O traficante tentou fugir, mas foi alcançado por guarnições da Cipe Sudoeste, na tarde desta última  quinta-feira (7).  Denúncias de venda de drogas, em Vitória da Conquista, ajudaram equipes da Companhia Independente de Policiamento Especilizado (Cipe) Sudoeste a locarizarem um traficante, na tarde de quinta-feira (7). Com o criminoso foram encontrados entorpecentes e cartões de crédito  clonados.

Com a chegada das guarnições, o traficante tentou fugir pelos fundos de um imóvel, mas foi alçançado. “Importante ação contra esse indivíduo, conhecido por aplicar vários golpes na região”, destacou o comandante da Cipe Sudoeste, major Marcos Paulo Moreira Gonzaga. Com o criminoso foram encontrados 36 porções de cocaínas, 28 cartões bancários, nove trouxas de maconha, 13 celulares, duas máquinas para leitura de cartão e um caderno com anotações do tráfico. O indivíduo e os materiais foram conduzidos para o Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep) de Vitória da Conquista.


Aconteceu, na manhã desta sexta-feira, 8, no auditório da Associação Comercial e Industrial de Jequié (ACIJ), no Centro, a Assembleia Geral Extraordinária para eleição do novo presidente do Consórcio Intermunicipal Médio Rio das Contas (CIMURC). Zé Cocá, prefeito de Jequié, que já foi presidente do Consórcio Público de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Jiquiriçá (CONVALE) e coordenador estadual dos consórcios públicos, teve o nome escolhido pela maioria dos consorciados presentes, assumindo um mandato de dois anos à frente da entidade.

Este ano, votaram os prefeitos de Barra do Rocha, José Luiz Franco Ramos Costa; de Gongogi, Adriano Mendonça Pinheiro; de Ibirataia, Ana Cléia dos Santos Leal; de Itagibá, Marcos Valério Barreto; de Itamari, Everton Borges Vasconcelos; de Jitaúna, o Patrick Lopes; de Ubatã, Vinícius do Vale de Souza; de Apuarema, Jorge Rogério Costa Souza; e de Itagi, Olival Andrade Júnior, que defendeu a escolha de um representante de outro município para presidir o CIMURC, tendo sido voto vencido. Estiveram presentes, como convidados, o prefeito de Lafaiete Coutinho, José Freitas de Santana Junior, o João Véi; e Danilo de Zeu, gestor municipal de Nova Itarana.

O evento foi marcado por discursos de união e de fortalecimento do CIMURC, como ferramenta primordial para a estruturação dos municípios consorciados. Ao final da votação, o novo presidente firmou compromisso para a criação de uma mesa diretora, que passará a ser composta de uma vice-presidência, tesouraria e secretaria. Para estes novos cargos, foram indicados Ana Célia Leal, de Ibirataia; Marcos Valério, de Itagibá; e Vinícius do Vale, de Ubatã.

“Trabalharemos para o fortalecimento da municipalidade através do CIMURC. Os consórcios de infraestrutura são fundamentais para a execução de serviços e obras e, por meio do esforço de cada município participante, contando com o apoio do Governo do Estado, vamos lutar por melhorias estruturais, principalmente na questão das malhas viárias, importante canal de escoamento da produção dos municípios consorciados, entre outras demandas que podem ser resolvidas de forma mais ágil, por meio do Consórcio.”, destacou Zé Cocá, prefeito de Jequié e presidente do Consórcio Intermunicipal Médio Rio das Contas.


O ano de 2021 vai ter calendário com nove feriados nacionais. Além disso, vai ter ainda, feriados estaduais e municipais. Entre os feriados nacionais, os da ‘Paixão de Cristo’ e ‘Proclamação da República’ vão ser prolongados. Em contrapartida, o dia Mundial do Trabalho, comemorado em 1º de maio, vai ser em um sábado.

É bom lembrar que por causa da pandemia, uma portaria publicada na última quarta-feira, 30, no Diário Oficial da União, determinou que o Carnaval, dia 16 de fevereiro, uma segunda feira, e Corpus Christi, 3 de junho, que é uma quinta-feira, não vão ser feriados nacionais, e sim, pontos facultativos no serviço público federal. Em algumas cidades estas datas são consideradas feriados estaduais ou municipais.

Lembrando também que em diversas cidades, o do Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro, é considerado feriado estadual ou municipal, a depender do município.

Feriados nacionais em 2021


O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, foi preso hoje (22), em sua casa, na Barra da Tijuca, e levado para a Delegacia Fazendária, na Cidade da Polícia, onde chegou por volta das 6h35. Também foram presos na mesma operação mais cinco denunciados. O ex-senador Eduardo Lopes não foi encontrado no endereço no Rio de Janeiro. 

Ao chegar à Cidade da Polícia, o prefeito atribuiu a sua prisão a uma perseguição política. “Perseguição política. Lutei contra o pedágio ilegal e injusto, tirei recursos do carnaval, negociei com o VLT. Foi o governo que mais atuou contra a corrupção no Rio de Janeiro”, disse, acrescentando que a sua expectativa agora é por justiça.

O advogado de Crivella, Alberto Sampaio, disse que o prefeito ficou surpreso com a prisão.

As prisões foram realizadas em ação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e da Polícia Civil, e ocorreram no desdobramento da Operação Hades, que apura corrupção na prefeitura da cidade e tem como base a delação do doleiro Sergio Mizrahy.

Os mandados de prisão foram assinados pela desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita, da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Todos os presos vão ser levados à tarde ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, para uma audiência de custódia, marcada para as 15h.

Novo prefeito

O presidente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, Jorge Felippe (DEM), vai assumir a prefeitura, uma vez que o vice de Crivella, Fernando Mac Dowell, morreu em 2018.

Em nota, Jorge Felipe disse que a cidade do Rio de Janeiro não ficará sem comando nestes últimos dias da atual gestão, que termina no dia 31 deste mês. O parlamentar informou que já estava indo para a prefeitura de onde vai tomar as rédeas da situação, cumprindo o que determina a Constituição estadual.

“Como prefeito em exercício, vou orientar a todos os secretários municipais e dirigentes de empresas e órgãos para que mantenham a máquina pública a pleno vapor. Vamos trabalhar com afinco e dedicação até o último dia. Já conversei também com o prefeito eleito Eduardo Paes. A transição vai continuar e vamos fornecer todas as informações necessárias para a nova equipe. Vamos garantir o pleno funcionamento dos serviços municipais até o dia 1º de janeiro. O Rio de Janeiro tem prefeito”, afirmou.


Foto: Reprodução/Blog Marcos Frahm

Uma carreta pegou fogo enquanto transitava na noite desta quarta-feira (16), na altura do KM 649, trecho conhecido como Reta da Coalhada, no perímetro do município de Jaguaquara. Por conta do incêndio, que não resultou em vítimas, a estrada ficou totalmente interditada, sendo o trânsito liberado aos poucos, por volta das 23h, com o monitoramento de equipes da Polícia Rodoviária Federal e Concessionária ViaBhia, mas deve permanecer com sistema pare/siga até a manhã desta quinta-feira, conforme apurou o Blog Marcos Frahm. Ainda não há informações sobre as causas do incêndio que destruiu o veículo, mesmo com os bombeiros do 8ºGBM sendo acionados. No último domingo (13), outra carreta havia sido destruída por incêndio na BR-116, nas proximidades do posto da PRF, em Jequié. *Com informações do Marcos Frahm.


A resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que restabelece os prazos para a regularização das carteiras nacionais de Habilitação (CNHs) vencidas, entra em vigor a partir desta terça-feira, 1º. Segundo a nova resolução, os documentos de habilitação vencidos em 2020 ganharam mais um ano de validade. Com isso, a renovação das CNHs vencidas neste ano ocorrerá de forma gradual, de acordo com um cronograma estabelecido no documento. A medida inclui também a Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC) e a Permissão Para Dirigir (PPD), documento provisório utilizado no primeiro ano de habilitação do condutor. Pelo texto, a renovação ocorrerá com base no mês de vencimento do documento.

Ainda de acordo com a resolução, para fins de fiscalização, qualquer documento de habilitação vencido em 2020 deve ser aceito até o último dia do mês correspondente em 2021. A medida, publicada no último dia 24, revogou uma portaria publicada em março pelo órgão, que suspendeu os prazos para a renovação das CNHs, aplicação de multas, transferência de veículo, registro e licenciamento de veículo novo, entre outros, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Transferências de veículos

A resolução também determina que, a partir de hoje, sejam retomados os prazos para serviços como transferência veicular, comunicação de venda, mudança de endereço, conforme previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).


O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou que não vai bloquear benefícios por falta de prova de vida até janeiro 2021 para os beneficiários que, em condições normais, precisariam ter realizado o recadastramento de senha entre março e novembro ou, ainda, fazer o procedimento em dezembro deste ano.

A prorrogação da liberação da exigência por novembro e dezembro deve ser oficializada nesta segunda-feira, 30, data em que estava prevista a retomada dos bloqueios. Normalmente prova de vida do INSS deve ser feita anualmente, na rede bancária, pelo beneficiário que recebe por meio de conta-corrente, poupança ou cartão magnético. O segurado que quiser ou, eventualmente, for ao banco, poderá fazer a comprovação de que está vivo, segundo o INSS. O órgão ressalta que quem for a uma instituição bancária deve seguir os cuidados recomendados para evitar contágio do coronavírus. Pessoas do grupo de risco devem evitar sair de casa.

Quando a exigência for retomada, quem não comprovar que está vivo tem a renda bloqueada.


Se o consumidor já deve ficar atento com promoções que pareçam muito generosas nesta Black Friday, o cuidado deve ser redobrado se as ofertas forem brindes ou vales-compra gratuitos. Um golpe que vem circulando nos últimos dias tenta se aproveitar da avidez por benefícios nesta data para roubar dados pessoais sem entregar o prometido.

A fraude descoberta pela equipe de investigação e análise da Kaspersky começa com uma mensagem disparada por redes sociais oferecendo uma cafeteira de uma famosa marca de graça, sem sorteio. Para receber o produto, o usuário precisa acessar um link e responder a um questionário – “respondeu, ganhou!”, afirma a mensagem.
Ao iniciar o questionário, o internauta é direcionado para uma outra página, desta vez, falando de um “vale-presente” no valor de R$ 2 mil. A qualificação para o prêmio é condicionada à inscrição de dados pessoais: nome, e-mail, data de nascimento e telefone. Por fim, a vítima precisa selecionar o termo em que aceita que esses dados sejam compartilhados com “patrocinadores” e divulgados pelo organizador.

“Não é possível mensurar quantas pessoas já caíram, mas imagino que sejam muitas, pois a mensagem está circulando massivamente, e coloca condições muito simples para o consumidor: pede dados que ele normalmente não se importa em compartilhar e, mesmo aqueles que desconfiam, podem acabar ‘pagando para ver’, uma vez que imaginam que não têm nada a perder com isso”, afirma Fabio Assolini, analista de segurança sênior da Kaspersky no Brasil.

O especialista explica que essas campanhas são chamadas de phishing (pescaria, em inglês), pois utilizam temas populares como “isca” para induzir usuários a informar seus dados aos golpistas, que irão cometer crimes: fraudes financeiras, compras online fraudulentas, entre outros delitos. Segundo levantamento da Kaspersky, o Brasil é o quinto país mais atacado por phishing no mundo .

No caso deste golpe recém-descoberto, ele explica alguns sinais que evidenciam a fraude, e aos quais o consumidor pode prestar atenção quando receber mensagens de ofertas pelas redes sociais: “Já começa com a URL encontrada, que é um domínio hospedado em site estrangeiro. Isso é feito pelos criminosos para dificultar sua remoção, devido às diferenças na língua e no fuso horário. Outro indício é o fato de, logo no início do questionário, os organizadores pedirem que o participante compartilhe a oferta com os amigos nas redes sociais. Isso permite que não apenas a mensagem seja disseminada, como aqueles que recebam tenham mais confiança, pois irão receber de um contato próximo, um amigo ou um familiar”, acrescenta.

As vítimas deste golpe, segundo Assolini, podem ter prejuízos como o cadastramento de seu número de celular em serviços premium de telefonia (o que acarretará cobranças indevidas nas contas no fim do mês), comercialização por empresas de marketing ou até mesmo clonagem de WhatsApp .

Pelo segundo mês seguido, o país criou empregos formais. Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, 313.564 postos de trabalho com carteira assinada foram abertos no último mês. O indicador mede a diferença entre contratações e demissões. Este foi o melhor resultado para meses de setembro desde o início da série histórica do Caged, em 2010. No acumulado do ano, no entanto, o mercado de trabalho continua sentindo o impacto da pandemia. De janeiro a setembro, foram fechadas 558.597 vagas, o terceiro pior resultado para o período desde o início da série histórica, em 2010. Só perdendo para os nove primeiros meses de 2015 (-657.761 empregos) e 2016 (-683.597).

Setores

Na divisão por ramos de atividade, todos os cinco setores pesquisados criaram empregos formais em setembro. A estatística foi liderada pela indústria, com a abertura de 110.868 postos. O indicador inclui a indústria de transformação, de extração e de outros tipos.

Com 80.481 novos postos, os serviços vêm em segundo lugar. A criação de empregos no setor de serviços quase dobrou em relação a agosto. Em seguida, vem o grupo comércio, reparação de serviços automotores e de motocicletas, com 69.239 novas vagas.

Em quarto lugar, está o setor de construção, com 45.249 postos. O grupo que abrange agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura, abriu 7.751 postos em setembro.

Destaques

Na indústria, o destaque positivo ficou com a indústria de transformação, que contratou 108.283 trabalhadores a mais do que demitiu. Em segundo lugar, veio a indústria ligada ao saneamento e à gestão de resíduos, que abriu 1.446 vagas.

Os serviços tiveram desempenhos opostos conforme o ramo de atividade. O segmento de atividades administrativas e serviços complementares criou 42.349 postos. O setor de atividades profissionais, científicas e técnicas abriu 12.455 vagas.

Segmento mais afetado pelo distanciamento social, o setor de alojamento e alimentação voltou a criar empregos depois de seis meses de demissões e abriu 4.637 vagas. O segmento de educação, no entanto, continua a enfrentar dificuldades e demitiu 8.474 trabalhadores a mais do que contratou.

Desde abril, as estatísticas do Caged não detalham as contratações e demissões por segmentos do comércio. A série histórica anterior separava os dados do comércio atacadista e varejista.

Regiões

Todas as regiões brasileiras criaram empregos com carteira assinada em setembro. O Sudeste liderou a abertura de vagas, com 128.094 novos postos, seguido pelo Nordeste, com 85.336 postos criados, e pelo Sul, com mais 60.319 postos. O Norte abriu 20.640 postos de trabalho, e o Centro-Oeste criou 19.194 postos formais no mês passado.

Na divisão por unidades da Federação, a criação de empregos se disseminou pelo país. Todos os estados e o Distrito Federal abriram postos com carteira assinada em setembro.

As maiores variações positivas ocorreram em São Paulo, com a abertura de 75.706 postos; Minas Gerais, 36.505 postos, e Santa Catarina, 24.827 postos. Os três estados que menos criam postos de trabalho foram Amapá, 450 vagas; Acre, 577; e Roraima, 1.101.