Mesmo sem fazer a testagem em massa na população, o município de Maracás deu um salto no boletim epidemiológico nesta segunda-feira (20). De 130 para 160 casos com diagnostico positivo até hoje, através do acompanhamento de identificação do contagio. 30 novos casos. Foram novos 30 positivados com a covid-19.

Os dados refletem no boletim com 1142 pacientes apresentaram sinais e sintomas de Síndrome Gripal e foram notificados para COVID-19. Destes, 160 casos confirmados: 123 casos por teste rápido e 37 casos pelo método RT-PCR em tempo real, destes, 74 casos recuperados e 04 óbitos registrados. Os 82 casos positivos ativos no momento que estão em isolamento obrigatório e foram classificados como casos leves e moderados.

O município possui 675 casos descartados, 08 amostras no LACEN/BA aguardando análise e 299 pessoas em isolamento aguardando testagem rápida conforme dia de agendamento ou RT-PCR.

A Secretaria de Saúde reforça a importância de seguir as orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde de Maracás,  quanto ao isolamento, uso de máscaras, lavagem das mãos ou uso de álcool 70%.


A Petrobras anunciou uma série de novos cortes nos preços da gasolina, segundo a queda das cotações internacionais do petróleo nos últimos meses. Porém, a economia chegou pouquíssimas vezes aos consumidores, que já vêm em ritmo lento desde o início do ano.

Em março deste ano uma guerra nos preços do Petróleo entre Rússia e Arábia Saudita, dois dos maiores produtores do mundo, causou uma verdadeira turbulência na economia global. O barril do petróleo Brent despencou de 24,10%, chegando a US$ 34,6. Já o barril do petróleo WTI registrou baixa de 24,6%, alcançando US$ 31,13.

Os consumidores estão na bronca com os preços em Itiruçu e região, abrangendo cidades como Jequié, bastante frequentada diariamente por todos os demais municípios do Vale Jiquiriçá.  Para se ter uma ideia, por exemplo, basta andar de uma cidade para outra e ver um certo tabelamento nos preços, no que consumidores acusam os postos de montarem um chamado cartel do combustível na região.

Para o taxista Fernando Soares, que trabalha há 10 anos no transporte de passageiro a Jequié, em quase todos os postos que abastece os valores são parecidos, e quando existe uma queda no preço, são promoções de esvaziamento de estoques ou abertura de algum posto novo, mas que dura poucos dias.

A queda abrupta no consumo de combustíveis após o início das medidas de isolamento social no país é apontada por executivos e especialistas como um entrave para repasses mais rápidos neste momento, já que os postos e distribuidoras têm dificuldade para desovar estoques antigos.

Nas imagens acima, é possível notar que os valores sofrem reajustes de alguns dias e logo depois os Postos voltam a acrescer o preço por litro do combustível. Em Jaguaquara, Jequié, Itiruçu, Lajedo do Tabocal, Itaquara, e demais cidades pesquisadas, os preços são praticamente os mesmos e, em nenhum período do ano houve uma baixa no produto final. Os proprietários dos Postos alegam que há um acumulo nos estoques e que devido a pandemia demora para repor os tanques com preços adquiridos antes das baixas, o que não acompanha muitas vezes com a queda do preço.


Com um caso, Planaltino entrou na rota de proibição. Foto/Itiruçu Online.

A última cidade do Vale Jiquiriçá a registrar caso positivo da Covid-19 – importado de São Paulo por transporte clandestino- Planaltino entrou na lista dos municípios com transporte intermunicipal  suspenso desde o último  domingo (19). A decisão, que tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (18).

Ficam proibidas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de van. O decreto ainda mantém suspensas, até 31 de julho, a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais no território baiano.

O decreto também autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Boquira, Caém, Caraíbas e Malhada de Pedras, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

Lista de municípios


PM reforça ações do Toque de Recolher em Jaguaquara.

A Secretaria de Saúde do Município de Jaguaquara registrou nessa sexta-feira (17), os  691 casos de contaminação por Coronavírus, seguindo com 394 casos recuperados e 292 ativos e 18 altas para a data.

O município também notificou o quinto óbito por Covid-19. A vítima é uma mulher de 92 anos de idade, moradora do bairro São Jorge. A paciente estava internada em uma das Unidades de Referência na cidade de Jequié. Foi internada dia 09, transferida dia 10 para a Clínica são Vicente. Notificada com Coronavírus através do teste SWAB, cujo resultado saiu dia 13, não resistiu ao tratamento e veio a óbito no dia de hoje, 17 de julho.

A saúde do município segue estimulando as medidas de prevenção e espera contar com apoio da população no sentido de priorizar a vida.

As ações seguem tendo apoio da Polícia Miliar, que se juntou a Guarda Municipal para fazer valer o Toque de Recolher na Toca da Onça, evitando assim a circulação de pessoas nas ruas durante à noite.  A ação da PM destaca o 5º  dia de vigência do Decreto Estadual, que determina o toque de recolher, às 18h, para prevenção e combate à proliferação do COVID-19, tendo a Companhia Destacada do 19° BPM, montou barreiras em pontos estratégicos, com apoio da Guarda Municipal, além de realizar rondas em toda extensão da cidade alertando a população para a obrigatoriedade do recolhimento aos seus lares.

Efeitos que ajudam o vírus crescer

Em diversas cidades do Brasil as ações estão que menosprezam o novo coronavírus ajuda a doença crescer. São pessoas que defendem a quebra das ações com falsas informações sobre curas. Outras estão usando o vírus como cabo-eleitoral visando as eleições deste ano, politizando o enfrentamento a pandemia com populismo sensacionalista. Para combater a covid-19, ou as pessoas se unem, ou provocarão um caos no sistema de saúde. A luta não é pelo melhor político que comenta o vírus, é apenas para que menas pessoas precisem usar o sistema de saúde ao mesmo tempo. Entendam.


Prefeito foi multada em 10 mil por irregularidades. Foto/Blog Itiruçu Online.

Na sessão plenária realizada por meio eletrônico nesta quinta-feira (16/07), o Tribunal de Contas dos Municípios rejeitou as contas da prefeitura de Itaquara, da responsabilidade do prefeito Marco Aurélio Wanderley Cruz Costa, relativas ao exercício de 2018. O relator do processo foi o conselheiro substituto Cláudio Ventin, que propôs a representação ao Ministério Público Estadual, em razão das evidências do cometimento do crime de improbidade administrativa. Foi determinada uma multa de R$10 mil pelas diversas irregularidades apontadas no relatório técnico.

Também foi aplicada ao prefeito uma segunda multa, mais expressiva, no valor de R$50.400,00 – equivalente a 30% dos subsídios anuais –, devido à não recondução da despesa total com pessoal ao limite previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, o que levou os conselheiros a aprovar o parecer que recomenda a rejeição. De acordo com a LRF as prefeituras podem investir até 54% da receita corrente líquida em gastos com pessoal. A prefeitura de Itaquara gastou 54,233% desta receita, de acordo com o conselheiro relator.

Os conselheiros Paolo Marconi e Fernando Vita acompanharam o parecer do relator pela rejeição, mas sem a aplicação da Instrução nº 03 do TCM, vez que não concordam com a sua aplicação, o que elevaria os gastos com pessoal para 62% da RCL.

Outro motivo para a rejeição das contas foi a ausência de comprovação da execução dos serviços contratados por meio da Cooperativa de Trabalho – COOPS. De acordo com a Inspetoria Regional de Controle Externo, a documentação juntada aos processos de pagamento não permite verificar de que forma os profissionais de saúde realizaram suas atividades no município com detalhamento. Ou seja, por exemplo, os dias trabalhados com a folha de frequência, a carga horária e o local de atendimento, de modo a comprovar, documentalmente, que a cooperativa contratada tem cumprido as obrigações firmadas no contrato. Por esse motivo, o relator determinou ainda o ressarcimento aos cofres municipais de R$428.373,23, montante que teria sido investido nos serviços em questão.

A prefeitura cumpriu todas as obrigações constitucionais, vez que foram investidos 25,18% dos recursos provenientes de transferências na manutenção e desenvolvimento do ensino; 18,73% nas ações e serviços públicos de saúde; e 62,23% dos recursos do Fundeb no pagamento da remuneração dos profissionais do magistério.

Entre as irregularidades apontadas no relatório técnico, destacam-se a baixa cobrança de dívida ativa, desequilíbrio fiscal, falhas na transparência pública e no relatório de Controle Interno, além de diversas inconsistências contábeis.

Cabe recurso da decisão.


Foram mais de 120 dias sem registro positivo de novo caso de coronavírus no município de Planaltino, um dos poucos a manter barreiras sanitárias na sede do município e povoados. A cidade estava rodeada pelas cidades vizinhas com números crescentes de Covid-19. Era uma questão de tempo ou vírus chegar à cidade. O município era o único no Vale sem caso de doença, até o primeiro caso importado de São Paulo. Nesta quarta-feira, 15, o primeiro caso foi confirmado. Trata-se de um rapaz com 21 anos de idade, morador do Barro de Nova Itarana, mas que desembarcou na cidade de Planaltino ao retornar de São Paulo em transporte clandestino, ficando na casa da namorada na cidade Planaltinense. O caso foi acompanhado pelo comitê de combate desde que chegou à cidade e estava em isolamento domiciliar.

Nota Secretaria de Saúde Abaixo:  A

Prefeitura Municipal de Planaltino informa que não foi finalizada na tarde desta quarta-feira (15/07), foi confirmada o primeiro caso do COVID-19 no município. Trata-se de um paciente com sexo masculino, 21 anos, assintomático, com histórico de chegada na cidade de São Paulo e que estava sendo monitorado pela Secretaria Municipal de Saúde do Município. O paciente encontra-se cumprindo isolamento domiciliar e a rede de contato do mesmo segue em monitoramento. Prefeitura de Planaltino


A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, reforça a importância de que sejam seguidas todas as medidas preventivas de enfrentamento ao vírus e de isolamento social, ao tempo em que apresenta o Boletim Epidemiológico do Coronavírus desta terça-feira, 14, atualizado à 19h, que registrou mais três óbitos, sendo uma mulher, de 50 anos, moradora do bairro Cidade Nova, portadora de hipertensão arterial sistêmica e que estava internada na UTI do Hospital Geral Prado Valadares; o outro, um homem, de 48 anos, morador do bairro Jequiezinho, sem comorbidades e que estava na UTI do Hospital Geral Prado Valadares; o terceiro óbito, um homem de 56 anos de idade, morador do Joaquim Romão, sem comorbidades e que estava internado no Hospital São Vicente.

O Boletim registrou também o maior índice de novos casos positivos, de um dia para o outro, desde o início da pandemia, em Jequié, com mais 131 novos casos, perfazendo um total de 1903, até agora. Destes, 611 foram diagnosticados por meio do método laboratorial RT-PCR. 958 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da doença. Os que estão em quarentena somam 4064 pessoas.

Estes são os dados atualizados desta terça:

– 1903 casos confirmados (pessoas que testaram positivo para Covid-19), destes, 958 casos foram recuperados;

– 49 óbitos por residência;

– 3915 casos
suspeitos (pessoas que apresentaram sinais e sintomas de síndrome gripal e foram notificados para Covid-19);

– 1875 casos descartados (pessoas que testaram negativo para Covid-19;

– 137 casos pessoas aguardando resultado (pessoas que realizaram o exame e aguardam o resultado);

– 4064 casos em quarentena (pessoas que apresentam sinais e sintomas respiratórios/contatos com casos suspeitos e confirmados de Covid-19/casos confirmados de Covid-19);

– Taxa de ocupação UTI adulto – 100% (Até às 12h/dados do HGPV).


Lajedo do Tabocal soma 27 casos. Foto/Blog Itiruçu Online.

O ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandenta já previa que o mês de Julho seria a vez das cidades do interior dos estados sofrerem com o aumento de novos casos da Covid-19. E a situação é  uma realidade. Há um crescimento significativo no número de novos infectados nas cidades do interior da Bahia. Isso sem haver testagem em massa na população, avaliando apenas pessoas que sintam sintomas e profissionais de saúde.  Os dados seriam bem maiores se fosse adotada medidas de uma testagem maior.

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.128 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +1,1%), 52 óbitos (+2,1%) e 405 curados (+0,5%). Dos 106.891 casos confirmados desde o início da pandemia, 74.135 já são considerados curados, 30.221 encontram-se ativos e 2.535 tiveram óbito confirmado.

O município de Lajedo do Tabocal deu um salto no boletim epidemiológico nos casos que são de conhecimento da Secretaria de Saúde. A cidade chegou a 27 casos positivos, sendo que destes, 16 estão considerados ativos.

Lafaiete Coutinho segue com 19 casos confirmados, tendo apenas 09 pessoas ativas, além de  01 óbito.

Irajuba subiu para 17 o número de infectados, com 27 pessoas aguardando coleta para exames.

Outros municípios no Vale Jiquiriçá 

O município de Planaltino ainda é o único do Vale Jiquiriçá a não confirmar casos positivos da Covid-19, mas alimenta o Boletim com 29 pessoas em quarentena e sendo monitoradas pela Secretaria de Saúde local.

Maracás segue com boletim registrando 79 casos confirmados, com 40 recuperados e 03 óbitos.

Itiruçu não registrou casos positivos nos últimos dois dias e segue com 12 casos confirmados e 10 recuperados.

Jaguaquara segue na dianteira do Vale Jiquiriçá em número de novos casos. O boletim desta segunda-feira (13) registrou 559 casos positivos por exames e 314 recuperados. Na cidade há uma reclamação pelo aumento da testagem, mas o município é um dos poucos do Vale que segue realizando o maior número de testes possíveis. Já são 03 óbitos em Jaguaquara.

Depois de Jaguaquara a cidade com maior número de casos confirmados é Amargosa, com 93 positivados e 50 ativos. O município somou 03 óbitos.

O município de Itaquara soma 09 casos confirmados pela Secretaria de Saúde local, sendo que 04 pessoas já estão recuperadas.

Santa Inês, que tomou medidas rígidas no início da pandemia, soma 10 casos positivos na última atualização do boletim da covid-19.

Brejões segue com 11 casos confirmados e com 10 recuperados, tendo apenas uma pessoa com caso ativo na cidade.

Nova Itarana são 13 casos confirmados, obtendo 08 recuperados, num total de 25 suspeitos até então.

Já em Ubaíra são 11 casos confirmados. Destes, 05 estão recuperados. O município registrou 01 óbito e 05 pessoas seguem em isolamento domiciliar.

A cidade de Laje somo 40 casos confirmados e 01 óbito e com 23 ativos. A cidade segue com 12 pessoas aguardando resultados.

Na cidade de Cravolândia o último boletim mostra 07 casos confirmados com 04 recuperados.

Em Mutuípe, são 41 casos confirmados, sendo que 28 estão recuperados da doença.

O município de Elísio Medrado soma 08 casos confirmados, sendo destes 03 estão ativos, de acordo com o último Boletim divulgado.

Já a cidade de Jiquiriçá são 06 testes positivos com 02 recuperados, com dados atualizados pela Secretaria de Saúde.

São Miguel das Matas registrou 11 casos do novo coronavírus e soma 04 recuperados até o momento.

No Vale Jiquiriçá até o momento são 1.028 casos, com 553 recuperados e um total de 15 mortes registradas.

As informações foram coletadas pelo Jornalismo do Itiruçu Online mediante divulgação dos Boletins diários em cada município. Esse será o novo método de divulgação do Portal. Creditar ao copiar o conteúdo. ( *Com informações do Blog Itiruçu Online).


A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, reforça a importância de que sejam seguidas todas as medidas preventivas de enfrentamento ao vírus e de isolamento social, ao tempo em que apresenta o Boletim Epidemiológico do Coronavírus desta segunda, 13, atualizado à 19h, que registrou mais 74 novos casos, perfazendo um total de 1772, até agora. Destes, 605 foram diagnosticados por meio do método laboratorial RT-PCR. 917 pacientes encontram-se recuperados e não apresentam mais os sintomas da doença. Os que estão em quarentena somam 3854 pessoas.

Estes são os dados atualizados desta segunda:

– 1772  casos confirmados (pessoas que testaram positivo para Covid-19), destes, 917 casos foram recuperados;

– 46 óbitos por residência;

– 3663 casos

suspeitos (pessoas que apresentaram sinais e sintomas de síndrome gripal e foram notificados para Covid-19);

– 1818 casos descartados (pessoas que testaram negativo para Covid-19;

– 73 casos pessoas aguardando resultado (pessoas que realizaram o exame e aguardam o resultado);

– 3854 casos em quarentena (pessoas que apresentam sinais e sintomas respiratórios/contatos com casos suspeitos e confirmados de Covid-19/casos confirmados de Covid-19);

– Taxa de ocupação UTI adulto – 100% (Até às 12h/dados do HGPV).