prounir

O MEC (Ministério da Educação) divulgou nesta segunda-feira (2) a primeira chamada de aprovados no Prouni (Programa Universidade para Todos). A segunda lista será divulgada no dia 19 de fevereiro.

Os selecionados devem ir até o dia 9 à instituição para a qual foram aprovados. É preciso levar os documentos que comprovem as informações da ficha de inscrição.

O programa oferece bolsas no ensino superior privado com base nas notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Em 2015, serão ofertadas 213.113 bolsas – 135.616 integrais e 77.497 parciais. As bolsas serão para 30.549 cursos, em 1.117 instituições de ensino superior privadas.

Podem concorrer às bolsas estudantes que cursaram o ensino médio na rede pública ou na rede particular, na condição de bolsista integral. É preciso ainda comprovar renda bruta familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais, no valor de 50% da mensalidade, a renda bruta familiar deve ser de até três salários mínimos.

Para se inscrever, o candidato deve ter participado do Enem de 2014 e obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas. Além disso, não pode ter tirado zero na redação. Outra condição é que ainda não tenha diploma de curso superior.

Professores do quadro permanente da rede pública de ensino que concorrerem a cursos de licenciatura também podem participar do Prouni. Nesse caso, não é necessário comprovar a renda.


alunos

A estudante do segundo ano do ensino médio Mylena Santos Dantas,15, foi aprovada em medicina na UFS (Universidade Federal de Sergipe) e fez a sua matrícula na manhã deste sábado (31).

Sua história teria ganhado mais repercussão se não fosse um colega de turma, ainda mais novo que ela, o menino José Victor Menezes Teles, que tem apenas 14 anos.

O rosto ainda é de menina, típico de uma adolescente. Mas sua nota no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é de “gente grande”:  727,72 nas provas objetivas e 800 na redação, numa escala que vai até 1.000. Ela disse que seu objetivo era buscar uma vaga em medicina em 2016. “Não esperava que fosse este ano. Eu estudava para escola e não direcionei o estudos para o exame. Quando eu vi depois o resultado, nossa!”, comentou sorrindo timidamente.

menina

Mylena atribui à matemática seu bom desempenho no Enem 2014: foram 900 nessa área. “Fiz 800 pontos na Redação, mas como minha nota foi alta em Matemática conseguiu equilibrar e conquistei minha vaga”, explica.

Como não terminou o ensino médio, Mylena teve que passar por um certificação diferenciada — em geral, a prova utilizada é o próprio Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) que lhe garantiu nota na Federal de Sergipe. Uma banca de professores do Colégio de Aplicação da UFS, escola em que estuda, deu o aval para emissão do certificado de conclusão do ensino médio, com uma nota 9,5.

Durante o trote, a garota aproveitou para conhecer José Victor. “Todo mundo já conhece ele. Se duvidar já vai entrar e sair empregado da universidade”, disse a menina em tom de brincadeira. “Pelo menos vai ter alguém mais novo do que eu na turma”. Informes Uol.


amargosa

A Prefeitura Municipal de Amargosa prorrogou até às 23h59min do dia 06/03 (horário local), as inscrições para o preenchimento de 394 (Trezentos e noventa e quatro) vagas do quadro de cargos públicos temporários da área da educação do município.

Ao todo, serão ofertadas 394 vagas para trabalho temporário em cargos no setor de educação. As inscrições podem ser realizadas pelo site www.fundacaocefetbahia.org.br.  De acordo com a organização do certame, as provas estão marcadas para o dia 22 de março, pela manhã. Mais informações sobre o concurso podem ser acessadas no endereço www.amargosa.ba.gov.br.


educacao

A partir desta sexta-feira (30.01), os candidatos selecionados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) devem providenciar a matrícula nas instituições de ensino. O prazo vai até terça-feira (03.02). O candidato deverá verificar, na instituição em que foi aprovado, o local, horário e os procedimentos para matrícula. O Sisu seleciona estudantes para vagas em instituições públicas de ensino com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Nesta edição, o Sisu oferece 205.514 vagas em 5.631 cursos, em 128 instituições. O sistema registrou quase 2,8 milhões de inscritos. Aqueles que não foram selecionados na primeira opção de curso poderão aderir à lista de espera do sistema. Para isso, deverão acessar o boletim pessoal na página do Sisu e clicar no botão correspondente à participação na lista. O prazo de adesão vai até 6 de fevereiro. Os selecionados na segunda opção de curso poderão fazer a matrícula e ainda assim participar da lista de espera para a primeira opção. A lista com os selecionados está disponível na página do programa desde segunda-feira (26.01). Os candidatos em lista de espera serão convocados pelas instituições a partir do dia 11


prouni

O Ministério da Educação abriu nesta segunda-feira (26) as inscrições para bolsas de estudo em faculdades particulares da primeira edição de 2015 do Programa Universidade para Todos (Prouni). A inscrição deve ser feita no site do Prouni. O prazo vai até as 23h59 do dia 29.

São ofertadas 213.113 bolsas, sendo 135.616 integrais e 77.497 parciais. Ao todo são bolsas de 30.549 cursos em 1.117 instituições de ensino superior privadas.

 

Prouni x Sisu

O Prouni é uma alterativa para os alunos que não são aprovados nas universidades públicas pelo Sisu. O programa concede bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de ensino superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.
Mesmo quem é aprovado no Sisu em uma universidade pública em outra cidade ou estado, mas não pode se mudar, costuma optar por fazer uma faculdade particular em seu município com bolsa do Prouni.

O candidato pode se inscrever no Sisu e no Prouni, desde que atenda aos critérios do programa. Mas caso seja selecionado nos dois programas, terá de escolher entre a bolsa do Prouni ou a vaga do Sisu.

Critérios
Para concorrer às bolsas do Prouni, o candidato deve cumprir os seguintes quesitos:
1. Renda:
– Para concorrer às bolsas integrais: renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa
– Para concorrer às bolsas parciais: renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa

2. Escolaridade:
– Não ter diploma de ensino superior
– Ter feito o Enem 2014, tendo obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame e não tendo tirado zero na redação

3. Vida escolar:
– Ter cursado o ensino médio completo na rede pública ou na rede privada como bolsista integral da própria escola OU
– Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola

4. Outros casos:
– Pessoa com deficiência
– Professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, pode concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesse caso, não há requisitos de renda.


ruicosta
O governador Rui Costa apresentou ao ministro da Educação, Cid Gomes, a proposta de criação de um centro de mídia para a produção de material pedagógico e atividades de ensino a distância. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (23), durante visita às instalações do Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador.

De acordo com Rui Costa, o objetivo do centro, que terá investimento estimado em R$ 60 milhões, é ampliar as ações já desenvolvidas no IAT, que completa 31 anos de fundação nesta sexta. “Apresentamos ao ministro a ideia de um centro de mídia que tem a ver com nossa concepção de que a aula precisa acompanhar o conjunto de avanços tecnológicos e ferramentas de mídia com os quais a juventude está envolvida”, disse.

O ministro Cid Gomes disse que o centro de mídia vai dar maior alcance e aperfeiçoar a estrutura do IAT na busca pela melhoria da qualidade do ensino básico. “Vim na Bahia conhecer a experiência do Instituto Anísio Teixeira com a utilização de tecnologias. Isso é uma oportunidade para quase 18 mil baianos que não têm uma escola próxima de casa”.

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

onibusescolar

Foto Divulgação/ Wilson Novaes

O município de Itiruçu recebeu mais um ônibus para ampliar a frota do transporte escolar. O veículo tem  capacidade para 27 passageiros e foi conquistado através do Programa Caminho da Escola, do Governo Federal, em parceria com a Administração Municipal.

Através do mesmo Programa, o município já havia sido contemplado com 02 ônibus.  “Este já o 3º veículo que recebemos através desse Programa em parceria com o Governo Federal. Todos esses veículos vieram do Programa Caminho da Escola, porém, foi necessário o município se mobilizar e encaminhar projetos para que fossemos contemplados. Com mais esse veículo ampliamos a renovação da frota escolar, oferecendo mais qualidade e segurança aos nossos alunos.” Comentou o líder do governo na Câmara, vereador Paulinho.

    O Programa Caminho da Escola, do Ministério da Educação – FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) tem como objetivo renovar a frota de veículos escolares, garantir segurança e qualidade ao transporte dos estudantes e contribuir para a redução da evasão escolar, ampliando, por meio do transporte diário, o acesso e a permanência na escola dos estudantes matriculados na educação básica da zona rural das redes estaduais e municipais.


Sisu divulgação

A partir desta segunda-feira (19), os candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio 2014 (Enem) poderão se candidatar a vagas em instituições de ensino superior públicas pelo Sisu. Nesta edição, o Sistema de Seleção Unificada reúne 205,5 mil postos em 5.631 cursos de 128 universidades e institutos federais.

O período de inscrição vai até as 23h59 do dia 22 de janeiro. A candidatura deve ser feita no site do Sisu.

Quem pode se inscrever

Podem se inscrever no sistema todos os candidatos que fizeram o Enem 2014 e que tenham obtido nota acima de zero na redação.

Algumas instituições adotam nota mínima para que o candidato possa se inscrever em determinados cursos. Nesse caso, o sistema não permitirá a inscrição.

A candidatura é gratuita. O candidato precisa apenas do número de inscrição e da senha do Enem, que pode ser recuperada no site do exame nacional.

O estudante deverá selecionar um curso como sua primeira opção e um segundo curso, que pode ser em universidade diferente, para sua segunda opção.

Lei de Cotas

Em 68 instituições federais que aderiram ao Sisu, ao menos metade das vagas será reservada a estudantes que fizeram o ensino médio em escola pública.

No restante das federais, o percentual deve ser igual ou maior que 37,5% das vagas.

As vagas reservadas para egressos da escola pública são distribuídas a partir do critério racial. Ou seja, deverão ser preenchidas por pretos, pardos e indígenas em proporção à composição da população no Estado em que a instituição está.

No momento da inscrição, o candidato deve escolher se quer concorrer à vaga pela seleção geral ou pelo sistema de cotas. Quem escolher o sistema de cotas deverá comprovar que preenche os requisitos no momento da matrícula.

Notas de corte

Durante o período de inscrição, uma vez por dia, o Sisu calcula a nota de corte (menor nota para ser aprovado) para cada curso com base no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência.

Do dia 19 ao dia 22, o candidato pode mudar suas escolhas a qualquer momento.

Os estudantes podem também consultar as notas de corte do ano anterior para ter ideia de quantos pontos são necessários para ser aprovado em seu curso de escolha.

Resultados

Neste ano, o Sisu fará apenas uma chamada de candidatos aprovados. A divulgação dos resultados acontece no dia 26 de janeiro.

Quem não for aprovado no curso em que se inscreveu pode demonstrar interesse na lista de espera do dia 26 ao dia 6 de fevereiro. Esses candidatos aguardam possíveis vagas remanescentes após o período de matrícula.

A partir do dia 11 de fevereiro, as instituições de ensino superior começam a convocar candidatos da lista de espera.


pisoprofessores

Prefeitos criticam a elevação acima da inflação e defendem a revisão do critério vigente de reajuste do piso dos professores, pois o mesmo tem implicado em aumento muito superior ao crescimento das receitas municipais. Outro fator preocupante é que a estimativa de elevação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para o exercício de 2015 deve ser de 12%. “É uma conta que não fecha”, explica a presidente da UPB, prefeita Maria Quitéria.

O governo federal anunciou nesta terça (6/1) que irá reajustar o piso nacional de professores em 13,01%, e o valor passará a ser de R$ 1.917,78 para docentes de escolas públicas com 40 horas de trabalho semanais. O valor anterior era de R$ 1.697,39. O novo piso entrou em vigor ontem,  terça-feira (6). Os estados e municípios precisam se adequar para pagar o novo salário aos professores já em fevereiro.


vestibular

O Ministério da Educação (MEC) suspendeu o vestibular de 27 cursos de graduação do País. Estão incluídos na lista graduações de seis instituições federais de ensino superior. A medida ocorre porque esses cursos tiveram resultados insatisfatórios no Conceito Preliminar de Curso (CPC) de 2010 e 2013.

Outras 123 cursos tiveram como punição a autonomia suspensa pelo MEC. Eles não podem ampliar vagas ou abrir câmpus ou polos de educação a distância por terem ficado com o CPC 2, considerado insatisfatório – a escala vai de 1 a 5. As medidas foram publicadas no Diário Oficial da União nesta sexta-feira, dia 19. O MEC deve apresentar hoje mais detalhes, com o número de vagas cortadas. Na quinta, 18, o MEC havia publicado os resultados da avaliação de 2013.

Os cursos punidos são de instituições de 14 Estados. Em São Paulo, estão dois: Gestão Ambiental da Faculdade Anhanguera de Tecnologia, de São Bernardo, e o mesmo curso da Faculdade de Paulínia.

O CPC é calculado com a nota do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) de cada área, além de avaliações de corpo docente, infraestrutura e recursos didáticos, entre outros pontos. A cada ano, o MEC avalia um conjunto de cursos, analisando as mesmas graduações a cada três anos.

Confira a lista de cursos com vestibular suspenso:

1 – UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS – MEDICINA VETERINÁRIA – JUIZ DE FORA (MG)

2 – UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS – GESTÃO AMBIENTAL – JUIZ DE FORA (MG)

3 – UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE – EDUCAÇÃO FÍSICA – RIO BRANCO (AC)

4 – UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE – SERVIÇO SOCIAL – NITERÓI (RJ)

5 – UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS – EDUCAÇÃO FÍSICA – MACEIÓ (AL)