Uma mulher deu à luz 10 bebês de uma vez, na noite da última segunda-feira (7), em cesárea realizada em um hospital de Pretória, capital da África do Sul. Segundo o jornal Pretoria News, caso confirmado, Gosiame Thamara Sithole, 37, bateria o recorde da maliana Halima Cissé, que trouxe ao mundo nove crianças em maio.

O pai, Teboho Tsotetsi, disse à publicação que são sete meninos e três meninas, nascidos após sete meses e sete dias de gestação (29 semanas). “Estou feliz. Estou emocionado. Não posso falar muito”, declarou Tsotetsi. O casal já tem gêmeos de 6 anos de idade e garante que a gravidez foi natural, sem a utilização de tratamento de fertilidade.

Em entrevista realizada pelo Petrória News na casa da família, em Tembisa, Gosiame revelou que inicialmente foi informada sobre uma gravidez de sextúplos. Novos exames mostraram que ela esperava óctuplos. Os outros dois foram descobertos apenas na hora do parto.

“Quando o médico me contou, demorei a acreditar”, disse a mamãe na época, “mas, com o passar do tempo, percebi que era verdade.” Tsotetsi, que atualmente está desempregado, contou também ter ficado chocado com a gestação, mas logo se mostrou ansioso com a chegada das crianças: “Vi os registros médicos de minha esposa e fiquei ainda mais animado.”

Dini Mawela, vice-diretor da escola de medicina da Universidade de Ciências da Saúde Sefako Makgatho, classificou o caso de Gosiame como raríssimo e explicou que as crianças passariam os próximos meses em incubadoras.


Depois de horas de debates, negociações e uma maratona de votação, o Senado dos Estados Unidos aprovou, neste sábado (6), o plano de 1,9 trilhão de dólares promovido pelo presidente Joe Biden para reativar a primeira economia mundial, duramente afetada pelo coronavírus. O projeto foi aprovado com os votos dos senadores democratas, por 50 a 49. O texto retornará na próxima semana à Câmara de Representantes, onde os democratas têm maioria e devem passá-lo rapidamente para que Biden possa sancioná-lo antes do dia 14 de março, data em que terminam os auxílios do pacote de ajuda anterior.

“Esta lei fornecerá mais ajuda a mais pessoas do que qualquer coisa que o governo federal tenha feito em décadas”, disse o líder democrata no Senado, Chuck Schumer, pouco antes da votação final.

Nunca antes o Congresso gastou tanto dinheiro “de forma tão inconsistente ou após um processo tão flexível”, reagiu o líder da minoria republicana, Mitch McConnell.

O pacote de ajuda de Biden fornece, entre outros, cheques de US$ 1.400 para milhões de americanos e US$ 350.000 milhões em ajudas a estados e municípios. Bilhões também irão para o combate à pandemia, incluindo US$ 49 bilhões para promover diagnósticos e encorajar pesquisas, e mais de US$ 14 bilhões para aumentar o ritmo de vacinação. O exame do texto havia começado pela leitura, forçada por um republicano, das 628 páginas do projeto de lei por quase 11 horas, até a madrugada de quinta para sexta-feira.


Foi preso na manhã desta segunda-feira, 1°, o ex-presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu. A prisão, realizada pela polícia da Catalunha, aconteceu em razão das investigações do ex-dirigente no caso Barçagate, quando ainda dirigia o time espanhol.

De acordo com a imprensa local, além de Bartomeu, Óscar Grau, CEO do clube, Romà Gómez Ponti, responsável pelos serviços jurídicos e Jaume Masferrer, assessor e braço direito do ex-mandatário, também foram detidos na ação.

Ainda conforme os canais espanhóis, a prisão deve ser temporária, e utilizada com estratégia, para que documentos que atestem as irregularidades cometidas pela antiga gestão do clube catalão sejam encontrados.

Barçagate

O caso Barçagate veio à tona em fevereiro de 2020 após informações da imprensa revelarem que a empresa I3Ventures, responsável por administrar as redes sociais do clube, seria utilizada como ferramenta para defender as ações do presidente Bartomeu e criticar a postura de ex-dirigentes, como Joan Laporta e ídolos do clube, como o ex-jogador Xavi e Lionel Messi.


Portugal suspendeu, nesta quarta-feira, 27, os voos entre o país e o Brasil a partir do dia 29 de janeiro e até o dia 14 de fevereiro. O Ministério do Interior português disse que a piora da pandemia no mundo e a detecção de novas variantes justificaram a decisão.

Estão permitidos apenas voos de repatriação e humanitários e, mesmo nesses casos, os viajantes precisarão exibir um resultado negativo de teste de Covid-19 que tenha sido feito 72 horas antes do embarque. Além disso, eles precisarão fazer quarentena de 14 dias ao chegar a Portugal. O Ministério do Interior afirma que nos voos de caráter humanitário está liberado o embarque de cidadãos da União Europeia e do Espaço Schengen (grupo de 26 países europeus, sendo que alguns deles não são da União Europeia), desde que sigam os mesmos protocolos para poder ingressar no país.

As regras estabelecidas para o Brasil são iguais às que já vigaram para os voos entre Portugal e o Reino Unido.


O presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, vai retomar, a partir desta terça-feira (26), a restrição de entradas no país. A medida aplica-se à maioria dos cidadãos que não sejam norte-americanos e que regressem do Reino Unido, Brasil, da Irlanda e de grande parte da Europa. Ele vai ainda estender a proibição a passageiros que recentemente tenham viajado à África do Sul.

Segundo o porta-voz da Casa Branca, a decisão é para tentar conter a entrada no país das novas variantes do novo coronavírus, que foram detectadas no Reino Unido, na África do Sul e no Brasil. “O objetivo dessas medidas é proteger os cidadãos norte-americanos e reduzir as novas variantes”, afirmou Anne Schuchat, responsável pelo Centro de Controle de Doenças, à Reuters.

A decisão do presidente faz parte do plano do Executivo para combater a pandemia de covid-19. Os Estados Unidos são o país mais afetado do mundo pela doença, com 25,1 milhões de infectados e mais de 419 mil mortos.

Nos primeiros dias após assumir o cargo, Biden tornou mais rigorosas as regras para o uso de máscara durante 100 dias e determinou uma quarentena para todas as pessoas que cheguem aos Estados Unidos de avião.

NO dia 18 de janeiro, dois dias antes de deixar a Casa Branca, Donald Trump decidiu manter em vigor apenas as restrições de viagem a passageiros procedentes da China e do Irã.

Trump anunciou que as restrições de proibição de entrada nos Estados Unidos para passageiros de grande parte da Europa e do Brasil seriam suspensas. No entanto, Biden afirmou que revogaria imediatamente a medida, que deveria entrar em vigor no dia 26.

Só podem entrar livremente nos Estados Unidos os cidadãos nacionais, os seus familiares diretos, portadores do green card com residência permanente ou vistos diplomáticos, militares ou governamentais. A partir de amanhã, para entrar nos Estados Unidos será necessário apresentar um teste PCR negativo, realizado nas 72 horas anteriores à chegada ao país, medida semelhante à aplicada em mais de 100 países do mundo. Além disso, recomenda-se que os passageiros fiquem em quarentena durante uma semana após a chegada e façam novo teste após cinco ou sete dias.

*Com informações da RTP


O criador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, divulgou um comunicado em sua conta pessoal na tarde desta sexta-feira, 7, onde informa que o presidente americano Donald Trump foi banido por tempo indefinido da plataforma. A medida é válida também para o Instagram, rede social que também pertence ao Facebook.

De acordo com Zuckerberg, a medida foi tomada após Trump usar a plataforma para estimular os participantes do protesto que invadiu o Congresso americano na última quarta-feira, 6, e que resultou em quatro mortes.

“Sua decisão de usar a plataforma para tolerar invés de condenar as ações dos seus apoiadores no Capitólio perturbou cidadãos americanos e em todo o mundo, Nós removemos as declarações publicadas pois julgamos que seus efeitos, e intenções, provocariam mais atos violentos”, postou Zuckerberg.

“”Acreditamos que os riscos de permitir que o presidente continue a usar nosso serviço durante este período são grandes demais. Portanto, estamos estendendo o bloqueio que colocamos em suas contas do Facebook e Instagram indefinidamente e por pelo menos as próximas duas semanas até que a transição pacífica de poder seja concluída”.


Manifestantes invadem Congresso, em Washington – REUTERS / Leah Millis

O Congresso norte-americano certificou nesta quinta-feira (7) a vitória de Joe Biden para a Presidência dos Estados Unidos. A ratificação ocorreu por volta das 3h40 (5h40, no horário de Brasília) horas depois de o Capitólio, sede do Parlamento norte-americano, ser invadido por manifestantes. Biden teve 306 votos confirmados contra 232 para o atual presidente do país, Donald Trump.  O protesto interrompeu os trabalhos dos congressistas durante várias horas, e o confronto entre manifestantes e policiais deixou pelo menos quatro pessoas mortas e mais de 50 detidas. Após a certificação pelo Congresso, Trump prometeu uma “transição ordeira”.

A sessão de confirmação começou ontem (6) por volta das 13h (15h no horário de Brasília), mas foi interrompida meia hora depois, após uma invasão violenta do Capitólio por manifestantes que participavam de um protesto em Washington. A sessão só foi retomada às 20h (22h, horário local). Nas últimas horas, ainda antes da aprovação dos votos eleitorais, os congressistas rejeitaram duas tentativas de objeção aos resultados de novembro, apresentadas por representantes republicanos do Arizona e da Pensilvânia. As moções não reuniram votos suficientes por parte de outros Estados para serem discutidas. Donald Trump reagiu pelo Twitter de Dan Scavino, diretor de redes sociais do presidente norte-americano. Embora afirme que a transição será ordeira, o presidente voltou a desacreditar o resultado eleitoral:

“Embora discorde totalmente do resultado da eleição e os fatos me deem razão, ainda assim haverá uma transição ordeira em 20 de janeiro. Sempre disse que continuaríamos a nossa luta para garantir que apenas votos legais fossem contabilizados. Embora isso represente o fim do melhor primeiro mandato na história da presidência, é apenas o princípio da nossa luta para tornar a América grande outra vez”, diz o tuíte.

Eleições na Geórgia

A certificação da vitória de Joe Biden acontece no rescaldo do segundo turno das eleições na Geórgia para o Senado, em que os democratas obtiveram duas vitórias históricas. Pela primeira vez em 20 anos, o Partido Democrata conseguiu eleger não um, mas dois senadores por aquele Estado, retirando do Partido Republicano a maioria no Senado. Agora, cada partido tem 50 assentos, mas os democratas tem a vantagem do voto de minerva da vice-presidente eleita Kamala Harris – uma vez que, segundo a legislação norte-americana, o vice-presidente do país preside o Senado. O Democratas também têm maioria na Câmara dos Representantes (equivalente à Câmara dos Deputados no Brasil).

*Com informações da RTP


A segunda instância do Tribunal de Apelo de Milão, na Itália, condenou o atacante Robinho a nove anos de prisão, confirmando a decisão tomada em primeira instância. Dessa forma, o atacante brasileiro fica mais perto de ser apontado como culpado no caso de estupro coletivo, ao qual foi acusado em 2013 quando jogava pelo Milan. Assim como em 2017, quando recebeu sua primeira sentença, Robinho não compareceu à audiência, que teve início ao meio-dia (8h no horário de Brasília). De acordo com a legislação italiana, a presença do jogador não era obrigatória.

Robinho e seu amigo Ricardo Falco, que responde ao mesmo processo, devem recorrer da decisão. Se isso acontecer, o caso será encaminhado à terceira instância, representando a última chance de absolvição. Enquanto aguardam a decisão final, que pode levar mais três anos, os réus seguem em liberdade.

Independentemente do resultado, Robinho continua em liberdade porque as duas partes ainda podem recorrer ao julgamento em terceiro grau, que pode levar alguns meses para ocorrer. Robinho tem a presunção de inocência assegurada até o trânsito em julgado do processo, isto é, até que as fases de apelação se esgotem.

E isso ocorre somente quando um caso chega à Corte de Cassação, terceira e última instância da Justiça da Itália, equivalente ao Supremo Tribunal Federal (STF), no Brasil. Só haverá aplicação de pena definitiva após condenação nesse grau, o que pode levar até dois anos.
A repercussão negativa sobre o caso de estupro fez com que Robinho tivesse a contratação cancelada pelo Santos em outubro. Robinho foi anunciado como reforço pelo clube com vínculo por cinco meses e salário de R$ 1,5 mil, além de bônus de R$ 300 mil de acordo com o número de jogos disputados. Porém, a pressão de patrocinadores e a divulgação de conversas sobre o caso provocaram forte repercussão negativa do caso. E o clube optou por suspender o contrato do jogador. Correio*


Um clarão no céu chamou atenção de moradores de várias cidades da Bahia, no final da tarde desta segunda-feira (23). A situação foi gravada e divulgada nas redes sociais. Especialista diz ter sido parte de foguete.

Segundo Marcelo Zurita, presidente da Associação Paraibana de Astronomia (APA) e integrante da Rede Brasileira de Observação de Meteoros (Bramon), o clarão é a pluma de combustível de um dos estágios do foguete “Longa Marcha 5”
Ainda de acordo com Marcelo, o foguete foi lançado pela China, nesta segunda, para coletar amostras de rochas da lua.

O clarão pode ser visto em várias cidades. Itiruçu, Jequié, Jaguaquara, Ipiaú e demais cidades da região registraram o clarão.


Foto/ REUTERS/Jim Bourg

O presidente eleito Joe Biden afirmou nessa terça-feira (10) que nada irá impedir a transição de poder nos Estados Unidos (EUA) após sua vitória nas eleições presidenciais da semana passada. Ele acrescentou que a transição está bem encaminhada, apesar da recusa do presidente Donald Trump de aceitar os resultados do pleito eleitoral. Joe Biden fez a declaração durante evento em Delaware.