Do R7: O AirCar, um novo modelo de carro voador com lugar para duas pessoas, recebeu nesta semana um importante documento que pode viabilizar sua produção em massa em um futuro próximo: o certificado de aeronavegabilidade emitido pela Agência de Transportes da Eslováquia, país onde ele está sendo desenvolvido.

Segundo o site da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), aeronavegabilidade é a “condição em que uma aeronave está de acordo com o seu projeto aprovado pela autoridade competente e em condições de operação segura”. Em outras palavras, o carro que vira avião está liberado para voar.

Para obter o certificado, o protótipo desenvolvido pela empresa eslovaca Klein Vision completou mais de 70 horas de testes de voo em condições compatíveis com as exigidas pela Agência Europeia de Segurança Aérea (EASA, na sigla em inglês) e realizou mais de 200 decolagens e pousos, manobras de vários tipos e testes de estabilidade.

“A certificação do AirCar abre as portas para produção em massa de carros voadores muito eficientes. É a confirmação final e oficial de que nossa habilidade para viajar distâncias médias vai mudar para sempre”, disse o fundador da empresa, inventor, líder de desenvolvimento e piloto de testes do AirCar, Stefan Klein.


O Alasca, Estado mais frio dos Estados Unidos, registrou seu dia mais quente de dezembro, em meio a um inverno incomum. As temperaturas atingiram um recorde de 19,4°C na ilha de Kodiak no domingo – quase sete graus mais quente do que a máxima anterior do Estado. No entanto, em outras partes do Alasca as temperaturas têm caído para níveis recordes.

Na cidade de Ketchikan, no sudeste, as temperaturas caíram para -18°C em 25 de dezembro – um dos dias de Natal mais frios da cidade no último século. Os extremos de temperaturas alertaram as autoridades sobre um “Icemageddon” (Armagedon do gelo), já que torrentes de chuva e neve deixaram o gelo duro como cimento revestindo as estradas.

Especialistas dizem que a massa de ar quente que chega do Havaí tornou o ar do Alasca – geralmente frio e seco em dezembro – mais úmido. Isso significa que chuvas fortes e tempestades de neve são mais prováveis ​​nas regiões do interior, longe das áreas costeiras. Uma forte nevasca foi seguida por chuvas torrenciais que deixaram a região coberta de gelo enquanto a chuva congelava rapidamente, resultando em falhas de energia generalizadas, fechamento de estradas e de escritórios.

O Departamento de Transporte e Instalações Públicas do Alasca alertou que gelo espesso se formou nas estradas e as tornou perigosas para os motoristas. “O gelo é extremamente difícil de remover depois de ter aderido à superfície da estrada. Mesmo que as temperaturas do ar estivessem quentes… as estradas estavam abaixo de zero, o que fez com que o gelo aderisse à superfície”, disse o departamento no Twitter.

O gelo provavelmente ficaria grudado nas estradas até pelo menos março ou abril, disse o cientista climático Rick Thoman, do Centro de Avaliação e Política Climática do Alasca, à BBC. A tempestade mais violenta do meio do inverno desde 1937 atingiu a cidade central de Fairbanks durante o Natal, deixando mais de 25,4 cm de neve, explicou Thoman. A quantidade de neve que caiu no domingo foi tanta que desabou o telhado da única mercearia na cidade de Delta Junction, que fica 153 km a sudeste de Fairbanks.

Thoman disse que as explosões de temperaturas extremas de calor e frio nas últimas duas décadas foram um sinal da mudança climática. “Quando todas as peças se juntam em um mundo em aquecimento, vamos ter esses eventos sem precedentes, é isso que esperamos”, disse ele. O frio deve voltar – as temperaturas em Fairbanks estão previstas para cair para abaixo de -29ºC neste fim de semana.

Mas episódios quentes e úmidos provavelmente serão mais comuns no futuro, previu Thoman. “2021 realmente parece ser o ano em que esses eventos extremos de precipitação de fato vieram à tona”, disse ele à BBC.


A Alemanha enfrenta uma quarta onda da epidemia de Covid-19 principalmente entre pessoas não vacinadas, uma situação que preocupa as autoridades do país. O ministro da Saúde, Jens Spahn, defendeu o reforço das medidas de restrição, ontem,  quarta-feira (3), para conter o aumento de casos da doença.

“Atualmente, estamos vivendo uma pandemia essencialmente dos não vacinados, e ela é massiva”, disse o ministro. “Em algumas regiões da Alemanha, os leitos de UTI disponíveis estão ficando novamente esgotados”, afirmou Spahn, em tom de advertência devido à deterioração do contexto sanitário.

O ministro conservador pediu às regiões, que têm competência na área de saúde, endurecerem as regras para os não vacinados em caso de aumento de contágios, como a proibição do acesso a alguns locais públicos ou a exigência de um teste PCR negativo, que são caros no país, contrariamente aos testes de antígeno, bem mais baratos e à venda nos supermercados. Alguns estados alemães, como a Saxônia, no leste, e Bade-Wurttemberg, na região sudoeste, pretendem aumentar as medidas de controle. “Não tem nada a ver com bullying de vacina”, declarou o ministro, “mas com evitar uma sobrecarga do sistema de saúde”, explicou Spahn.

O político conservador também afirmou que deseja acelerar as doses de reforço, recomendadas para pessoas com mais de 70 anos, seis meses após a conclusão do ciclo vacinal.

Imunização insuficiente

A Alemanha voltou a registrar um aumento dos casos de Covid-19. Nesta quarta-feira (3), foram notificados mais de 20.000 novos contágios em 24 horas e 194 mortes, segundo o balanço oficial.

O presidente do instituto de vigilância epidemiológica Robert Koch, Lothar Wieler, confirma a tendência de propagação da quarta onda. Ele disse que “a pandemia avança”, como se temia, “porque o número de pessoas vacinadas não é suficiente”. Wieler também lamentou que as regras de acesso aos locais públicos, como restaurantes e salas de espetáculos, não são aplicadas de maneira correta o tempo todo.

A chanceler Angela Merkel expressou preocupação com os números dos últimos dias e falou que estava “triste” por ver que “entre dois e três milhões de alemães de mais de 60 anos ainda não tomaram a vacina”. De acordo com o instituto Robert Koch, 66,8% dos alemães (55,6 milhões de pessoas) estão completamente vacinados. Com informações da AFP


Não é só com você. Os aplicativos do WhatsApp, Facebook e Instagram estão fora do ar em diferentes partes do mundo. Os três apps, que pertencem ao conglomerado do Facebook, começaram a dar sinais de instabilidade na tarde desta segunda-feira (4), por volta do meio-dia (de Brasília). No site DownDetector, que reúne relatos de falha em aplicativos e redes sociais, há um pico de mais de 8 mil reclamações sobre instabilidade no WhatsApp principalmente no Brasil por volta do meio-dia, mas a falha parece atingir o mundo todo.

Através de sua conta oficial no Twitter, o Facebook confirmou a queda global. “Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar nossos aplicativos e produtos. Estamos trabalhando para voltar ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniente”, disse a empresa.


A partir de hoje (4), as transferências e pagamentos feitos por pessoas físicas entre as 20h e as 6h terão limite de R$ 1 mil. A medida foi aprovada pelo Banco Central (BC) em setembro, com o objetivo de coibir os casos de fraudes, sequestros e roubos noturnos.

As contas de pessoas jurídicas não foram afetadas pelas novas regras. A restrição vale tanto para transações por Pix, sistema de pagamento instantâneo, quanto para outros meios de pagamento, como transferências intrabancárias, via Transferência Eletrônica Disponível (TED) e Documento de Ordem de Crédito (DOC), pagamentos de boletos e compras com cartões de débitos.

O cliente poderá alterar os limites das transações por meio dos canais de atendimento eletrônico das instituições financeiras. No entanto, os aumentos serão efetivados de 24 horas a 48 horas após o pedido, em vez de ser concedidos instantaneamente, como era feito por alguns bancos.

As instituições financeiras também devem oferecer aos clientes a possibilidade de definir limites distintos de movimentação no Pix durante o dia e a noite, permitindo limites mais baixos no período noturno. Ainda será permitido o cadastramento prévio de contas que poderão receber Pix acima dos limites estabelecidos, mantendo os limites baixos para as demais transações.

Na semana passada, o BC estabeleceu medidas adicionais de segurança para o sistema instantâneo de pagamentos, que entrarão em vigor em 16 de novembro. Uma delas é o bloqueio do recebimento de transferências via Pix a pessoas físicas por até 72 horas, caso haja suspeita de que a conta beneficiada seja usada para fraudes.


O aplicativo de mensagens WhatsApp anunciou que a cidade de São Paulo foi escolhida para testar uma nova funcionalidade que permite localizar bares, restaurantes, lanchonetes e outros tipos de empreendimento que usam a plataforma para fazer negócios. A novidade, que será testada exclusivamente no Brasil, será chamada Guia de Negócios e funcionará como uma espécie de mapa de locais recomendados por usuários.

“No momento, o guia está disponível somente para algumas empresas no centro da cidade de São Paulo que vendem produtos e serviços na região, incluindo alimentação, varejo e educação. Com o tempo, esperamos incluir mais categorias e áreas geográficas, e disponibilizar o guia para mais para empresas que usam o app”, informou a empresa em comunicado.

Para as empresas que tiverem interesse em aderir e estejam localizadas no centro da cidade de São Paulo, o WhatsApp disponibilizou um vídeo explicativo para o processo de cadastro.


Oficiais das forças especiais da Guiné afirmaram no domingo, 5, que capturaram o presidente Alpha Condé, conquistaram a capital Conacri e “dissolveram” as instituições, ao mesmo tempo que anunciaram um toque de recolher em todo o país. Este golpe de Estado militar pode tirar do poder um veterano da política africana que se encontrava cada vez mais isolado.

Não foram registradas até então mortes durante o golpe, apesar do intenso tiroteio ouvido pela manhã na capital deste país da África Ocidental, que há meses atravessa uma grave crise econômica e política. O possível fim de mais de dez anos de governo de Condé provocou cenas de júbilo em várias partes da capital.

“Decidimos, depois de prender o presidente, que atualmente está conosco (…), suprimir a Constituição em vigor, dissolver as instituições, e também o governo, assim como fechar fronteiras terrestres e aéreas”, declarou um dos golpistas, em um comunicado publicado nas redes sociais.

Denunciando o “caos” do governo, o chefe das forças especiais, tenente-coronel Mamady Dumbuya, envolvido em uma bandeira guineana, prometeu em rede nacional “lançar uma consulta nacional para abrir uma transição inclusiva e pacífica”.

Os golpistas transmitiram um vídeo do presidente de 83 anos preso. Ao ser questionado sobre se foi maltratado, Condé, de jeans e camisa, sentado em um sofá, nega-se a responder.


Um peão brasileiro, identificado como Amadeu Campos Silva, de 22 anos, morreu após sofrer um acidente durante uma montaria em touro no evento Velocity Tour, nos Estados Unidos. Ele chegou a ser socorrido para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

“É com pesar que informamos o falecimento de Amadeu Campos Silva no Centro Regional Comunitário de Fresno, na Califórnia, onde ele foi transportado após um grave acidente durante montaria na etapa da PBR Velocity Tour”, informou a página brasileira PBR (Professional Bull Riders).

Segundo informações do Uol, Amadeu era uma das maiores promessas dos rodeios no Brasil. Ele, que morava em Altair (SP), foi aos EUA após competir nas etapas brasileiras da PRB em 2017 e 2018. Ao se tornar vice-campeão brasileiro em 2019, ele estreou nos EUA no evento Velocity Tour em Edimburgo, no Texas. Em 2020, ele conseguiu chegar nas finais do mundial e tentava repetir o feito.


© Reuters/TWITTER/DAVID MARTINON/Direitos reservados

O Talibã já controla o aeroporto de Cabul. O grupo extremista ocupou toda a estrutura assim que terminou a saída dos militares dos Estados Unidos (EUA) e declarou o Emirado Islâmico do Afeganistão como uma nação livre e soberana. Os líderes do movimento caminharam pela pista do aeroporto, num gesto simbólico de vitória.

A retirada das forças militares norte-americanas ocorreu por volta da meia-noite, com a saída do último avião C-17 dos Estados Unidos. O momento foi celebrado nas ruas de Cabul com fogo de artifício e disparos de armas.

O Aeroporto Hamid Karzai ficou, agora, sem controle de tráfego aéreo. O porta-voz do Talibã admitiu pedir ajuda ao Catar ou à Turquia para repor as necessidades técnicas do aeroporto. “Os últimos soldados americanos saíram do aeroporto de Cabul e nosso país conseguiu a independência total”, disse Zabihullah Mujahid peloTwitter.

Último voo

O Pentágono anunciou que o último avião C17 norte-americano decolou do aeroporto de Cabul às primeiras horas desta terça-feira (20h29 de segunda-feira em Lisboa). Termina assim a guerra mais longa da história dos Estados Unidos, ficando o país asiático nas mãos dos talibãs ao fim de duas décadas de presença militar estrangeira. No Afeganistão, ficaram cerca de duas centenas de norte-americanos que o Pentágono admitiu não ter conseguido retirar a tempo.

Vinte anos, uma fatura no valor de mais de US$ 2 bilhões, mais de 170 mil mortos – incluindo mais de 40 mil civis – e os talibãs celebram a volta ao poder. Termina assim a mais longa das guerras dos Estados Unidos, iniciada logo após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Washington derrubou o regime talibã em dezembro de 2001, depois de ele ter se recusado a entregar Osama bin Laden, então líder da Al-Qaeda.

“Começou um novo capítulo do envolvimento da América com o Afeganistão. Vamos liderar com a nossa diplomacia. A missão militar terminou”, disse o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken. Ele disse que “menos de 200 norte-americanos” que pretendem abandonar o Afeganistão ficaram no país, garantindo que continuam os esforços para tentar retirá-los nos próximos dias.

Nessa segunda-feira, o general Kenneth McKenzie, líder do comando central dos EUA, informou que foram retirados mais de 123 mil civis nas últimas duas semanas, ou seja, mais de 7.500 civis por dia, após o regresso dos talibãs ao poder na capital afegã.

Agência Brasil


Em uma tentativa desesperada de fugir do Afeganistão após o Talibã tomar o poder no país, pelo menos duas pessoas caíram de um avião militar americano nesta segunda-feira, 16, momentos depois da aeronave decolar do aeroporto de Cabul, revelam vídeos divulgados nas redes sociais.

De acordo com o tabloide The Sun, as duas pessoas caíram de um avião de transporte C-17, da Força Aérea americana. Elas teriam se agarrado ao trem de pouso ou à fuselagem na lateral da aeronave.

Já segundo o jornal britânico The Guardian, no mínimo três pessoas teriam caído do avião. Outro vídeo mostra os corpos de três pessoas — dois homens e uma mulher — caídos no chão do aeroporto Hamid Karzai, de acordo com a publicação.

Pelo menos cinco pessoas morreram durante tumulto no terminal superlotado. Homens, mulheres e crianças foram filmados tentando entrar em aeronaves depois que o grupo radical islâmico invadiu a capital afegã e tomou o palácio presidencial. Aviões dos Estados Unidos foram enviados a Cabul para retirar americanos da cidade.