O conselho tutelar de Itiruçu realiza no mês de maio a Campanha de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o ‘Maio Laranja’. Devido ao período da pandemia, a campanha vem sendo realizada por meio das redes sociais, carro de som e através da imprensa.

Instituído pela Lei Federal 9.970/00, o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, é comemorado todos os anos em 18 de maio, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e adolescentes.

Ao longo de sua institucionalização, o Conselho Tutelar de Itiruçu atua na proteção de crianças e adolescentes, obtendo êxito em casos denunciados com ajuda da sociedade. Através das ações do Conselho em parceria com autoridades policiais e de Justiça, além do poder público, diversas famílias tiveram um caminho para cuidar das crianças e sentirem-se seguranças, tendo o Conselho Tutelar como aliado na causa. Essas parcerias de Sociedade, Justiça e poder público, é o elo que ajuda o combate a exploração de crianças e adolescentes.

Não se cale

Se você souber de algum caso de abuso sexual contra crianças e adolescentes não se omita, denuncie! Disque 100, ou procure o Conselho Tutelar: 073 9 9170-5774.

É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao seu desenvolvimento de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.  O Conselho Tutelar continua de plantão durante o período da pandemia trabalhando em prol das nossas crianças e adolescentes.

O dia 18 de maio

O dia  foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune. “A proposta anual da campanha, que nesse ano comemora o 20º ano de mobilização, é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes”.


Um motociclista foi conduzido a delegacia de Itiruçu após não ter obedecido as orientações do Decreto Municipal do município durante a fiscalização da barreira Sanitária, que fica situada na Guarita da Obra ainda inacabada do Portal da Cidade, próximo a Igrejinha dos Italianos, nesta sexta-feira (15).

De acordo com informações da Polícia Militar, a condução ocorreu quando o indivíduo de iniciais E.G.G., residente no Entroncamento de Jaguaquara, ultrapassou a barreira, após ordem de parada, para efetuar cobranças no município. O cobrador denunciado e posteriormente localizado, sendo apresentado a delegacia territorial, juntamente com o veículo, para adoção de medidas cabíveis.

O serviços de cobranças estão suspensas no município, principalmente  de pessoas oirudas de outras cidades. Do Entroncamento de Jaguaquara, localidade que já apresentou casos de  Covid-19, a fiscalização é ainda maior. Jaguaquara proibiu feirantes do município de continuarem trabalhando na Feira Livre durante o período e, no entanto, os Itiruçuenses irão obedecer, mesmo tentando estabelecer o diálogo para continuarem a atividade.

Furando Barreira

Por outro lado, houve relatos durante a semana de pessoas terem entrado na cidade pela via de acesso de quem trafega na saída para Lajedo do Tabocal, na velha estrada, com alegações de ter sido autorizado a circulação de pessoas e veículos que são do município, caminho utilizado por moradores de outros municípios.

Dever do cidadão

A ação de combate é dever do município estimular e fazer valer as orientações, mas é preciso que cada cidadão colabore com as medidas para o bem coletivo. Desobedecer as medidas, além de ser um crime, é comprovar falta de respeito com a sociedade.


Neste sábado (09), o segundo Pelotão da Polícia Militar de Itiruçu, em forma de homenagem as Dia das Mães, promoveu o ACISO-AÇÃO CÍVICO SOCIAL- distribuindo Cestas Básicas Solidárias, arrecadadas com amigos da Polícia.

A ação, de acordo com a PM, é de sensibilização com a atual crise de algumas famílias na comunidade a qual participa efetivamente na labuta diária.  “O Pelotão busca sempre o fortalecimento na aproximação da Comunidade X Polícia, baseando-se na filosofia da Polícia Cidadã, o que tem sido harmônico. A ação visa amenizar a fome que assola alguns moradores locais, bem como, solidificar a civilidade durante os atendimentos e mostrar que estamos atentos e respeitando os direitos fundamentais do cidadão”, diz o comandante da PM, David Gomes.


Testes rápidos foram realizados em profissionais de saúde após confirmar médica de Unidade com Covid-19.

Depois de confirmar a médica da Unidade Rubens Amaral positivada com Covid-19, a Secretaria de Saúde realizou testes rápidos em 13 profissionais do PSF, localizado no Bairro Itiruçuzinho. De acordo com nota de atualização do Boletim, às 21h deste sábado, todos os profissionais testados que trabalham na Unidade foram negativados para covid-19.: Enfermeira, Agentes Comunitários de Saúde, Recepcionistas, Técnicos de Enfermagem e Auxiliar de Limpeza. Todos devem ser monitorados no período de 15 dias.

Além dos profissionais de saúde, os pacientes serão testados através dos testes rápidos, obedecendo uma relação que já é de conhecimento da Secretaria de Saúde.  A médica Dra. Priscila Meira, testada positiva e que atendeu na Unidade em Itiruçu, mas reside no município de Jequié,  realizou o teste de Imunocromatografia para SARS-COV-2 IgG/IGM no dia 09/05.

Dados de Itiruçu atualizados

O município não registrou casos de Covid-19.

17 Casos descartados através do teste rápido.

02 Casos descartados pelo LACEN.

105 casos em monitoramento (Pessoas que vieram de outras cidades; Pessoas que apresentam sinais e sintomas respiratórios).

242 Pessoas liberadas do monitoramento.

A pessoa que tiverem dúvidas sobre a doença ou apresentarem sintomas do coronavírus, devem acionar o Disque Codiv-19 Itiruçu, através do telefone (73) 99160-4924


A prefeita de Itiruçu, Lorenna Di Gregorio, anunciou, na noite deste sábado, dia 09, que a médica Priscila Meira testou positiva para o novo Coronavírus. No vídeo a gestora anuncia que a Secretaria de Saúde testará todos os profissionais de saúde e pacientes atendidos pela médica, além de quarentena no período de 15 dias.

A Unidade de atendimento é a Rubens Amaral no Bairro Itiruçuzinho. Além de Itiruçu, a médica trabalha no SAMU e no Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié. No momento é apenas uma paciente assintomática e não sente sintomas da doença.Não reside em Itiruçu.

Força para a Dra. Priscila Meira, que seja mais uma nas estatísticas de curadas do Covid-19. Aos profissionais de Saúde de Itiruçu, nossa fé é que não sejam positivados.


Vereador diz que investigados pediram cassação de seu mandato. Foto/Blog Itiruçu Online.

A Câmara de vereadores recebeu na última sessão um pedido inusitado de cassação de um dos vereadores. No entanto, o pedido de cassação não foi aceito e não entrou em votação devido aos relatos desconexos, configurando uma posição pessoal contra o vereador Roberto Silva, o Robertão.

Em pronúncia na tribuna da casa,  o vereador afirmou que a denúncia partiu de uma senhora investigada por alugar um imóvel e receber valores da prefeitura sem prestar os serviços, ou seja, apenas para receber o dinheiro, conforme, segundo o vereador, filmagens e fotos demostram a fraude. O contrato seria para sediar o Programa Criança Feliz, que de fato não funcionava no local.

“Foi uma infundada tentativa levada para a Câmara por uma cidadã de Itiruçu, através do Secretário Bira e do Gabinete da Prefeita, estes últimos denunciados no Ministério Público por ter desviado dinheiro público no abastecimento de veículos e superfaturado notas de peças de carro. Com raiva das denúncias, denunciaram na Câmara que minha pessoa tinha que ter o mandato cassado.   Nunca denunciei a senhora que assinou esse pedido de cassação, mas   sim a Gestão que vem pagando aluguel de imóvel particular jamais usado para fins público. Todos sabem que naquele imóvel funcionou um Mercadinho, mas nunca um órgão público, mas só depois que denunciei é que a Prefeitura colocou uma placa, mesmo assim ainda permanece sem uso público. Isso caracteriza, mais uma vez, desvio do dinheiro público para beneficiar a terceiros. Justamente por ser um Vereador que não me calo diante das irregularidades, estão usando de fatos mentirosos para atingir o mandato que o povo me colocou. Mas, Deus é maior e o Jurídico da Câmara indeferiu o pedido e o Presidente arquivou de imediato. Não vão calar minha boca, e continuarei a denunciar os desmandos que esta administração vem realizando”, comentou o vereador Robertão.

Não assistiu a sessão? Assista abaixo: Caso não consiga, clica aqui.


A profissional de saúde que precisou refazer o exame e comprovar que não estava diagnosticada com Covid-19, testou negativa através do Laboratório Central do Estado da Bahia.  A técnica de enfermagem Alcicleia Oliveira,  havia feito o teste rápido e não deu positivo, mas por apresentar sintomas de rinite alérgica, o Hospital Prado Valadares preferiu seguir o procedimento de verificação e refazer o exame, coletado  no último dia 27/04 através do Lacen.  O resultado foi negativo para Coronavírus e saiu neste domingo, dia 03/05. Agora Itiruçu seguirá com apenas 01 pessoa aguardando resultado.


O município de Itiruçu  apresentou a primeira suspeita de Covid-19. A Informação foi confirmada pela prefeita Lorenna de Gregório, que explicou ser a paciente da área da saúde e trabalhar fora do município. Todos os profissionais que trabalham no Hospital Geral Prado Valadares testaram através do teste rápido e foram negativados, porém, ainda é possível sentir os sintomas depois do 7º  dia e refazer o teste.

De acordo com a gestora, a pessoa foi colocada em isolamento e as demais pessoas da família seguem sendo monitoradas. O resultado sairá em 72h.


Barreira Sanitária começa a higienizar veículos

Itiruçu e Jaguaquara foram os dois últimos municípios a começarem suas Barreiras Sanitárias como medidas de prevenção ao Covid-19, mas, agora estão pegando pesado na fiscalização na entrada de pessoas.

Em Itiruçu há relatos de pessoas sendo barradas para não entrar na sede do município em decorrência de virem apenas fazer visitas e não serviços essenciais. Nesta sexta-feira, dia 24, a prefeitura aderiu ao método de higienização dos veículos e motos que entram na cidade, sendo pulverizados os pneus com produtos específicos que manta o vírus. Todos os veículos que saem da cidade e depois retornam passam pelo mesmo processo.

No município Povoados reclamaram da abertura para as localidades sem fiscalização, como é o caso de Upabuçu. Moradores enviaram diversas reclamações ao Itiruçu Online questionando sobre ações na comunidade para impedir a chegada de pessoas de outras cidades livremente.

A Prefeita Lorenna Di Gregorio, questionada pelo IO sobre as reclamações, disse que a logística de fechamento do Povoado é difícil de acontecer, por ter estradas em diversos pontos e apenas uma barreira não resolveria a questão de fiscalização, conforme é feita na cidade, em entrada única. No povoado fechar geral é impedir a circulação de veículos para as fazendas na circulação interna.

O objetivo de aumentar a prevenção contra o contágio da doença, mesmo que Itiruçu não tenha registrado caso suspeito.