A Prefeitura de Santa Inês, com apoio do Convale, deu iniciou a construção do aterro sanitário, que contará com uma estrutura totalmente orientada pela vigilância sanitária, além de uma grande área de compostagem, dentre muitos outros benefícios para o meio ambiente e comunidade santineense.

Ainda na cidade de Santa Inês, o município realiza em parceria com o Consórcio, a Escavação de aguada para o  Projeto Fazenda Urbana.

No município de Amargosa, a equipe do GAC realizou visita técnica ao Sítio Baixa de Areia de Itachama, para atendimento às demandas de licenciamento no município. A gestão recebeu o apoio da equipe técnica do S.I.M, juntamente com a equipe do GAC e com a Assessora Jurídica Dra. Renata Lima, que  estiveram no município para fazer uma segunda visita no empreendimento de Sr. Francirnei, com objetivo de verificar questões ambientais e oferecer todas as orientações necessárias para adequação do S.I.M.

Orientações para o Serviço de Inspeção Municipal  

GAC – Visita técnica ao Sítio Baixa de Areia de Itachama em Amargosa.

A adesão dos municípios aos Serviço de Inspeção Municipal – SIM-, com orientações do Convale, continua exigindo acompanhamentos e orientações visando o bom funcionamento.   O Consórcio tem dedicado esforços para acompanhar de perto todas as demandas possíveis.

A Equipe Técnica do Programa reuniu-se com a Secretária de Agricultura Municipal Queli Carmelinda, no município de Maracás, pautando estratégias para melhorar a divulgação do SIM no município e, assim, conscientizar não só os produtores, mas à população sobre a importância de consumir produtos que garantem sua qualidade e não traz riscos à vida do consumidor.

Foi discutida a importância de levar a informação a toda população e, sobretudo, buscar apoio dos gestores e das secretarias do município para conscientizar aos produtores que esta lei existe há muito tempo, e que é importante todos se adequem ao Serviço de Inspeção. Com isso terão a garantia de poder, além de vender no município, ainda vender os produtos por todo vale do Jiquiriçá.  Vale salientar que, independente dos produtores no município aderirem ao S.I.M, outros produtos produzidos no Vale e com a certificação em seus produtos, podem ser vendidos sem nenhum problema no município.

Operação Tapa-buracos na BA-026

O Consórcio tem feito possível para diminuir o aparecimento de buracos nas vias do Território, mas devido às dificuldades no fornecimento de emulsão asfáltica pelo Estado, o CONVALE está temporariamente impossibilitado de realizar a operação tá buraco com a massa usual. No entanto, para sanar problemas com buracos em algumas localidades, foi necessária a substituição da emulsão por cascalho.


A Polícia Federal, em ação conjunta com a Controladoria Geral da União (CGU), deflagrou nesta terça-feira (30) a Operação Saturação, para combater o desvio de verbas públicas federais, que deveriam ser empregadas no enfrentamento da pandemia de coronavírus no município de Serrinha, região sisaleira do estado.

A operação, que também chegou em outros estados, cumpriu 12 mandados de busca e apreensão. 7 delas em Serrinha, quatro em Manaus (AM) e uma em Araranguá (SC).

De acordo com a PF, as investigações, iniciadas em novembro de 2020, revelaram a existência de um grupo de agentes públicos municipais que teria desviado milhões de reais ao permitir que o município, mediante dispensa de licitação, contratasse por três vezes empresa de fachada formalmente sediada em Manaus.

Suspeita

O órgão informou ainda que, em março de 2020, a empresa manauara foi contratada pela gestão duas vezes: a primeira para fornecer monitores paramétricos de sinais vitais e bombas de infusão e a segunda para fornecer ventiladores pulmonares. Já em abril de 2020, ela foi novamente contratada, dessa vez para fornecer máscaras de proteção facial.

A PF e a CGU identificaram superfaturamento dos produtos supostamente fornecidos pela empresa e indícios de fraude nos três procedimentos de dispensa de licitação. Investigadores apuram também se os ventiladores pulmonares e bombas de infusão, contratados por R$ 724 mil, foram efetivamente entregues.

“Até o presente momento, diante da indisponibilidade de informações e documentos, desconhecem-se as marcas, as especificações, o estado de conservação e até mesmo a quantidade de ventiladores supostamente fornecidos pela empresa contratada. Não há, portanto, como se aferir se houve sobrepreço”, diz trecho de nota enviada pela PF à imprensa.

“No que se refere aos monitores multiparamétricos, apurou-se um sobrepreço da ordem de 446,27% e suspeita de utilização de empresa ‘noteira’ para inflar o valor desses produtos. Finalmente, quanto às máscaras, apurou-se um sobrepreço de 118%.”, diz uma outra parte do comunicado.

Os crimes sob apuração são os previstos nos arts. 89 e 96, incs. I e V da Lei 8.666/93 (fraude a licitações e sobrepreço/superfaturamento), art. 1º, do Decreto-Lei 201/67 (crime de responsabilidade de prefeito) e arts. 317 e 333 do Código Penal (corrupção passiva e ativa). Do Bnews*.


Em sua primeira entrevista, concedida uma semana após o trágico acidente aéreo que vitimou, no dia 5 de novembro, seu irmão e sua filha, a cantora sertaneja Marilia Mendonça, Ruth Moreira falou sobre saudade, guarda do neto e revelou que a criança ainda não sabe sobre a morte da mãe.

Na casa onde mora com toda a família, Ruth ressaltou a alegria de sua filha e contou o quanto sua risada lhe faz falta.

“Ela sempre ria alto. Tudo dela era muito intenso. A gente consegue ouvir a risada dela no coração da gente porque ela está aqui, em todo canto dessa casa. Ela está aqui, todo pedacinho lembra muito ela”, disse.

A mãe da Rainha da Sofrência contou, ainda, que o neto Léo é a grande motivação para que siga forte, porque ele não deve ser afetado por sentimentos de dor e saudade.

“Ele ainda não entende o que está acontecendo. Para ele, a mãe foi trabalhar, como a gente sempre falou: ‘A mãe está trabalhando…’, contou.

Ruth disse também que ainda não teve tempo de “ter um luto”, já que priorizou questões relacionadas à guarda da criança, que terá os cuidados compartilhados entre ela e o pai, o cantor sertanejo Murilo Huff.

“Nós somos uma família e vamos criar o Léo no mesmo clima aqui, de paz e amor, porque ele vai precisar muito da gente”, garantiu, ao lado do ex-genro.


A Largo Resources (TSX: LGO) (NASDAQ: LGO), mineradora canadense que produz vanádio, em Maracás, a 350 quilômetros de Salvador, anuncia a conclusão de um processo de reposicionamento da marca para Largo Inc. O objetivo é refletir o crescimento e diversificação de negócios da companhia, a partir de um modelo verticalmente integrado com foco no desenvolvimento de tecnologia para armazenamento de energia limpa em baterias de longa duração.

Com a mudança de nome, a Largo formaliza seu foco no desenvolvimento em escala de tecnologia de armazenamento de energia ao lado da produção mineral de vanádio de alta qualidade, que serve como matéria-prima para diferentes aplicações industriais. A mudança da marca inclui atualização do seu site corporativo e a integração do seu negócio de mineração à Largo Clean Energy, subsidiária dedicada à montagem das baterias de fluxo de vanádio, nos Estados Unidos.

Sobre a Largo Inc.

A Largo é uma companhia de armazenamento de energia com foco em conduzir a transição do mundo para um futuro de baixo carbono. De origem canadense, a Largo possui modelo de negócios verticalmente integrado, aproveitando sua vantagem competitiva como um produtor de baixo custo de vanádio de alta qualidade, sob as marcas VPURE e VPURE+, extraídos e beneficiados em sua mina e planta industrial localizada em Maracás, a 300 quilômetros de Salvador, na Bahia. A companhia, de capital aberto, possui ações negociadas na Nasdaq Stock Market e na Toronto Stock Exchange sob o símbolo “LGO”. Para obter mais informações sobre a empresa, visite, clique aqui.


As operadoras Claro, Vivo e TIM arremataram três lotes na faixa de 3,5 GHz, o principal do leilão da tecnologia móvel 5G, realizado hoje (4) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A Winity II Telecom levou a frequência de 700 MHz, e como é uma empresa ainda não detentora de faixa de radiofrequência, o Brasil terá uma nova operadora móvel com abrangência nacional.

O leilão começou nesta quinta-feira e deve terminar só amanhã (5). Ainda serão analisadas as propostas para as faixas de 2,3 GHz e de 26 GHz.

As frequências têm finalidades específicas e em cada faixa as empresas dão os lances em lotes diferentes. Os lances vencedores na faixa de 3,5 GHz foram: R$ 338 milhões (ágio de 5,18%, valor acima do mínimo previsto no edital) da operadora Claro para o lote B1; R$ 420 milhões (ágio de 30,69%) da Vivo para o lote B2; e R$ 351 milhões (ágio de 9,22%) da TIM para o lote B3.

O edital previa ainda um quarto lote na faixa de 3,5 GHz, com abrangência nacional, mas não houve lance. O direito de exploração das faixas será de até 20 anos.

As empresas vencedoras têm compromissos de investimento definidos pelo Ministério das Comunicações e aprovadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e pela Anatel. O objetivo das contrapartidas é sanar as deficiências de infraestrutura, modernizar as tecnologias de redes e massificar o acesso a serviços de telecomunicações do país.

Entre os compromissos estão migrar o sinal da TV parabólica para liberar a faixa de 3,5GHz para o 5G, arcando com os custos; construir uma rede privativa de comunicação para a administração federal; instalar rede de fibra óptica, via fluvial, na Região Amazônica; levar fibra óptica para o interior do país; e disponibilizar o 5G em todos as capitais até julho de 2022.

Faixa de 700 MHz

A Winity II Telecom ofereceu o maior lance, R$ 1,427 bilhão na primeira faixa a ser leiloada, de 700 MHz, de abrangência nacional. O valor pago é 805% superior ao mínimo exigido.

A operadora tem direito à exploração do serviço por 20 anos, que pode ser prorrogado, e prevê o cumprimento da obrigação de construir infraestrutura de cobertura 4G em 625 localidades do país que não têm acesso à internet e em 31 mil quilômetros de rodovias federais.

O 5G é uma nova tecnologia que amplia a velocidade da conexão móvel e reduz a latência, permitindo novos serviços com conexão com segurança e estabilidade, que abrem espaço para o uso de novos serviços em diversas áreas, como indústria, saúde, agricultura e na produção e difusão de conteúdos.

O leilão tem valor de arrecadação total previsto de cerca de R$ 50 bilhões, caso todos os lotes sejam arrematados. Desse total, R$ 10 bilhões serão em outorgas para o governo e os outros R$ 40 bilhões serão utilizados pelas empresas nas obrigações estabelecidas.


Buscando amenizar os impactos econômicos e sociais gerados com a pandemia, nessa   quinta-feira (04), a Fundação José Silveira realizou em Itiruçu a distribuição de cestas básicas a dezenas de famílias carentes do município. A ação ocorreu na 1ª Igreja Batista da cidade.

O ato contou com as presenças do vice-prefeito Júnior Petrúquio e do vereador Jó de Jú, além de pastores de diferentes agremiações religiosas, recebidas pelo pastor Júnior, da Igreja Batista.

Na oportunidade, o vereador Jó de Jú agradeceu à instituição pela iniciativa, afirmando a importância de fortalecer as parcerias a fim de apoiar continuamente as famílias que mais precisam. “Acompanho o trabalho social e de saúde da Fundação José Silveira, ela é um braço direito para à sociedade e temos muito que agradecer a cada serviço prestado. Em Itiruçu já recebemos Feiras de Saúde, que breve estará de volta, além dessa importante ação de hoje”, disse.


O mundo atingiu nesta segunda-feira (1º) a marca de 5 milhões de mortes confirmadas pela Covid, doença que continua fazendo vítimas quase dois anos após o primeiro caso ser registrado em Wuhan, na China. A contagem é da Universidade Johns Hopkins.

Já o número total de casos de Covid registrados desde o início da pandemia ultrapassa os 246 milhões. Por causa da subnotificação de casos e óbitos em diversos países, o número real de vítimas da doença pode ser ainda maior.

O Brasil é o segundo país com mais mortes por Covid registradas no período, com mais de 607 mil vítimas, ainda segundo dados coletados pela Universidade Johns Hopkins. Os Estados Unidos lideram o ranking com mais de 745 mil óbitos.

O avanço da vacinação contra a Covid freou a mortandade pela doença no mundo nos últimos meses, mas a distribuição desigual de imunizantes e a atuação de movimentos antivacina têm prejudicado os esforços para combater a pandemia em diversos países.

De acordo com a plataforma Our World in Data, mais de 7 bilhões de doses de imunizante foram aplicadas em todo o mundo, e 49,3% da população mundial já receberam ao menos uma injeção. Nos países de renda baixa, somente 3,5% das pessoas receberam ao menos uma dose, indicando uma grande disparidade no acesso a vacina.

A crise de Covid e a prevenção de futuras pandemias são temas do encontro do G20, clube das 19 maiores economias do mundo mais a União Europeia, realizado em Roma neste fim de semana. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) representa o Brasil na cúpula.

Na semana passada, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, fez um apelo para que os países do grupo compartilhem imunizantes com nações mais pobres. “Os países do G20 devem cumprir com seus compromissos de compartilhamento de doses imediatamente”, afirmou.


O autor de novelas brasileiro, Gilberto Braga, morreu na noite desta terça-feira, 26, aos 75 anos. Ele sofria de Mal de Alzheimer e estava internado no Hospital Copa Star, em Copacabana, no Rio de Janeiro. Braga comemoraria seu 76º aniversário na próxima segunda-feira, 1º de novembro.

De acordo com o Blog do Ancelmo Gois, o autor vinha sofrendo nos últimos dias de uma infecção sistêmica a partir de perfuração de esófago e não conseguiu resistir as complicações. Gilberto Braga era casado desde 2014, com o decorador Edgar Moura Brasil.

Braga iniciou a carreira em 1972, como roteirista do seriado Caso Especial, transmitido na Rede Globo até 1974. Entre os principais trabalhos do autor, estão “Escrava Isaura” (1976), “Dancin Days” (1978), “Anos Dourados” (1986), “Vale Tudo” (1988), “Rainha da Sucata” (1990) e “Paraíso Tropical” (2007).

O último trabalho de Gilberto Braga foi como autor principal na novela “Babilônia”, transmitida pela Rede Globo no ano de 2015.

Com Paraíso Tropical, inclusive, o autor chegou a ser indicado para o prêmio Emmy Internacional, na categoria de melhor telenovela.

Repercussão

Após a morte do autor, diversos artistas prestaram homenagens e lamentaram a grande perda. Em entrevista por telefone à GloboNews, o ator Tony Ramos exaltou as qualidades de Gilberto Braga e o classificou como um “autor refinado”.

“Acabo de saber dessa triste notícia por vocês, uma pessoa brilhante, inteligente, muito culta. Infelizmente é a notícia que você não quer ouvir, não sabia que ele tinha sido internado como vocês noticiaram agora. Muito triste. Gilberto sempre foi um autor, a obra dele está aí, não precisa eu ficar falando. Essa obra mostra o autor refinado, culto que ele era”, disse Ramos.

Em sua conta no Twitter, o humorista Marcos Veras lembrou que sua primeira participação em teledramaturgias foi na obra Babilônia, dirigida justamente por Gilberto Braga. “Minha primeira novela na Globo foi Babilônia de Gilberto Braga. Fui feliz e sou muito grato pelas cenas do Norberto”.


Localizada no litoral norte da Bahia, a mais ou menos 33 quilômetros de Salvador, a praia Barra do Jacuípe, marcada pelo encontro do rio com o mar, é um dos principais points da região, que antes mesmo do verão já atrai milhares de visitantes.

Mas é preciso ter muito cuidado.

Há quase três anos, em dezembro de 2017, um homem morreu numa colisão entre uma lancha e um jet-ski, cena que pode ser repetida a qualquer momento.

A marinha proíbe a circulação desses veículos aquáticos próximo aos banhistas, mas essa determinação não está sendo respeitada.

O que mais se viu no último feriadão foram inúmeras motos aquáticas circulando em alta velocidade colocando em perigo a vida dos banhistas.

Além disso, há outras dificuldades:

  • Ausência de salva-vidas
  • Barraqueiros cobram consumo mínimo entre R$ 150,00 e R$ 250,00 para visitantes ocuparem as mesas.
  • Ruas estreitas transformadas em estacionamento
  • Estacionamentos particulares cobram R$ 30,00 reais por veículo

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) alerta para alguns tipos de golpe contra aposentados e pensionistas. Essa prática se tornou comum nos últimos anos em várias regiões do país. A maioria das situações ocorre por meio de ligação telefônica aos segurados ou envio de mensagens por e-mail. Além de dados pessoais, os estelionatários também pedem a transferência de dinheiro para a liberação de supostos benefícios. Segundo o INSS, em um desses golpes os criminosos têm se passado por integrantes do Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) visando pedir a transferência de dinheiro para liberar supostos valores de benefícios atrasados.

Eles ligam para o segurado argumentando que ele teria direito a receber valores atrasados de valores pagos pela Previdência Social. Para a liberação do dinheiro, é solicitado que os segurados informem dados pessoais, além de efetuar o depósito de determinada quantia em uma conta bancária.

Falsa revisão de benefício

Outra prática fraudulenta aplicada é a da falsa revisão de benefício. Nesse tipo de golpe, os estelionatários abordam os segurados e afirmam que teriam direito a receber valores referentes a uma falsa revisão de benefícios concedidos em governos anteriores. Também é solicitada a transferência de dinheiro para outra conta para a revisão fraudulenta. Segundo a Previdência, todas as revisões de benefícios são baseadas na legislação e os segurados não precisam fazer nenhum pagamento para ter direito.

Outro tipo de situação é a da falsa auditoria geral da Previdência. Nessa modalidade, os criminosos enviam documentos a segurados convocando para uma Chamada para Resgate. “Segundo o documento, os segurados teriam direito a resgaste de valores devidos a participantes de carteiras de pecúlio que teriam sido descontados da folha de pagamento como aposentadoria complementar”, informou a Previdência Social.

Acrescentou que ela não pede dados pessoais dos seus segurados por e-mail ou telefone e alerta para que ninguém disponibilize esse tipo de informação. O INSS esclareceu que não realiza nenhuma forma de cobrança para prestar o atendimento, nem serviços. Ainda de acordo com a Previdência, a principal recomendação para os segurados é que não forneçam dados pessoais, não utilizem intermediários para entrar em contato com a Previdência e, em hipótese alguma, depositem qualquer quantia para ter direito a algum benefício previdenciário. Caso a pessoa tenha sido vítima de algum tipo de golpe, deve procurar a Ouvidoria e também registrar boletim de ocorrência numa delegacia da polícia civil.