123 parques, em construção e com construção prestes a se iniciar, têm capacidade instalada de 3,5 GW. A previsão é que, juntos, possam injetar R$ 13,2 bilhões em investimentos no estado e gerem 53,2 mil empregos diretos e indiretos. Com as novas usinas, a Bahia pode alcançar 7,7 GW de potência instalada em eólica.

Atualmente, o estado tem 4,2 GW de capacidade instalada, com 172 parques em operação, em 20 municípios. Desde 2012, o montante investido nos parques em atividade ultrapassa os R$ 16,5 bilhões e foram gerados mais de 45,9 mil empregos diretos na fase de construção desses parques.


O ministro das Comunicações, Fábio Faria, participa do programa Voz do Brasil.

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro das Comunicações, Fábio Faria, assinaram hoje (13) portaria que regulamenta o serviço de retransmissão de rádio, de emissoras cuja finalidade não é gerar, mas, como o nome indica, retransmitir conteúdos. De acordo com Faria, a medida vai possibilitar a expansão do sinal de rádio FM no interior dos estados da Amazônia Legal.

Em publicação nas redes sociais, ele informou ainda que, no primeiro chamamento, o governo deve atender a 232 pedidos de canais, que levarão o serviço a 183 cidades que ainda não possuem emissoras de FM. “Uma iniciativa do governo federal e do Ministério das Comunicações para levar emprego e investimento local aos estados do Mato Grosso, TO, AM, PA, AP, AC, RO e MA”, escreveu.

Em junho, o governo editou decreto alterando o Regulamento dos Serviços de Radiodifusão, nome técnico para os canais de rádio e TV em suas diferentes modalidades. A alteração da norma flexibilizou exigências e facilitou as condições para a obtenção de outorgas juntamente ao Executivo, bem como a mudança das características do serviço prestado.

No caso das retransmissoras, o prazo para obtenção de licença passou de 60 dias para um ano. Nesse período, o escolhido deverá cumprir as exigências necessárias à oficialização.


Prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB) negou em entrevista a Rádio Sociedade, na última sexta-feira (7), que é adepto ao bolsonarismo. Segundo o Blog do Anderson, questionado se fazia parte do grupo político do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o político afirmou que na verdade é um “defensor de ideias”.

Mesmo crítico aos que se intitulam devotos de outros políticos, como os raulistas, bolsonaristas, pedralistas e carlistas, Gusmão garantiu que, em sua gestão como prefeito, irá manter o bom relacionamento com o presidente. “Eu defendo a ideia. Agora, defendo o Governo do presidente Bolsonaro. Eu defendo o Governo, o presidente Bolsonaro chegando aqui ele será muito bem recebido em Vitória da Conquista”, declarou.

Há pouco mais de um ano, Herzem e Bolsonaro estiveram juntos na inauguração do Aeroporto Glauber Rocha. Segundo a própria prefeitura de Vitória da Conquista, a participação do presidente foi viabilizada a partir de uma articulação de Gusmão com integrantes do governo federal.  Na ocasião, o governador Rui Costa (PT) decidiu por não comparecer a cerimônia e fez duras críticas a decisão de tornar o evento restrito às autoridades . Questionado sobre a ausência de Rui na inauguração, Herzem preferiu não comentar sobre o assunto na época . *Com informações do Bahia Notícias.


Live da Semana – Presidente Jair Bolsonaro – 06/08/2020

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta quinta-feira (6) que os estados estão mais preparados para enfrentar a pandemia do novo coronavírus. Ele participou da live semanal do presidente Jair Bolsonaro, transmitida pelas redes sociais. 

“A gente não tem uma solução imediata para o aumento [de casos], mas para o tratamento dos doentes, sim. Eu posso afiançar que o Sul do país está seguindo claramente essas posições que eu coloquei aqui quanto ao tratamento”, disse, em referência à mudança na diretriz do Ministério da Saúde, anunciadas no início de julho.  Na ocasião, a pasta alterou o protocolo médico para pessoas que sentirem sintomas leves da doença, passando a solicitar que tais pacientes passem a procurar um médico. Antes, a diretriz indicava a busca por ajuda profissional apenas em caso de sintomas mais graves.

“O que pode mudar a curva de óbito é você aplicar o aprendizado o mais rápido possível. E o aprendizado que nós mudamos foi: procure um médico imediatamente. O médico, de forma soberana, fará seu diagnóstico e vai prescrever os seus medicamentos. Se você piorar, deverá ir para uma estrutura de suporte ambulatório, não necessariamente será intubado. Para que você cumpra o ciclo viral sem a necessidade de respiradores”, disse o ministro.

Segunda fase

O ministro disse, durante a live, que o país enfrenta uma segunda fase da pandemia do novo coronavírus, que agora atinge com mais força os estados do centro-sul do país.  “São duas etapas bem distintas. O Norte e o Nordeste do país foram impactados no começo do ano, de março até junho, e agora o impacto do centro-sul: Sudeste, Sul e Centro-Oeste, em alguns casos, em que nós vamos ter o recrudescimento, o aumento dos casos, e com isso necessidade de tratamento maior nesses estados, por causa do inverno. Tem a ver com o inverno no Sul, que aumenta os casos”, disse.

O último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado ontem (5), mostra um aumento da média diária de infecções, principalmente nos estados do Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), cuja média diária de novos casos e óbitos pela doença cresceu 11%. Na Região Sudeste, o número de novos casos permaneceu estável na última semana, enquanto o de óbitos chegou a cair. No caso do Centro-Oeste, a média diária de óbitos subiu 8%.

O mesmo balanço também mostrou que houve uma redução de 7% na média nacional do número de novos óbitos na comparação com os dados da semana anterior. A  31ª semana epidemiológica (última semana de julho) teve 7.114 mortes e  a semana anterior teve 7.677. Foi a primeira vez desde o final de junho que o número semanal de óbitos caiu no país.

Vacina

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro assinou a medida provisória (MP) que abre crédito extraordinário de R$ 1,9 bilhão para viabilizar a produção e aquisição da vacina contra a covid-19 que está sendo desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford [].

Se a vacina for considerada eficaz, o governo brasileiro vai obter 100 milhões de doses e poderá iniciar uma campanha nacional de imunização no início de 2021.


Com a ausência das visitas durante o processo eleitoral, o mecanismo mais comum será o uso da tecnologia através dos aplicativos das mídias sociais. Através deles diversos seguimentos estão chegando as pessoas para transmitirem suas ideias, projetos e inovações. Na política, diariamente ocorrem lives com os pré-candidatos as prefeituras. Em Itiruçu, por exemplo, os pré-candidatos de oposição saíram na frente no uso da ferramenta e já realizaram no mínimo três lives.

O último a participar de um evento online foi o ex-prefeito Aílton Cezarino, discutindo assuntos inerentes ao município de Itiruçu. Como de costume, são nos debates que surgem ideias e acirra-se o processo eleitoral no campo da semeadura junto ao eleitorado.

Na live entre Cezarino e o deputado federal Marcelo Nilo, os assuntos que mais ganharam a receptividade dos internautas foram a realização de um novo concurso público na cidade e projetos de desenvolvimento para levar a eleição a ser discutida por projetos e não por bate-bocas.  O covid-19 também ganhou bons minutos na Live. Cezarino referenciou-se a disputa pela prefeitura assegurando que, no geral, Itiruçu precisa de um prefeito que goste de gente e seja apaixonado por gestão pública, entendendo que só desta forma o município teria uma gestão organizada e que valorize diversos seguimentos de desenvolvimento e valorização do servidor público, lembrando que foi em sua gestão que o município conheceu o  pagamento do salário mínimo, 13º e outros direitos trabalhistas.

Também, na live foi reafirmado o compromisso de aliança entre PP e PSB, que estarão juntos nas eleições deste ano na cidade.


Os recursos eleitorais da prefeita Lorenna Di Gregorio, do vice-prefeito Júnior Petrúquio e do vereador Ezequiel Borges, todos do PSB, foram negados pela corte do TRE, em decisão por unanimidade na noite desta quinta-feira (30), sendo mantidas as multas da decisão proferida pelo  juiz Paulo Henrique Esperon, que  aplicou aos agentes públicos multa no valor total aproximado de R$ 111,7 mil. A prefeita foi condenada a pagar R$ 37,2 mil, o vice-prefeito, R$ 32 mil, e o vereador, R$ 42,5 mil.

A Justiça acatou pedido realizado em representação movida pelo Ministério Público estadual e condenou, por condutas ilegais cometidas em ano eleitoral, a prefeita e vice-prefeito de Itiruçu, Lorenna Moura Di Gregório e Gilmar Machado de Santana Júnior, e o vereador Ezequiel do Nascimento Borges, sendo apontados pelo promotor de Justiça Samory Pereira Santos, denunciando os agentes públicos na utilização  como promoção da candidatura a distribuição gratuita à população, em março último, de álcool em gel, máscaras, luvas e sopa na feira livre municipal, inclusive com a utilização da estrutura do serviço social do Município.

A conduta irregular realizada pelos agentes, e identificada pelo MP, é vedada pela Lei das Eleições (nº 9.504/1997). No momento da distribuição, ainda não vigorava no município o estado de calamidade pública, situação em que tal prática é permitida pela lei como exceção.


Cidade deve informar ações sociais desenvolvidas que são programas existentes antes da pandemia. Foto/Blog Itiruçu Online.

Depois de Itiruçu ser acionado para explicar a execução de programas sociais frente a pandemia, agora foi a vez do município de Lajedo do Tabocal.

O Ministério Público Estadual – Eleitoral – por meio do promotor de Justiça Samory Pereira Santos, oficiou o município de Lajedo do Tabocal, solicitando informações acerca de ações desenvolvidas durante a pandemia do coronavírus. No documento, o promotor de justiça pediu que a administração municipal preste informações detalhadas acerca de possíveis atos normativos de criação de programas sociais, espécie de bens, valores e benefícios distribuídos para a população, além do número de pessoas e famílias favorecidas e secretaria responsável pela ação.

“O objetivo é acompanhar a execução financeira e administrativa que tenham por objeto a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios em favor de pessoas físicas ou jurídicas durante a pandemia do coronavírus”, destacou o promotor de Justiça. Ele complementou que foi publicado no dia 24 deste mês, no Diário Oficial do Município, que houve abertura de crédito, no valor de R$ 6 mil, para a distribuição gratuita de material, bem ou serviço na cidade. Na instauração do procedimento administrativo, o MP considerou o disposto na Lei n.º 9.504/97, que estabelece condutas vedadas aos agentes públicos no ano em que se realiza as eleições, tais como a proibição de fazer ou permitir uso promocional em favor de candidato, partido político ou coligação, e de distribuição gratuita de bens e serviços de caráter social custeados ou subvencionados pelo Poder Público.


Membro da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembléia Legislativa da Bahia (Alba), o deputado estadual Zé Cocá (PP), apresentou na casa legislativa o projeto de lei nº 23.949/2020, considerando a comercialização de produtos da agricultura familiar como atividade essencial no Estado da Bahia, durante no período de vigência do estado de calamidade pública, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. O projeto determina que ficam vedadas determinações para proibir ou embaraçar a realização dessas atividades.

Com esse projeto, Zé Cocá quer garantir o mínimo existencial a milhares de agricultores, assegurando que possam transportar e comercializar seus produtos em feiras e ou locais apropriados, sob a proteção do Estado. Ao justificar o projeto o deputado Zé Cocá destacou que a crise sanitária provocada pelo Covid-19 afetou inúmeros segmentos da economia e prejudicou também homens e mulheres no campo, que vivem do que conseguem plantar.

“Por conta do necessário isolamento social para combater o avanço do novo coronavírus, muitas feiras livres, no interior e na capital, deixaram de funcionar e vários estabelecimentos comerciais ficaram sem adquirir os produtos da agricultura familiar”, disse ele. O deputado destaca que a consequência dessa situação é grave, “pois sem condições de sair de casa, o pequeno agricultor tem dificuldade até mesmo para comer e manter a sobrevivência da família”.

No projeto, o parlamentar propõe que a limitação do número de pessoas presentes em locais onde serão comercializados produtos da agricultura familiar seja realizada conforme a gravidade da situação relativa à calamidade pública, e por decisão fundamentada da autoridade competente, devendo ser mantida a possibilidade de atendimento presencial, respeitando-se as regras locais de distanciamento social.


O prefeito de Milagres, Cézar de Adério (PP), alega ter sido vítima de armação no episódio em que é acusado de ameaçar de morte um pré-candidato a vereador da cidade, Jeferson Andrade, e sua esposa, Jerusa (lembre aqui). Ele também nega que um de seus seguranças tenha dado disparo de arma de fogo – o barulho, contido em vídeos divulgados nas redes sociais seria de bombas, segundo o gestor. O caso ocorreu na noite de sábado (25).
Em nota enviada ao Site  Bahia Notícias, o gestor traz versão contrária ao que publicou Jeferson Andrade, o pré-candidato, nas redes sociais. Cézar relatou que estava transitando pela Avenida Santo Antônio na noite de sábado, onde reside, quando foi surpreendido com “gritos de ofensa” e parou o carro.

“Foi onde Jerusa começou a me ofender com palavras de baixo calão, acabamos discutindo. Houve estouros de bombas, fiquei surpreso sem entender o que estava ocorrendo. Após isso, fui embora. No dia seguinte, tomei conhecimento através das redes sociais que tinha caído em uma armação política com um cenário armado para denegrir [SIC] minha imagem, porque em momento algum desci do carro e nem houve uso de arma de fogo como estão acusando. Foi uma cena totalmente orquestrada com bombas, filmagens”, conta na nota.

O prefeito diz ainda que o casal Jeferson e Jerusa possuem “histórico de armações no município”. Segundo ele, a mulher é funcionária pública do ex-prefeito Raimundo Silva, o Galego, adversário político dele.

“O casal terá que provar na justiça as acusações que estão promovendo a meu respeito, salientando que Jeferson Braga é pré-candidato a vereador do município e que responde a várias ações no crime e no cível [SIC] por difamação e injúria sobre minha pessoa. O mesmo casal já praticou essa ação com outros políticos de situação do município”, segue a nota.

“O casal já tem um histórico de armações no município. Jerusa já participou de uma armação feita com o seu namorado, onde forjou uma tentativa de homicídio em uma briga de trânsito, levando a situação até o seu local de trabalho no Posto e Hotel Elite. Outra situação foi com um comerciante local, chamado Judival, onde ela forjou uma agressão feita pelo comerciante. Jerusa foi até o seu comércio e deu um tapa na cara do mesmo e saiu gritando pedindo socorro, como se tivesse sido agredida”, aponta o relato.

Ao Bahia Notícias, a assessoria de comunicação da Polícia Militar informou que homens do 11º BPM foram acionados através de denúncia, para atender uma ocorrência de ameaça na Avenida Santo Antônio, Centro de Milagres, por volta das 00h, de domingo (26)

“Quando chegaram ao local os militares, com apoio da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE)/ Chapada e Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/ Rondesp Chapada, fizeram rondas na tentativa de identificar os envolvidos, mas ninguém foi encontrado”, afirma a PM.

Ainda de acordo com a corporação, a guarnição orientou que a vítima registrasse denúncia de ameaça na delegacia da cidade. Jeferson relatou à reportagem que não fez o boletim de ocorrência porque a Polícia Civil da cidade seria ligada ao prefeito.


Cumprindo compromisso assumido pelo secretário estadual de Infraestrutura (Seinfra), Marcus Cavalcanti, com o deputado estadual Zé Cocá (PP), a Comissão Permanente de Licitação da Seinfra abriu concorrência para serviços de contenção em solo reforçado na BA-547, Jequié-Florestal, entre os quilômetros 29 e 30, onde deslizamentos de terra geram riscos de graves acidentes. A recuperação desse trecho da estrada é uma reivindicação antiga da população e foi cobrada pelo deputado Zé Cocá durante live realizada no mês passado com o secretário Marcus Cavalcanti, com participação de Saulo Pontes, superintendente de Infraestrutura de Transporte da Bahia.

 “Esse é um pleito antigo, anseio de toda região, que encaminhamos ao governador Rui Costa e ao secretário Marcus Cavalcanti”, disse o deputado Zé Cocá, agradecendo a ambos pelo cuidado e atenção que tem demonstrado com Jequié e região. A BA-547 foi implantada no final da década de 90, e depois surgiram problemas com o deslocamento do terreno, mas agora essa situação vai mudar.

O certame será realizado mediante vídeo conferência e as propostas das empresas interessadas podem ser apresentadas até as 09h30min do dia 26 de agosto desse ano. Maiores informações podem ser solicitadas pelo telefone 71.3115.2174, no site www.infraestrutura.ba.gov.br ou pelo e-mail [email protected].