Sem uma vacina que ajude combater os efeitos do novo coronavírus, voltar a normalidade depois de ser testado o isolamento social não será fácil.  O resultado de diminuírem a circulação de pessoas não ruas permitiu que menos pessoas fossem infectadas ao mesmo tempo, sendo possível, ao menos na Bahia, equipar o sistema de saúde para tratar casos graves do covid-19.

Por outro lado, existe uma pressão de comerciantes e de igrejas para que sejam flexibilizadas as medidas de isolamento com foco em lucros e na economia. Os prefeitos sofrem a pressão de também diminuírem arrecadações, mas estão recebendo recursos para ajudar nas medidas em seus municípios de igual forma em proporcionalidade.

Casos em Jaguaquara

Jaguaquara teve até hoje 901 pessoas acompanhadas, sendo confirmadas 30 casos positivos e ainda aguarda 11 resultados de exames. 14 pessoas estão recuperadas.

Casos em Jequié

A cidade de Jequié a cada dia só cresce os números, sendo 401 casos confirmados (pessoas que testaram positivo para Covid-19), destes, 148 casos foram recuperados. Foram registrados 26 óbitos (sendo 13 por residência; e 13 por ocorrência).  1044 casos suspeitos (pessoas que apresentaram sinais e sintomas de síndrome gripal e foram notificados para Covid-19), sendo

613 casos descartados (pessoas que testaram negativo para Covid-19. Mais 30 pessoas estão

aguardando resultado (pessoas que realizaram o exame e aguardam o resultado).

Outros municípios que ainda não tiveram casos pensam em reabrir o comercio depois do dia 15, caso não confirmem casos, é a situação de Itiruçu, que prometeu novas medidas de flexibilização para reabertura de bares e igrejas.

Resta saber se, nestes casos, os municípios irão assegurar que todas as medidas de higienização estarão sendo acolhidas pela população, já que elas também são eficazes para evitar o contagio.


A prorrogação da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa em toda a Bahia foi confirmada nesta sexta (29) pelo diretor-geral da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), Maurício Bacelar. “Embora os registros de venda da vacina tenham superado os 7,5 milhões de doses nas lojas de produtos agrícolas, o que é um indicativo bem positivo da conscientização dos produtores baianos para com a imunização de seus rebanhos, decidimos pela extensão do prazo que acabaria no próximo domingo (31)”, ressaltou.
A decisão da Adab foi anunciada após consulta ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb). O prazo será um mês mais longo nessa primeira etapa da Campanha de Vacinação de 2020 também em todos os outros estados do Grupo 4 que integram o Plano Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA): Tocantins, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo.
Foram considerados alguns motivos para a extensão do prazo da vacinação. A começar pela difícil logística de distribuição das vacinas através das indústrias, em virtude da pandemia do novo coronavírus, a suspensão das atividades comerciais em diversas cidades baianas, o que dificultou o acesso dos produtores à vacina, a interrupção do transporte intermunicipal e a antecipação dos feriados estaduais e municipais. “No entanto, apesar do cenário de isolamento que vivemos hoje, podemos dizer que a venda foi bastante expressiva, pois a estimativa é imunizarmos 10 milhões de animais, entre bovinos e bubalinos de todas as idades, o que significa que, até aqui, as vacinas vendidas foram suficientes para imunizar 75% do rebanho”, reforçou Maurício.

Declaração obrigatória

As equipes da Adab estão em campo por toda a Bahia auxiliando no acompanhamento da vacinação, esclarecendo dúvidas dos produtores e trabalhadores rurais, orientando para o uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individuais) e a adoção dos cuidados indispensáveis para o ato da vacinação, e prevenção ao coronavírus. “Estamos atentos para assegurar, em primeiro plano, a vida de todas as pessoas inseridas no processo evitando o contágio e, ao mesmo tempo, colaborando com a sanidade dos animais e para colocarmos a Bahia como Zona Livre da Aftosa sem Vacinação, em curto espaço de tempo, o que contribuirá efetivamente para valorização dos rebanhos do estado e acesso aos exigentes mercados internacionais”.
Já a declaração da vacina será estendida até o dia 15 de julho e os produtores poderão realizar o processo através do site www.adab.ba.gov.br

O município de Maracás apresentou na noite desta quarta-feira (27), o 1º óbito por covid-19. De acordo com a Secretaria de Saúde, a paciente que veio a óbito foi transferida do Hospital Municipal de Maracás para o HGPV, em Jequié, há 19 dias, por outros problemas de saúde.

Na terça-feira (26) a paciente faleceu na unidade hospitalar, sendo testada para covid-19, sendo caracterizado como mais 01 caso importado (transmissão fora do município de residência). A vítima do Covid-19 foi infectada na Unidade Hospitalar, já que foi internada na unidade por um período superior ao prazo ao aparecimento de sintomas.

Com isso, Maracás chega a 83 pessoas testadas como negativas para COVID-19, sendo que não há nenhuma aguardando resultado, e apenas 09 aguardando coleta para teste rápido. 29 pessoas estão em quarentena e 89 em monitoramento.


Foto/Blog Itiruçu Online

Moradores de Lafaiete Coutinho enviaram relatos ao Itiruçu Online sobre falhas e inconsistência no sinal da operadora de telefone móvel, Vivo. O problema foi mencionado por vários clientes da companhia também através das redes sociais.

Falhas nas ligações, dados móveis sem velocidade na navegação, e falta do sinal durante metade do dia tem sido problemas enfrentados pelos Lafaeitense diariamente. O Itiruçu Online tentou contato com a operadora, mas não conseguiu uma explicação para o assunto.


O município de Lajedo do Tabocal teve todos os casos positivos de Covid-19 curados. A última paciente curada, infectada por ter tido contato com a mãe – já curada do coronavírus- a jovem Laiana foi recebida sob homenagens da equipe de saúde do município e emocionou a região.

Laiana precisou ser transferida do Hospital Geral Prado Valares, em Jequié, para um hospital de referência em   Salvador, onde foi tratada da doença. Confira no vídeo a ação feita para receber a jovem lajedense.


Um carregamento de 159 respiradores chegou ao aeroporto de Salvador na noite desta quarta-feira (20). Os equipamentos serão utilizados na criação de novos leitos de UTI para o tratamento de pacientes infectados com o novo coronavírus. Eles serão destinados a unidades de Salvador, Ilhéus, Vitória da Conquista, Porto Seguro, Juazeiro, Jequié e Irecê. A distribuição teve início no fim da manhã desta quinta-feira (21), quando parte dos respiradores deixou o depósito da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), em Simões Filho, e foi encaminhado ao Hospital de Campanha do Subúrbio.
Outro carregamento, com mais 48 respiradores, deve chegar nesta quinta-feira (21), às 14h30, ao Aeroporto Internacional de Salvador. A Bahia aguarda a chegada ainda de outros 350 respiradores, na semana que vem. Ao todo, mais de 550 novos equipamentos irão para unidades hospitalares da capital e do interior do estado.
Segundo o governador Rui Costa, somente com as duas primeiras cargas de novos equipamentos já será possível a abertura de mais de 200 UTIs, em Salvador e em outras regiões do estado, como o extremo-sul e a região de Jequié. “Nós estamos garantindo que todas as regiões do estado terão leitos de UTI disponíveis. Neste momento, a maior pressão está sobre Salvador e a região de Jequié. Aqui em Salvador serão abertos novos leitos no Hospital Espanhol, no Couto Maia, na Fonte Nova e no Hospital do Subúrbio”.
Somente nos dois primeiros carregamentos, que somam 219 equipamentos vindos de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, foram investidos R$ 3,5 milhões. O secretário da saúde, Fábio Vilas-Boas, afirma que parte da carga já está sendo distribuída, ainda na manhã desta quinta-feira, para os hospitais de Salvador, incluindo também o Ernesto Simões Filho.
Quanto aos 350 respiradores com previsão de chegada da Alemanha na próxima semana, o secretário Fábio Vilas-Boas informa que a entrega está garantida. “Nós estamos recebendo a documentação com o movimento da carga, temos o agendamento do avião fretado e assim que eles chegarem nós faremos o anúncio”.

Sobre o cronograma de instalação dos novos leitos, Fábio Vilas-Boas conta que “serão abertas primeiro as UTIs dos hospitais Espanhol e do Subúrbio, e a previsão para abertura de novos leitos na Arena Fonte Nova é no dia 2 de junho”.


Os agentes comunitários da cidade de Amargosa estão em guerra com a gestão municipal. De acordo com informações publicadas no Diário Oficial do município, 18 profissionais estão sofrendo processo administrativo disciplinar através da nomeação de comissão para a sindicância.

Para basear a decisão, o prefeito refere-se à Lei Complementar nº008, de 2 de março de 2006, qual é o dever Administração Pública apurar fatos que contenham indícios de infrações disciplinares cometidas por servidores públicos. A Polêmico gerou-se mediante a uma convocação feita pela Secretaria de Saúde do município, através do art. 3.º do Decreto n.º 036 de 13 de abril De 2020, que decreta situação de calamidade pública no município de Amargosa e, em decorrência do disposto, os servidores lotados nos órgãos e entidades da Administração Pública Municipal poderão ser remanejados para quaisquer Secretarias Municipais que desempenhem ações de combate à covid-19.

Os Agentes Comunitários contestaram a decisão, alegando ser desvios de funções e cobraram do município, e cobraram treinamento específico para as funções de atuação e proteção individuais. O pedido feito a gestão municipal pelos agentes foi uma análise da convocação feita, justificando que os ACS já atuam diariamente sem as devidas proteções e estariam correndo até risco de contágio do covid-19.

Leia mais sobre o assunto.


Foto Lay Amorim / Achei Sudoeste

Um paciente morreu na noite deste domingo (17) em Brumado, no Sertão Produtivo, sudoeste baiano de dengue grave, conhecida como dengue hemorrágica. Segundo o Achei Sudoeste, o paciente, que não teve a identidade informada, estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal Professor Magalhães Neto. Ele deu entrada no hospital no último sábado após ser regulado [transferido] via secretaria da saúde do estado [Sesab]. Ainda segundo o site, Brumado registrou até este domingo 131 casos de dengue, 9 de zika vírus e um de chikungunya. O homem vítima da dengue grave era natural de Brumado, mas morava em Bom Jesus da Lapa, no Oeste, onde contraiu a doença.


Vinte e quatro municípios do interior da Bahia com Unidades de Pronto Atendimento (UPA) dedicadas a pacientes suspeitos de coronavírus (Covid-19) receberão 26 ambulâncias do Governo do Estado. A ação reforça o combate à epidemia e dá mais segurança e agilidade, caso haja necessidade de transferências para unidades de maior complexidade.

O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, afirma que foram investidos cerca de R$ 4 milhões na aquisição dos veículos do tipo picape. “Já entregamos 12 unidades e, nesta semana, faremos as demais entregas, que foram uma determinação do governador Rui Costa”, ressalta o secretário.

Os municípios contemplados são: Alagoinhas, Barreiras, Brumado, Camacan, Conceição do Coité, Cruz das Almas, Esplanada, Gandu, Ilhéus, Ipiaú, Irecê, Itabuna, Itacaré, Jaguaquara, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Morro de Chapéu, Paulo Afonso, Porto Seguro, Santa Maria da Vitória, Serrinha, Tucano e Itaparica.


Na Luta contra o novo coronavírus – Covid-19-, a maioria dos municípios do Vale Jiquiriçá estão comemorando os resultados de medidas de enfrentamento a expansão do Covid-19 no território. Em apenas 08 cidades foram confirmados casos da doença.

Jaguaquara é a cidade com o maior número de casos 14 casos confirmados, sendo que mais de 50% estão curados. Lajedo do Tabocal confirmou 06 casos até o momento.  Além delas, as demais cidades com casos positivos são Lafaiete Coutinho, Laje, Mutuípe, Amargosa, Maracás e Cravolândia. Os municípios tiveram números crescentes testados por teste rápido.  O território agrega 20 cidades.

Os demais municípios ainda não tiveram casos positivos do novo coronavírus: Brejões, Elísio Medrado, Irajuba, Itaquara, Itiruçu, Jiquiriçá, Milagres, Nova Itarana, Planaltino, Santa Inês, São Miguel das Matas, Ubaíra.

A Bahia registrou até o domingo, dia 17,  8.443 casos confirmados de Covid-19. Considerando o número de 2.199 pacientes recuperados e 295 óbitos, 5.949 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 205 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (62,96%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são Uruçuca (3.070,33), Itabuna (2.973,41), Ipiaú (2.790,31), Ilhéus (2.316,31) e Salvador (1.851,10). Na Bahia, 1.073 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Atualizada às 12h50 para correção de informações.