O município de Jaguaquara, maior cidade do Vale Jiquiriçá, administrada pelo prefeito Juliano Martinelli (PP), é líder entre os municípios baianos com melhor classificação no ranking de consistência de informações contábeis e fiscais. O dado é do levantamento realizado pela STN. Em âmbito nacional, Jaguaquara ocupa a 49ª posição no ranking, que  é dividido em quatro dimensões de avaliação: gestão da informação, contábil, fiscal e contábil x fiscal.

O Ranking da qualidade da informação contábil e fiscal é uma iniciativa da Secretaria do Tesouro Nacional que foi criada para avaliar a consistência da informação que o Tesouro recebe por meio do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro – Siconfi – e, consequentemente, disponibiliza para acesso público. A intenção é fomentar a melhoria da qualidade da informação contábil e fiscal que é utilizada tanto pelo Tesouro Nacional quanto pelos diversos usuários dessa informação.

Em âmbito estadual, Jaguaquara ocupa a 1ª posição no ranking de qualidade das informações contábil e fiscal entre os municípios baianos. Em âmbito nacional, Jaguaquara ocupa a 49ª posição no ranking de qualidade das informações contábil e fiscal.

No Vale Jiquiriçá, Maracás em 12ª posição e Lajedo do Tabocal na posição 18º aparecem com boa avaliação no Ranking da qualidade da informação contábil e fiscal é.


Herzem Gusmão, do MDB, foi reeleito neste domingo (29), no segundo turno das eleições municipais, prefeito de Vitória da Conquista, cidade do sudoeste da Bahia, para os próximos quatro anos. Até as 19h31, Herzem Gusmão tinha 54,71% dos votos, sendo considerado matematicamente reeleito. Foram 92.797 votos no total.

O candidato derrotou Zé Raimundo, que ficou em segundo lugar com 45,29% (76.823 votos). A eleição em Vitória da Conquista tinha 18,14% de abstenção, 1,26% votos brancos e 3,44% votos nulos.

“Primeiro lugar é agradecer a Deus, a população de Conquista. Eu entendo que Conquista aprovou o nosso governo. Uma gestão com planejamento estratégico, com tantas e maravilhosas realizações, então Conquista aprovou para que a gente continue por mais um mandato. Agora será muito mais fácil do que o primeiro. Eu quero agradecer a Deus, a população de Conquista, cidade e zona rural, pela nossa vitória”, disse o prefeito reeleito, Herzem.

Herzem Gusmão tem 72 anos, é casado, tem superior completo e declara ao TSE a ocupação de prefeito. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 153.661,10.

A vice é Sheila Lemos, do DEM, que tem 48 anos. Os dois fazem parte da coligação “O trabalho tem que continuar”, formada pelos partidos Republicanos, PTB, MDB, Podemos, PMB, PSDB e DEM.

  • Herzem Gusmão (MDB) – 54,71%
  • Zé Raimundo (PT) – 45,29%

Colbert Martins, do MDB, foi reeleito neste domingo (29), no segundo turno das eleições municipais, prefeito de Feira de Santana, cidade a 100 quilômetros de Salvador, para os próximos quatro anos. Às 19h25, com 100% das urnas apuradas, Colbert Martins conquistou 54,42% dos votos (164.831).

O candidato derrotou Zé Neto, que ficou em segundo lugar com 45,58% (138.073 votos). A eleição em Feira de Santana tinha 18,83% (75.404) de abstenção, 1,63% (5.293) votos brancos e 5,21% (16.948) votos nulos.

“Quero agradecer a você meu amigo, minha amiga de Feira de Santana, a você que votou conosco. A você que nos ajudou, que participou, que lutou. Muito obrigado, devo essa vitória a cada um de vocês. Contem comigo. Vou começar a trabalhar amanhã, como a gente faz todos os dias. Mas agradeço pelos novos quatro anos. Que, a partir do 1º de janeiro de 2021, eu vou estar com vocês mais próximos, agradecido, respeitando; pedindo que vocês continuem, me sugerindo, abraçando que eu quero abraçar a cada um de vocês. Essa vitória é nossa”, disse Colbert Martins (MDB) nas redes sociais.

Colbert Martins tem 68 anos, é casado, tem superior completo e declara ao TSE a ocupação de prefeito. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 895.895,70. O vice é Fernando de Fabinho, do DEM, que tem 63 anos. Os dois fazem parte da coligação “Trabalho Constante”, formada pelos partidos PSD, DEM, PV, PROS, PSC, MDB, Patriota, PSDB, PL e Rede.

Veja o resultado com 100% das urnas apuradas:

  • Colbert Martins (MDB) – 54,42%
  • Zé Neto (PT) – 45,58%

Eleição na Bahia

A Bahia, que tem quase 15 milhões de habitantes, é o quarto maior colégio eleitoral do país com 10.893.320 eleitores. Fica atrás apenas dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Apenas Feira de Santana e Vitória da Conquista dos 417 municípios decidiram neste domingo (29) quem vai ocupar o cargo de prefeito das cidades a partir de 1° de janeiro de 2021. Os gestores das outras 415 cidades foram definidos em primeiro turno, no dia 15 de novembro. *Com informações do G1.


Com proposito de convocar as forças políticas e administrativas do município para que, juntos, possam participar e contribuir com o planejamento participativo das ações de governo, que serão postas em pratica a partir de janeiro de 2021, o prefeito eleito, Zé Cocá, acompanhado da vice, Poliana Leandro, e do futuro secretario de Governo, Hassan Iosef, receberam os vereadores Tinho de Waldeck, Joaquim Caires, Soldado Gilvan, Marcinho Melo, Colorido, Gutinha, Ramon Fernandes, Ziel Cavalcante, Júnior Braga, Bui Bulhões, Professora Cida, Walmiral Marinho, Marcos do Ovo e Duda Simões.

Zé Cocá propôs a união e a participação efetiva de todos em prol de Jequié, ressaltando a importância do estreitamento das relações entre os Poderes Executivo e Legislativo, para os próximos quatros anos, com observância na harmonia e independência.

A proposta foi bem recebida e elogiada pelos vereadores presentes que, de imediato, demonstraram interesse e compromisso em colaborar para o projeto de reconstrução de Jequié.

“Teremos uma relação de respeito e de muito diálogo com a Câmara Municipal. A missão é de grande responsabilidade, mas com a fé em Deus, daqui a quatro anos, teremos uma Jequié muito melhor.”, destacou Hassan Iossef, futuro secretário de Governo.

“Esse é nosso primeiro encontro com os eleitos para os próximos quatro anos, na Câmara Municipal, e teremos uma relação marcada pelo diálogo franco e respeitoso para o bem da nossa cidade”, disse a vice-prefeita eleita, Polliana Leandro.

No encerramento da reunião, Zé Cocá disse estar muito satisfeito com o apoio expressado pelos vereadores e ressaltou a importância do encontro.
“É isso que nós queremos. Os vereadores ao nosso lado, nos ajudando, apoiado em nossas ações e é claro, fiscalizando e legislando para que Jequié acerte, cresça e que o povo saia ganhando nessa união e participação de todos”, afirmou o prefeito eleito de Jequié, Zé Cocá.


Durante sessão realizada por meio eletrônico, nesta quinta-feira (26/11), os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios julgaram procedente o termo de ocorrência formulado contra o prefeito de Jaguaquara, Giuliano de Andrade Martinelli, pelo pagamento indevido de R$84.814,55 em juros e multas, decorrentes do atraso no cumprimento de obrigações previdenciárias no exercício de 2019. O relator do processo, conselheiro Paolo Marconi, determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual para que seja apurada a prática de improbidade administrativa pelos danos ao erário.

Além disso, os conselheiros do TCM também determinaram o ressarcimento aos cofres municipais, com recursos pessoais, no valor pago em juros e multas. O prefeito ainda foi multado em R$2,5 mil. A relatoria ressaltou que o pagamento de multa e juros só ocorreu devido a omissão do gestor, que não efetuou adequadamente sua obrigação legal de repassar/recolher as contribuições previdenciárias no prazo e montante exigidos na legislação. Cabe recurso da decisão.


O município baiano de Maracás deve receber até R$ 2 milhões em investimentos privados, da Vale Bahia Indústria e Comércio de Alimentos, para implantação de uma unidade industrial na região. A empresa será destinada a fabricação de café torrado e moído, leite em pó, milho moído, óleo e tem a  previsão de gerar até 60 empregos diretos. A capacidade de produção prevista é de um 1,152 milhões de toneladas por ano. O protocolo de intenções foi assinado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, nessa terça-feira (24).

“De acordo com a Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC), o estado da Bahia é o 4º maior produtor de café do Brasil. Recentemente, o café da agricultura familiar, produzido na Chapada Diamantina, pela Cooperativa de Cafés Especiais e Agropecuária de Piatã (Coopiatã) foi premiado e está entre os cinco melhores do país. A implantação dessa unidade só tem a agregar a economia local e, em consequência, para o estado”, destaca o vice-governador João Leão, titular da SDE.

Segundo o gerente geral da Vale Bahia, Ednaldo Almeida, inicialmente serão gerados 60 novos postos de trabalho, podendo chegar até 120 empregos diretos e mais 50 a 70 indiretos. “Fazer a torrefação do café na região vai promover o desenvolvimento econômico local. Teremos um produto totalmente baiano, pois vamos adquirir boa parte ou 100% da matéria prima do café dos agricultores daqui. Sendo assim, vamos incentivar a agricultura familiar e regional, teremos preço competitivo e um produto de qualidade para o consumidor. O industrial da Vale Bahia vai aquecer diretamente a agricultura familiar. Também temos a intenção de implantar uma usina de açúcar refinado na região”, diz.


Vinte e um dias após um incêndio em uma subestação energética de Macapá deixar 13 das 16 cidades do Amapá sem energia elétrica, a empresa privada concessionária do serviço público, Linhas de Macapá Transmissora de Energia (LMTE), conseguiu colocar em funcionamento um segundo transformador, permitindo o restabelecimento do fornecimento de luz.

Com a restauração da carga de energia de que o sistema necessita para funcionar plenamente, a estatal amapaense responsável pela distribuição da energia elétrica, a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), anunciou o encerramento do rodízio imposto pelo incêndio na subestação pertencente a LMTE.

“A normalização do serviço ocorreu após a entrada em funcionamento do segundo transformador, esta madrugada”, informa a CEA, em nota. “Com isto, o fornecimento foi garantido em 100% para atender os 13 municípios que foram afetados com o acidente na subestação de Macapá, no dia 3 de novembro […] e o rodízio do fornecimento de energia foi oficialmente encerrado”, acrescenta a companhia.

Outro transformador da subestação Macapá já vinha operando desde a madrugada do dia 7. Além disso, no último sábado (21), duas usinas termelétricas (UTEs Santana II e Santa Rita), operadas pela estatal Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte), foram acionadas a fim de reforçar o suprimento energético para o estado.


Conforme foi anunciado pela Companhia Hidrelétrica do São Francisco (CHESF), as chuvas recentes fizeram com que o reservatório da Barragem da Pedra, em Jequié, alcançasse na última semana uma cota de 222,91 m, com o armazenamento de 64,02% do volume útil. Para manter o controle das defluências médias diárias, a CHESF anunciou a elevação da vazão na manhã desta terça-feira (24) para 400 metros cúbicos de água por segundo. Quatro das sete comportas da Barragem estão parcialmente abertas.


Devido a maior liberação das águas na Barragem da Pedra que passa pelo Rio de Contas, o rio, que normalmente é seco durante todo o ano, apareceu cheio e atraiu a atenção de muitas pessoas que passavam pela ponte Teodoro Sampaio, no Mandacarú. Algumas ruas já estão convivendo com inundações, a exemplo da Rua Manoel Imbira, paralela a Rua Argemiro Melo, no bairro Joaquim Romão. *Com informações do Jequié Repórter.


Levantamento A TARDE/Potencial Pesquisa indica um empate técnico entre os candidatos Zé Raimundo (PT) e Herzem Gusmão (MDB) na disputa do segundo turno em Vitória da Conquista. O petista está ligeiramente à frente na corrida para a prefeitura do município, com 40% das intenções de voto, enquanto que o emedebista aparece com 37%.

O índice de eleitores indecisos é de 14%, não quiseram responder à pesquisa 6% dos eleitores. Os que pretendem votar em branco são 3% e 1% querem anular o voto. Foram 93% dos entrevistados que afirmaram que vão votar no segundo turno, 2% não pretendem votar, 5% não sabem se vão e 3% não quiseram responder.

“É um empate técnico. Há uma cristalização dos votos muito grande, algo que vimos no primeiro turno. Ambos os candidatos têm chances reais de vitória. O cenário é indefinido. Ainda há um número grande de indecisos”, avaliou o diretor da Potencial, Zeca Martins. O levantamento também indicou o nível de confiança dos eleitores nas duas candidaturas. Para 97% dos eleitores de Zé Raimundo, não há possibilidade de mudança de voto; e 95% dos eleitores de Herzem Gusmão, também afirmaram que não mudarão o voto em hipótese alguma.

“Qualquer mudança neste cenário estará relacionada com os indecisos, e estamos falando de um percentual em torno de 15% a 20%. É uma eleição em que a campanha nesta última semana vai fazer muita diferença. O programa eleitoral gratuito em rádio e TV já começou. É um cenário bastante acirrado”, complementou Zeca Martins.

A disputa entre segmentos etários também está bastante acirrada. Zé Raimundo tem a preferência de eleitores do gênero feminino, com 45% contra 35% de Gusmão. Por outro lado, o emedebista lidera entre o segmento masculino, com a preferência de 40%, contra 38% do petista.

Herzem tem maior intenção de votos entre os eleitores com maior nível de escolaridade (44% x 41%) e Zé entre os com menor escolaridade (44% x 36%). Entre jovens com idade de 16 a 24 anos, Zé Raimundo se sai melhor em relação ao adversário (40% x 36%). Mas quando se trata de eleitores com 25 a 44 anos, Herzem Gusmão está à frente, com 41% contra 34% de Zé.

O candidato do MDB tem o melhor desempenho no segmento renda. Entre eleitores com rendimento de R$ 2.090,00 a R$ 5.225,00, o emedebista supera o adversário, com 38% contra 35%. Eleitores com renda acima de R$ 5.225,00 preferem também Herzem a Zé (46% x 34%. Mas, o petista é preferido por eleitores com rendimentos de até dois salários mínimos (45% x 34%).

A pesquisa foi realizada entre 17 e 20 de novembro, com 600 entrevistas presenciais. A margem de erro é de quatro pontos percentuais. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral com o nº BA-07163/2020.

*Pesquisa foi realizada entre 17 e 20 de novembro, com 600 entrevistas.