O mundo do crime está cada dia mais sem limites. A cidade de Jequié as investidas da Polícia a cada dia retira das ruas criminosos. Na tarde de ontem foi a vez de uma mulher ser presa com 10 kg, após denúncia anônima. Raíssa Ingrid Oliveira Menezes foi detida em flagrante com o material. Guarnições do 19° Batalhão da Polícia Militar (BPM/Jequié) encontraram a traficante no bairro Cidade Nova. As viaturas fizeram um cerco, na localidade, e um grupo de criminosos correu. Entre eles estava Raíssa, que foi alcançada e presa em flagrante. Os demais conseguiram fugir. Além da maconha prensada, foi apreendida uma balança, celulares e chips. Raíssa e todo material encontrado foram apresentados na Delegacia Territorial (DT) de Jequié.


No último final de semana, Jequié recebeu o Curso de Qualificação de Gestores de Ligas de Futebol, uma iniciativa da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (SUDESB), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (SETRE), do Estado da Bahia, com o financiamento do Ministério do Esporte, por meio da Secretaria Nacional do Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor e que contou com o apoio da Federação Baiana de Futebol, em mais uma ação do Programa Dimensão Social da SUDESB. O curso começou na sexta-feira, dia 10, e encerrou no 11, com sorteio de brindes doados pela Secretaria de Esporte e Lazer, SUDESB e com a entrega dos certificados.

 

As palestras aconteceram no auditório da Associação Comercial e Industrial de Jequié (ACIJ), no Centro da cidade, e contou com a presença de mais de 80 pessoas, entre palestrantes, cursistas e equipe da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. Estiveram entre os ministrantes, Ederlane Amorim, presidente do Esporte Clube Primeiro Passo, de Vitória da Conquista, que falou sobre a formação de equipes, gestão de escolinhas, trabalhos com fundamentos e sua grande experiência como presidente à frente da equipe, atualmente considerada a terceira força do futebol baiano, atrás somente do Bahia e do Vitória. Na ocasião, também participou Sinval Vieira, ex-diretor de futebol do Esporte Clube Vitória, que possui uma vasta experiência no futebol profissional na Bahia. Nos dois dias de curso foram, também, tratados assuntos como: teoria geral da administração; direito esportivo; elaboração e gestão de projetos; marketing esportivo; e relações interpessoais e ética.

Entre os cursistas muitos professores de escolinhas de futebol de Jequié, profissionais e alunos de cursos de educação física, presidentes de ligas de futebol de cidades circunvizinhas e gestores esportivos. “A Prefeitura de Jequié vem implementando diversas ações na área esportiva, como parte da política motivacional e incentivadora das práticas esportivas. Só neste ano de 2017, este é o terceiro curso de qualificação e capacitação esportiva que a Prefeitura, através da Secretaria de Esporte e Lazer, realiza, em parceria, promovendo, assim, a qualificação dos desportistas locais. Isso demonstra a nossa preocupação em fomentar e promover esporte e lazer com qualidade.”, disse o secretário de Esporte e Lazer, Marcelo Pires.


Alunos do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) participaram, na terça-feira (14), da formatura do curso desenvolvido pela Polícia Militar  na cidade de Lafaiete Coutinho.  Foram contemplados alunos do 5º, 6º e 7º ano do ensino fundamental,  totalizando assim 83 alunos formados.

 

O Programa PROERD vem alcançando destaque nas suas atuações nas cidades de Maracás,  Lajedo do Tabocal, Planaltino, e Lafaiete Coutinho,  que contou com a dedicação da SD PM Cibele Alves de Azevedo como  instrutora, que mais uma vez, conduziu a formatura de forma a emocionar todos da plateia. O cerimonialista, CB PM SANCHES,  conduziu o evento, enfatizando a importância da prevenção , como elemento primordial para o futuro dos nossos jovens.

A 93° CIPM, SOB O Cmdo DO MAJOR PM CALDAS, SUB CMT CAP PM RENER E COORDENADOR DO Proerd Ten PM MOREIRA, é a responsável pela implementação nos municípios. A ação tem colaborado positivamente para uma mudança na sociedade, aproximando às famílias dos filhos e as ensinando que a comunidade e a Polícia estão no mesmo caminho, na corrente do bem.

 


A cidade de Jaguaquara teve uma noite de quarta-feira (15) movimentada. Tudo por conta de uma operação de duas patrulhas da CIPE CENTRAL, que  receberam uma denúncia anônima informando que uma “ORCRIM” – Organização Criminosa- ,  estaria se preparando uma chacina no Bairro Ceará, zona urbana do município.

Segundo a denúncia, os alvos dos infratores seriam indivíduos de uma facção rival, motivo pelo qual estaria um “bonde” formado para espreitar e atacar a súcia adversária.  Munidas das informações, as Guarnições deslocaram até o bairro a fim de abordar os criminosos, quando em rondas nas proximidades da Rua Tosta Lima avistaram um veículo tipo Topic estacionado num local suspeito.

Ao proceder com a aproximação e anunciar a abordagem, vários criminosos desembarcaram do veículo atirando contra as equipes policiais que de imediato revidaram a injusta agressão vindo a alvejar cinco dos criminosos. Durante o confronto alguns indivíduos conseguiram lograr êxito na fuga. De imediato as Guarnições prestaram o devido socorro aos indivíduos que foram atendidos no Hospital de Jaguaquara, onde foi constatado o óbito de todos pelo médico plantonista CRM 3762. Os procedimentos legais serão feitos na delegacia local de Jaguaquara.

 

Até o momento foi identificado Rodrigo Moreira Calista, 18 anos, entre as mortos em confronto.  Os outros quatro ainda não foram identificados.

 

A Polícia seguiu apreender os seguintes materiais: 01 (um) Revólver Rossi cal.38 n Dj48079; 01 (um) Revólver Rossi cal.38 n D704448; 01 (um) Revólver Rossi cal.32 numeração suprimida;01 (um) Revólver Taurus calibre.38 numeração suprimida; 01 (um) Revólver Rossi cal.32 numeração suprimida; 02 toucas tipo “ninja” de cor preta; 01 veículo Topic DLX ano 96/97 cor branca, placa policial JNW5200.


Hospital de Jaguaquara emitiu nota sobre o caso. Foto/Blog Itiruçu Online

Aceitar a morte não é fácil, ainda mais de uma criança, que pela média de idade dos brasileiros, teria muitos anos a viver.  Uma família na cidade de Jaguaquara acabou perdendo uma criança de 02 anos após ter sido picada por escorpião, na zona rural da cidade,  na terça-feira (14).  Nicolas é o nome da criança.  No entanto, a causa da morte é contestada pelos familiares, que acusam profissionais do Hospital Municipal de Jaguaquara de negligenciar o atendimento.  Em  nota encaminhada ao Itiruçu Online,  via WhatsApp, onde a tia  da criança conta  detalhes e,  segundo ela, em ocorrência  vivida pela mãe e o filho na Unidade Hospitalar, que aguardaram a chegada do médico, tendo a criança sangrado pela boca durante à noite e haver demora na transferência de Unidade, o que alega ter contribuído para o falecimento.

 

Confira a nota abaixo:

 

Hoje venho aqui registrar minha indignação da lamentável situação que se encontra o hospital de Jaguaquara. Há 10 anos não moro em Jaguaquara, mais infelizmente meus familiares se encontra ai no município da zona rural. Hoje acordei com uma triste noticia de que meu sobrinho tinha sido picado por um escorpião, ontem, por volta de umas 19h o mesmo foi levado pro hospital de Jaguaquara onde ja chegou ruim,  pelo fato de as estrada da zona rural estarem  um caos e  também ter demorado ate chegar na unidade de saúde. Chegando lá, o médico atendeu passou um soro, falou pra minha irmã que o estado dele era grave que tinha que ser transferido enfim…a enfermeira medicou a criança e foi dormir logo, mas o menino piorou,  começou botar muito sangue pela boca.  A mãe desesperada foi chamar a enfermeira,  se é que se pode chamar de enfermeira, né?. A infeliz olhou pra mãe do menino e falou pra ela dormir tranquila que era normal o menino sangrar e deixou a criança a noite inteira sangrando e agonizando de dor. Hoje,  por volta das 9h30, entrei em contato com minha irmã e  ela estava desesperada dentro da ambulância ao lado do filho sangrando  e esperando o médico que não chegava pra transferir o menino pra outra unidade de saúde,  quando o mesmo chegou ainda foi passar na sua residência pra só depois levar a criança que não resistiu e morreu a caminho do hospital. Ai eu pergunto: kd a atual administração  dessa cidade? O que anda fazendo que ja não foi atrás de verbas pra melhoria desse hospital ?  Vergonha uma cidade desse tamanho não  ter estrutura para atender a população. Os profissionais da saúde irresponsáveis, sem coração,  deixar uma criança  morrer e não fazer nada. Até quando vai essa falta de humanidade com a nossa cidade?  Quantas pessoas mais vão ter que passar por isso ate que providencias sejam  tomadas? Triste, lamentável a situação dessa cidade!#menosegoismoemaisamoraoproximo. As pessoas são pobres, mas ainda são seres humanos merece no mínimo um profissional de responsabilidade!

 

Nota do Hospital de Jaguaquara

 

Assim que circularam as informações, a direção do Hospital de Jaguaquara emitiu uma nota sobre as acusações da família, garantindo que a Unidade não controla a questão de vagas para transferências dos pacientes a outras unidades. A nota diz que o médico plantonista e toda equipe atendeu imediatamente a criança realizando todos os procedimentos e tratamentos cabíveis. Ainda segundo o Hospital, posteriormente, sabendo da gravidade, a criança foi inserida no sistema de regulação para transferência, porém, sem êxito , pois os hospitais não dispunham de vaga . Confira abaixo a íntegra da nota:

 

Diante de uma notícia tão triste de uma morte precoce, de um ser tão inocente todos ficam com um sentimento de tristeza imenso. Mas não teve culpados o que aconteceu foi uma fatalidade e isso vai ser provado através de verbalização , prontuário e registro da criança no SUREM, que é um sistema de regulação de saúde . Apesar de entender a dor e desespero da família é preciso que a real situação de como tudo ocorreu seja esplanada. Então : no dia 14/11/17 às 19:33 deu entrada no hospital uma criança com picada de Escorpião já há mais ou menos duas horas de relógio .Começou então a intensa luta de toda a equipe para salvar a vida da criança que chegou em estado gravíssimo. O médico plantonista e toda equipe atendeu imediatamente a criança realizando todos os procedimentos e tratamentos cabíveis. Ainda ligou para o CIAVE , órgão do estado que orienta as ações para esses casos , sendo seguido todo protocolo conforme orientação . Posteriormente sabendo da gravidade a criança foi inserida no sistema de regulação para transferência , porém sem êxito , pois os hospitais não dispunham de vaga . Após 04 horas a criança estabilizou e ficou sendo monitorada pela equipe toda a noite  , sendo provado pelos registros no prontuário. Mas infelizmente  mais tarde o quadro se agravou e ainda  sem conseguir a vaga pelo sistema de forma legal , o pediatra se dispôs a ir pessoalmente com a criança tentar uma vaga , mas a criança faleceu no caminho .Os familiares agrediram os funcionários com socos , o que foi muito constrangedor . Mais uma vez vale ressaltar , entendemos a situação da família e a dor , mas não pode agredir , principalmente fisicamente quem não teve culpa . Picada de Escorpião é um quadro grave para criança e tudo que foi possível foi feito , mas infelizmente a vaga não depende do hospital de Jaguaquara . Nossos sentimentos aos familiares . Tudo está registrado desde o início do atendimento . Estamos à disposição para esclarecimentos .

HOSPITAL MUNICIPAL DE JAGUAQUARA .


Em mais uma edição do programa #PapoCorreria, transmitido ao vivo pela rede social Facebook, o governador Rui Costa confirmou a publicação do edital do concurso da Polícia Civil ainda este ano, na primeira quinzena de dezembro, e deu mais detalhes sobre o processo. “Me reuni nesta semana com o secretário da Segurança Pública, com o secretário da Administração do Estado e também com o secretário da Fazenda, e nós batemos o martelo, e o concurso público será realizado com mil vagas para a Polícia Civil, entre agentes policiais civis e delegados”, afirmou o governador.

O Governador do Estado autorizou a realização de concurso público para contratação de mil novos policiais civis, atendendo a resolução número 433/2017, expedida pelo Conselho de Política de Recursos Humanos (Cope).  O concurso vai abrir 880 vagas para investigador de polícia, 82 para delegado e 38 para escrivão. O edital de abertura para inscrição dos candidatos no certame está previsto para ser lançado na primeira quinzena de dezembro deste ano.  O Cope é um colegiado consultivo e de supervisão que tem por finalidade estabelecer diretrizes e normas relativas à política de recursos humanos do Estado. O conselho é presidido pelo secretário da administração e composto por outros três secretários de estado, além do procurador geral e pelo superintendente de Recursos Humanos do Estado.

A Polícia Civil solicitou a abertura do concurso para delegados, investigadores e escrivães em função da aposentadoria, exonerações e falecimento de policiais. O pedido passou por análise da Secretaria da Administração quanto ao número de vagas disponível nas carreiras e pela avaliação da Diretoria de Planejamento Orçamentário, para verificar a disponibilidade orçamentária e financeira. Os estudos foram encaminhados ao Cope para subsidiar a decisão dos conselheiros. O Governador autorizou a realização do concurso, homologando a resolução do Cope.

Nomeação 

A previsão para o ingresso dos novos policiais civis na corporação é em julho de 2018. Antes de serem convocados os candidatos vão fazer provas objetivas e discursivas. Depois precisam passar por exames médicos e teste de aptidão física, fases que também são eliminatórias. Serão submetidos também a exames psicotécnicos e passarão por investigação social.

Entre 2015 e 2017, o Governo nomeou 1.850 novos policiais militares. No ano de 2016, 687 novos policiais foram incorporados aos quadros da Polícia Civil. Contratou, também, 414 novos agentes penitenciários e 121 peritos para o Departamento de Polícia Técnica.

Em junho de 2017, realizou o maior concurso da história da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, com cerca de 140 mil candidatos para 2.750 vagas (2 mil para PM e 750 para Bombeiros). Ainda em 2017, realizou concurso para oficiais, sendo 60 da PM e 30 do Corpo de Bombeiros.  O governo também aumentou o valor pago aos policiais pelo Prêmio por Desempenho Policial (PDP), concedido àqueles que atingirem as metas de redução de criminalidade nas suas áreas de atuação. Além do aumento no valor, o governo passou a conceder a premiação duas vezes ao ano a conceder para um número maior de policiais.


Foto Reprodução/Ubatã Notícias.

Nesta terça-feira (14), o TCM rejeitou as contas do município de Manoel Vitorino, de responsabilidade do ex-prefeito Lenilton Pereira Lopes, que  será denunciado ao Ministério Público Estadual pelo descumprimento do artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal, que trata da ausência de recursos em caixa para pagamento de despesas realizadas em 2016, mas que só seriam honradas no exercício seguinte. O objetivo é que seja apurada a ocorrência de crime contra as finanças públicas.

 

O gestor também foi multado em R$6 mil pelas falhas e irregularidades identificadas durante a análise técnica e em R$50.400,00 (que equivale a 30% dos seus subsídios anuais), por não ter reconduzido as despesas com pessoal ao limite de 54%. Além dessas irregularidades, a relatoria constatou a abertura de créditos adicionais suplementares sem autorização legislativa, a extrapolação continuada do limite para despesas com pessoal, que alcançou 66,97% da RCL do município no exercício, e o não pagamento de diversas multas e ressarcimentos imputados pelo TCM em processos anteriores.


Foto/Blog Itiruçu Online

O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta terça-feira (14/11), rejeitou as contas da Prefeitura de Jaguaquara. As contas são de responsabilidade de Giuliano Martinelli relativas ao exercício de 2016.

 

O relator dos pareceres, conselheiro Raimundo Moreira, ainda aplicou multas aos gestores na proporção da gravidade das irregularidades praticadas. As contas de Jaguaquara foram rejeitadas em razão da reincidência na extrapolação do limite para gastos com pessoal, que no exercício atingiu o correspondente a 66,09% da receita corrente líquida do município – quando o máximo permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal é 54% -, e por transferência de recursos à Câmara de Vereadores acima do limite legal permitido. De acordo com o art. 29-A da Constituição Federal, o Executivo deveria ter repassado ao Legislativo recursos na ordem de R$2.870.291,32, mas transferiu o montante de R$2.925.291,28, o que configura desrespeito à norma constitucional.

 

O prefeito Giuliano Martinelli foi multado em R$8 mil pelas irregularidades contidas no relatório técnico e em R$61.200,00, que corresponde a 30% dos seus subsídios anuais, por não ter adotado medidas visando a redução dos gastos com pessoal.


De acordo informações colhidas pelo Itiruçu Online com a Cipe Central, uma operação resultou na morte de um suspeito na cidade de Jequié.  Segundo a CIPE, por volta das 08h00min desta terça feira (14), uma Guarnição da CIPE CENTRAL, realizando patrulhamento tático, na Rua da Banca, Bairro Jequiezinho, em Jequié, foi recebida a tiros por um indivíduo de nome Derlan Almeida Santos, sendo necessário que os policiais devolvessem a agressão, o que acabou baleando a vítima.

 Derlan foi encaminhado ao Hospital Prado Valadares, ainda com sinais vitais e morreu depois. Derlan, vulgo índio, tinha várias passagens por diversos delitos. Com o meliante foram encontrados: 01 revólver calibre .38 contendo 02 munições deflagradas, 02 munições intactas; Uma quantidade de substância análoga a maconha, pesando cerca de 414 gramas; 01 vasilha plástica contendo substância análoga a crack, pesando cerca de 70 gramas e 02 Relógios dourados.


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na tarde de ontem, no KM 425 da BR 116, em Feira de Santana, um GM/Camaro com sinais de adulteração.

A ação ocorreu por volta das 15h45min desta última segunda-feira (13), quando os policiais abordaram um guincho que tracionava um veículo de luxo, Chevrolet Camaro, e ao realizarem a verificação de seus elementos identificadores, constataram sinais de adulteração. Os policiais verificaram que as placas utilizadas eram “clonadas” de um outro Camaro de mesmas características, pois suas placas originais possuem restrição judicial e de circulação. A ocorrência foi encaminhada para a delegacia de polícia judiciária local.