O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 tem abstenção de 51,5% dos candidatos inscritos, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Do total de 5.523.029 inscritos para a versão impressa do Enem, que começou a ser aplicada hoje (17), 2.842.332 faltaram às provas.

Segundo o ministro da Educação, Milton Ribeiro, a abstenção recorde se deve principalmente ao medo da pandemia e a campanhas contrárias à realização do exame. Apesar disso, considera a aplicação vitoriosa. No ano passado, a abstenção no primeiro dia do Enem foi 23%. “Fico satisfeito com o que fizemos no meio de uma pandemia”, diz, “[Quero] qualificar o Enem no meio de uma pandemia como algo vitorioso para não atrasar mais a vida de milhões de estudantes”. Em 2009, o segundo ano de aplicação do Enem com a maior abstenção, a porcentagem de inscritos que não compareceram foi de 37%.

Foram eliminados do exame 2.967 candidatos por não respeitarem as regras do Enem, entre elas, não cumprirem as medidas de segurança para evitar o contágio pelo novo coronavírus, como usar máscara cobrindo a boca e o nariz durante toda a aplicação. Ao todo, 69 participantes foram afetados por questões logísticas, como emergências médicas, falta de energia elétrica, entre outros. Os dados tanto de presença, quanto das eliminações, segundo o presidente do Inep, são preliminares.

Sintomas
Nesta edição, por conta da pandemia do novo coronavírus, participantes que apresentassem sintomas da covid-19 ou de outras doenças infectocontagiosas não deveriam comparecer ao exame. Esses participantes podem acionar o Inep e solicitar a reaplicação, que será nos dias 23 e 24 de fevereiro. Até o momento, 10.171 participantes pediram reaplicação. Desse total, o Inep aceitou o pedido de 8.180.

Quem apresentou sintomas hoje (17) ou ontem (16), pode solicitar a reaplicação, mediante a apresentação de laudo médico e documentos comprobatórios entre os dias 25 e 29 de janeiro.

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, explica que a partir de amanhã (18), os participantes que apresentarem sintomas devem notificar o Inep e, mesmo que tenham feito a prova no primeiro dia, não devem comparecer ao segundo dia de aplicação, que será no próximo domingo (24). Eles terão direito a reaplicação.

Reaplicação
Estudantes relataram neste domingo que foram impedidos de entrar nos locais de aplicação porque as salas estavam cheias e seria preciso respeitar o distanciamento entre os participantes. Questionado, Lopes diz que a situação está sendo apurada. Esses participantes também terão direito a fazer a prova na data da reaplicação. Segundo o presidente, esse casos foram relatados em 11 locais de prova em Florianópolis (SC), Curitiba (PR), Londrina (PR), Pelotas (RS), Caxias do Sul (RS) e Canoas (RS).

Também terão direito a reaplicação os 160.548 estudantes que fariam a prova no estado do Amazonas, 2.863 em Rolim de Moura (RO) e 969 em Espigão D’Oeste (RO), por conta dos impactos da pandemia nessas localidades. Ao todo, segundo o ministro da Educação, foram quase 20 ações judiciais em todo o país contrárias à realização do Enem.

O Enem começa a ser aplicado hoje (17) na versão impressa. Os estudantes fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e de redação. A prova segue no próximo domingo (24), quando serão aplicadas as provas de matemática e ciências da natureza. Este ano, o exame terá também uma versão online, que será aplicada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.


O governo da Bahia prorrogou o decreto que suspende shows e aulas nas unidades de ensino das redes públicas e privadas em todo o Estado. A prorrogação será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado, 16, sendo válida até 30 de janeiro de 2021.

O decreto proíbe ainda a realização de atividades com público superior a 200 pessoas, como passeatas, feiras, circos, eventos científicos, desportivos e religiosos. Shows e festas, públicas ou privadas, seguem proibidos independentemente do número de participantes.

Já as cerimônias de casamento e solenidades de formatura podem ser realizadas, no entanto, limitadas apenas a até 200 pessoas. Contudo, a parte festiva desses eventos ainda não está permitida.


Buscando o cumprimento das metas do seu plano de governo, apresentado durante a campanha eleitoral, o prefeito de Jequié, Zé Cocá, iniciou o diálogo para a elaboração do Edital de convocação para eleição direta de diretores das escolas municipais. Nesta segunda-feira, 11, aconteceu, no gabinete da Secretaria Municipal de Educação, uma reunião que contou com a participação da professora Elvia Sampaio; da diretora geral do Núcleo Territorial de Educação (NTE 22), Thaisa de Farias Pereira; do assessor da Secretaria de Governo, Marlon Pereira Santos; da vereadora Maria Aparecida Souza Santos, Professora Cida; da vice-diretora da APLB-Sindicato, Ângela Menezes; e da equipe técnica da Secretaria Municipal de Educação.

A proposta simboliza um avanço para o setor educacional do município e dispõe sobre a eleição direta para diretores das escolas públicas do Sistema Municipal de Ensino que, quando for efetivada, vai instituir uma gestão democrática nestes espaços e a participação no processo eleitoral será assegurada aos profissionais interessados em candidatar-se à respectiva função, desde que sejam professores efetivos do quadro municipal.

“Estamos iniciando esse diálogo e queremos implementar isso o mais breve possível, pois sabemos dos resultados positivos e significativos que esta mudança ocasionará. A gestão democrática nas unidades escolares é um compromisso do nosso plano de governo e, quando acontecer, será a concretização de um grande projeto de modernização que colocaremos em execução, contando com a participação de todos os segmentos da comunidade escolar. Todos nós sabemos que atualmente para estar na direção de uma unidade escolar exige-se qualificação e competência técnica e, por meio da convocação para eleição direta, independente de quem ganhar, vamos saber que tem competência para exercer a função, com dedicação e muita vontade de fazer as transformações que a escola e a comunidade escolar precisam.”, destacou o prefeito de Jequié, Zé Cocá.


Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 devem estar atentos às regras para evitar o contágio pelo novo coronavírus. As medidas que devem ser adotadas tanto na aplicação do Enem impresso quanto do Enem digital estão previstas nos editais dos exames, e o descumprimento poderá levar inclusive à eliminação dos candidatos.

A máscara de proteção facial será item obrigatório nesta edição do Enem. Além de precisar apresentar um documento oficial original com foto e de ter uma caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, quem não estiver de máscara não poderá fazer a prova.

Dentro de sala, os estudantes deverão permanecer com a máscara durante toda a realização do exame. O edital prevê que a máscara deve ser usada da maneira correta, cobrindo o nariz e a boca. Caso isso não seja feito, o participante será eliminado. Os candidatos poderão levar máscaras para trocar durante a aplicação, seguindo a recomendação de especialistas da área de saúde.

O equipamento de proteção poderá ser retirado apenas para a identificação dos participantes, para comer e beber. Toda vez que retirarem a máscara, os participantes não devem tocar na parte frontal dela, e devem, em seguida, higienizar as mãos com álcool em gel próprio ou fornecido pelo aplicador. As mãos devem ser higienizadas também quando os participantes forem ao banheiro e no decorrer do exame. 


Foto/Divulgação.

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) publicou, nesta terça-feira (5), no Diário Oficial, o aviso de licitação para a ampliação e adequação de escolas localizadas nos municípios do interior do estado, incluído Planaltino, no Vale Jiquiriçá, com um investimento de R$ 4.966.386,09 milhões, o Colégio Estadual Manoel José de Andrade receberá ampliação com guarita, cobertura de quadra, vestiário e 10 salas de aula.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou que o investimento busca modernizar as escolas para aperfeiçoar a prática pedagógica. “As escolas, situadas no Baixo Sul, Vale do Jiquiriçá, Velho Chico e Rio Corrente, vão ganhar uma nova estrutura para atender aos estudantes dos territórios. Com essas ampliações e adequações, essas unidades estarão dentro do padrão de qualidade que o governador Rui Costa acredita como essencial para a qualificação na formação dos baianos”.

Leia o aviso de licitação (https://bit.ly/3pOxyBn)


Os locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, de acordo com o cronograma, serão divulgados nesta terça-feira, 5, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que vai disponibilizar pela internet o Cartão de Confirmação de inscrição, através da Página do Participante e no aplicativo do Enem. Ao todo, 5.783.357 inscrições foram confirmadas.

As provas do Enem 2020 foram adiadas por conta da pandemia de Covid-19 e serão, agora, realizadas nos dias 17 e 24 deste mês (versão impressa). E na versão digital, serão realizadas nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

O Cartão de Confirmação da Inscrição do Enem traz as informações pessoais do participante, como CPF, o número de inscrição, o local de prova, com endereço e número de sala, as datas e o os horários, a língua estrangeira e o tipo de atendimento solicitado no ato da inscrição da prova.

Embora não seja obrigatório, o Inep recomenda que o participante leve o cartão nos dias de aplicação das provas.

Neste ano, será obrigatório o uso de máscara durante toda a aplicação do exame. A recomendação é que os candidatos levem outra máscara, para trocá-la durante o exame, seguindo as orientações do Ministério da Saúde. Os participantes devem também manter distância uns dos outros. O Inep também definiu regras específicas para evitar aglomerações e reduzir o risco de contágio. Os casos deferidos pelo órgão poderão participar de uma reaplicação do exame nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2021.

No caso de infecção por Covid-19, o candidato deverá comunicar a sua condição por meio da Página do Participante, até um dia antes da aplicação do exame. Na página, deverá ser anexado o laudo médico com o diagnóstico e descrição da condição, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10). No documento, deve constar o nome completo do participante, além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento.

Com o tempo, o Enem se tornou a principal porta de entrada para o ensino superior, sendo sua nota utilizada para seleções como o Prouni e Sisu.


A Secretaria da Educação do Estado (SEC) publicou, nesta terça-feira (5), no Diário Oficial, o aviso de licitação para a ampliação e adequação de escolas localizadas nos municípios de Ituberá, Planaltino, Presidente Tancredo Neves, Cocos e Carinhanha. No total, serão investidos R$ 26.478.218, 25 milhões, que vão proporcionar às unidades escolares uma infraestrutura de alto padrão, com cobertura de quadra, vestiário, novas salas de aula, biblioteca e laboratórios, entre outros.
>> Leia o aviso de licitação (https://bit.ly/3pOxyBn)
O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou que o investimento busca modernizar as escolas para aperfeiçoar a prática pedagógica. “As escolas, situadas no Baixo Sul, Vale do Jiquiriçá, Velho Chico e Rio Corrente, vão ganhar uma nova estrutura para atender aos estudantes dos territórios. Com essas ampliações e adequações, essas unidades estarão dentro do padrão de qualidade que o governador Rui Costa acredita como essencial para a qualificação na formação dos baianos”.
Com investimento de R$ 9.747.122,32 milhões, o Colégio Estadual Maria Xavier de Andrade Reis, em Presidente Tancredo Neves, ganhará ampliação com 20 salas de aula, cobertura de quadra, vestiário e auditório, além de adequações no laboratório de ciências, biblioteca e refeitório.
O colégio estadual no município de Cocos, por sua vez, terá ampliação com 10 salas de aulas, guarita, auditório, cobertura de quadra e vestiário, assim como adequações do laboratório de ciências, biblioteca e cozinha ampla com refeitório, em um investimento de R$ 6.249.913,96 milhões.
Já em Planaltino, com um investimento de R$ 4.966.386,09 milhões, o Colégio Estadual Manoel José de Andrade receberá ampliação com guarita, cobertura de quadra, vestiário e 10 salas de aula. Em Ituberá, o colégio estadual terá um investimento de R$ 2.818.111,13 milhões e ganhará uma ampliação com guarita, pavimentação do pátio externo, refeitório, vestiário, além de manutenção civil e elétrica.
E em Carinhanha, o colégio estadual receberá, um investimento de 2.696.684,75 milhões, com a cobertura da quadra, vestiário e auditório, assim como adequações da cozinha e manutenção civil e elétrica.
Foto: Divulgação

Prefeita deixará prefeitura sofrendo nota de repúdio da classe de professores. Foto/Divulgação.

Nem nas últimas horas frente ao município de Lajedo do Tabocal a prefeita Mariane Fagundes (PDT) agradou. Depois de espalhar na imprensa que deixa a prefeitura garantindo ter cumprido compromissos com a classe dos professores, de imediato, a gestora foi desmentida através de nota do Sindicato dos Professores – A APLB-.

Na Nota a APLB afirma que a prefeitura não honrou em nenhum ano de seus quatro aos de gestão o compromisso com a classe, que desvalorizada, passou quatro anos  protestando contra o governo municipal para iniciar o pagamento do Piso, havendo perdas para a classe pela postura de desvalorização na educação.

Confira nota abaixo:

Os professores de Lajedo do Tabocal  vem a público repudiar publicação do Blog Alerta Jequié onde a Sra. Mariane Fagundes prefeita do Município se manifesta em ter “honrado o compromisso e os professores terão pagos TODOS os valores correspondentes ao retroativo do piso salarial”.

Tal afirmativa não corresponde a verdade, todos os anos os professores e professoras tiveram perdas em seus vencimentos  no que se refere a integralização do piso salarial. A saber:

2017- piso começou a ser pago em dezembro de forma parcelada terminando em janeiro e fevereiro de 2018.

2018- piso começou a ser pago em outubro

2019- piso começou a ser pago em julho

2020- piso começou a ser pago em setembro.

Vale acrescentar que o retroativo do piso de 2020 a que se refere a prefeita não foi pago na sua integralidade como afirma, mas com desconto de direitos básicos como AC e Regência.  O que acarretou enormes prejuízos à categoria.

Diante do exposto , diante de tamanho descaso com a educação e desrespeito aos profissionais da educação, repudiamos veementemente o ato da prefeita e da secretária de educação em divulgar que esta gestão cumpriu o piso salarial do magistério. A gestão sim trouxe inúmeros prejuízos à categoria e sim nunca houve respeito pelos professores e professoras do município.


A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) encaminhou ofício ao Ministério da Educação (MEC) solicitando o adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para o mês de maio de 2021. As provas, na versão impressa, estão marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021 e, na versão digital, para 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Esta é a segunda vez que a SEC envia ofício ao MEC e também ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), órgão responsável pela execução do ENEM, requerendo a prorrogação da aplicação do exame.

No ofício atual, o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, aponta o aumento expressivo das taxas de contaminação pelo novo Coronavírus, que teve crescimento recente acentuado em todo território brasileiro. “Entendemos que não é razoável expor milhões de estudantes ao risco de aglomeração e contaminação quando o adiamento das provas – não falamos em cancelamento – terá impactos financeiros e logísticos administráveis e plenamente justificáveis face ao valor incalculável de tantas vidas”, afirmou o secretário.

Jerônimo lembrou também que o quadro de desigualdade econômica, ainda mais evidenciado pelo contexto de suspensão das aulas, coloca em situação de desvantagem os estudantes com menor acesso aos bens de consumo e de cultura e que precisam de mais tempo para a preparação. “Reiteramos todos os argumentos que apresentamos anteriormente ao INEP e ao MEC, notadamente, o incentivo que o ENEM representa para os estudantes concluintes da escola pública que sonham ingressar no Ensino Superior. Esta geração já vem sofrendo as consequências, no curto prazo, dessa tragédia mundial e não podemos, como gestores de políticas educacionais, comprometer também suas perspectivas de médio e longo prazos”, acrescentou. Só na rede estadual de ensino,  neste ano, 67 mil estudantes se inscreveram para fazer o ENEM.


O isolamento social – medida adotada para combater a propagação do novo coronavírus – pode trazer alguns prejuízos no desenvolvimento da fala e linguagem das crianças obrigadas a ficar em casa devido à pandemia, alertam especialistas. “Principalmente pela falta de estímulos ambientais e sociais que estavam anteriormente expostas, como por exemplo, na escola, saída com amigos e passeios em família”, explica a fonoaudióloga e especialista em linguagem Lilian Papis.

Mesmo com a reabertura das escolas, muitos pequenos mantiveram sua rotina em casa com os pais trabalhando em home office ou sob os cuidados de outros adultos. Agora, com as férias escolares e o aumento do número de casos de covid-19, muitos pequenos voltarão a ficar exclusivamente em casa o que deve aumentar o uso de aparelhos eletrônicos como tablets, celulares ou computadores para distrair e entreter as crianças que acabam ficando privadas da comunicação verbal.

“Pode começar a haver atrasos no desenvolvimento oral, como também gráfico, dificuldades auditivas, tanto periféricas, pelo alto volume ou uso excessivo de fones de ouvido, como também de atenção e concentração e processamento auditivo central”, aponta a fonoaudióloga. Os meses de quarentena em casa provocaram mudanças nos hábitos até mesmo das crianças que não tinha uma rotina escolar, pois os parques, clubes, praças e áreas de lazer foram fechados para evitar aglomerações.