Prefeita acompanha apresentação de quadrilhas na Praça do Forró.

No último dia do São Pedro de Itiruçu, à noite de domingo (30),  a prefeita Lorenna Di Gregorio comemorou a realização da festa cultural do município, dando, sobretudo, ênfase nas apresentações dos artistas locais, que, para a gestora, não ficou devendo nada para as grandes atrações que subiram no palco do Forró. Lorena qualificou a festa como tranquila e brilhante.

Clique aqui e confira a cobertura completa do Evento na Carlo Magnum. 

– “Foi uma festa perfeita. Não tivemos nenhum inconveniente ou problemas durante os três dias do São Pedro. Montamos uma mega estrutura de som, iluminação e decoração que ficou linda. As bandas mais uma vez surpreendendo, principalmente as da cidade, que já espera que fossem fazer grandes apresentações, mas realmente superaram minhas expectativas e foram brilhantes. Se eu pudesse, faríamos uma festa apenas com bandas da cidade, mas enquanto gestores somos cobrados por grandes atrações, as consideradas caras no mercado, inclusive, fomos cobradas pela demora na divulgação da grade do evento. Quando as pessoas perguntavam sobre as atrações eu respondia dizendo que, sem dúvida, a maior atração do São Pedro é o folião, mas graça a Deus realizamos uma festa bonita com grande público e as bandas de Itiruçu não ficaram devendo nada as de fora. Quero agradecer ao governo do estado, a Bahiatursa pelo apoio em mais um ano de nossa festa. A Polícia Militar também por ajuda garantir a segurança e permitir que nosso São Pedro ocorre tudo em paz”,- disse a prefeita ao Itiruçu Online.

Quadrilhas:

Na tarde de domingo o município assistiu a volta da Quadrilha Jacutinga, ação coordenada pela diretora de cultura do município com ajuda de amigos e a inclusão de jovens no Projeto. A praça recebeu grande público para prestigiar as apresentações, que além da Quadrilha Itiruçuense, contou com outra belíssima apresentação da Quadrilha Jaguaquarense, que arrancou aplausos do público. No Sábado, dia 29, abriu as apresentações das Quadrilhas a Rala

“Sabia que a quadrilha estava se preparando e tinha certeza que seria uma brilhante apresentação. Quero parabenizar nossa diretora de Cultura, Gilvania Pureza, pela iniciativa de resgatar a tradição da quadrilha. Fiquei surpresa como a população abraçando o projeto e vindo assistir na Praça com olhares parados prestigiando e aplaudindo. Parabéns aos nossos jovens que também abraçaram e fizeram uma belíssima apresentação”, disse Lorena.


A Prefeitura do Planaltino realiza desde o dia 20 o São João da cidade, que começou com abertura da Vila Junina. O São João só termina amanhã na sede do município. Nos povoados a festa só termina no dia 12 de julho. O tema trabalhado na edição 2019 é o Cordel, dando a cidade o titulo de: Cidade em Cordel; com decorações tipicas ao tema.

“O São João é uma das principais festas da Cidade de Planaltino. Não podemos deixar a cultura popular morrer. Ela precisa ser preservada e esse é um dos grandes objetivos desse evento. Dentro da nossa tradição, cultura e economia, temos a festa Junina como umas das fontes para aquecer a economia Planaltinense. Estamos impulsionando o desenvolvimento e gerando renda”, explicou Zeca Braga.

A grade de atrações foi confirmada pelo município, com destaque para Peruano Cavaleiro, Forrozão, Papazoni, Filomena Bagaceira, Nenho, Fabinho, Banda Magnatas, ED Rossi, Pizada Forrozeira e Cigano Cantador. Os festejos contam também com os artistas: Periquitos do Forró, Marcos Luiz, Zezé dos Teclados, Roque Sanfoneiro, Luba e Adriano Sax, Pegada R, Cravo com Mel, Manoel Mathias, Maurício Santos e JL do Forró.

Nesta segunda acontece, a partir das 13h, o famoso Jegue Trio, atração do São João de Planaltino que atrai turistas de várias cidades baianas. Às 13h Ed Rossi abre os festejos. Às 17h é a vez de Peruano animar os festejos. Logo após, às 19h assume o público PAPAZZONI.  JL do FORRÓ fecha a programação de domingo.


O departamento de Cultura de Itiruçu irá promover no próximo domingo, dia 30, durante os festejos de São Pedro, o resgate da Quadrilha Jacutinga, fazendo uma homenagem a Rua mais animada da cidade e às personagens que se envolviam nos festejos do antigo Barracão de João Batista.  Serão lembrados músicos artistas que levantam o nome do município, entre outros. É a juventude se resinificando com o tradicional.

Em Itiruçu as quadrilhas eram movimentos significativos quando os festejos tinham menores proporções, com o passar dos anos a cultura de apresentação de quadrilhas foi sendo escassa. De fato, tradições precisam retornar com força aos festejos populares e iniciativas desta natureza precisam do prestigio do público Itiruçuense, como forma significativa de incentivar cada vez mais a participação dos jovens, adultos e idosos em ações culturais.

No Vídeo abaixo, integrantes da quadrilha convidam os munícipes para assistirem a nova quadrilha Jacutinga, que promete muita animação na Praça do Forró durante a tarde de domingo.

Esta é uma tradição que permanece há séculos, cuja atribuição é dada a uma dança típica realizada pelos franceses campesinos durante as comemorações. No Brasil, ela começou a ser praticada pelos nobres em suas festas e acabou sendo incorporada à tradicional festa junina. Pares de casais são formados e eles dançam fazendo e desfazendo os pares. Muito comum nas regiões interioranas, hoje é motivo inclusive de concursos realizados nas comemorações juninas. Grupos acabaram se tornando especialistas nas danças que sempre acontecem ao som de músicas folclóricas. Boa sorte aos novos integrantes em Itiruçu.


Programado para acontecer entre os dias 28, 29 e 30 de junho, o São Pedro 2019, em Itiruçu, já possui algumas das atrações confirmadas. Ao todo, mais de 12 atrações devem se apresentar na Praça Gilberto Scaldaferre.

Nesta sexta-feira (14) o município confirmou o Show da Amazonense Marcia Fellipe, conhecida como “a fenomenal”, que é apontada como a nova voz do forró eletrônico, acumulando passagens por várias bandas, como Companhia do Forró, Aviões, Garota Safada e Forró do Muído. A cantora irá fechar os festejos, com data confirmada para o domingo, dia 30.

Além da Amazonense, a festa contará ainda com bandas locais, a exemplo de Déa Oliveira, Keylla Batista, Sete Love, Taine e Dan, Toque Novo, dentre outras a serem confirmadas pela organização do evento público.

Forrós alternativos

A cidade ainda possui como atrações os Forrós alternativos, onde o folião pode comprar seu acesso para curtir outras atrações. O Forró Coffe é o preferido, realizado nas dependências da Fazenda Nova Itália, tem atraído um público fiel em todas as suas 17 edições, e vem agregando a cada ano novos frequentadores interessados no forró tradicional. Em 2019 as atrações são: Wesley Safadão, Harmonia, Dorgival Dantas, Saia Rodada e a dupla Guto e Flavinho. A festa acontece no sábado, 29.

Forró Tio San

Outra festa para o folião escolher acontece na tarde do dia 30. A atração Dedé da Paraíba, Keylla Batista e Vitor & Diogo, são as atrações. O Forro nasceu homenageando o empresário Santino D’Tônio, de onde nasce o Tio SAN.


Foto: Filipe Lacrose

O São João de Jequié (distante de Salvador 368 km), conhecida popularmente como Cidade Sol, que acontece entre os dias 19 a 23 de junho, na praça Rui Barbosa, na tradicional Vila Junina, já está com esquema de segurança pronto. A cidade comemora a redução de 66,7% nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) no quadrimestre, comparado ao mesmo período do ano de 2018, passando de 30 para 10.

Segundo o comandante do 19º Batalhão de Polícia Militar (BPM/Jequié), tenente-coronel Itamar Gondim, as guarnições manterão as mesmas técnicas de policiamento do ano passado. “Trabalharemos com 40 policiais por noite, além de um capitão e tenente. Teremos também quatro portões de segurança, um em cada entrada”, disse. A iniciativa tem o objetivo de evitar a entrada de armas e drogas na festa. Segundo o titular da 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Jequié), delegado Fabiano Aurich, as prisões continuam acontecendo. Entre elas, relembra a captura de dois integrantes do Baralho do Crime da SSP na capital paulista, em ações conjuntas com a Polícia Civil de São Paulo.

Rivais na disputa pelo domínio do tráfico no município, Jesiel Miranda Campos, o ‘Bolo’, que ocupava a carta Rei de Copas, Carlos Henrique Santos Silva, conhecido como ‘Cumpadre’, que preenchia o espaço de Rei de Paus do Baralho do Crime da SSP foram presos numa mesma semana, em maio. Juntos eles acumulam dezenas de homicídios na cidade.

As investigações nunca pararam. Estamos cumprindo mandados de prisões de outros homicidas e traficantes. Esses foram alguns dos motivos para que os crimes diminuíssem na cidade”, disse o delegado.


O Município de Jaguaquara já conhece as atrações de seu São João 2019. Neste ano a preparação foi antecipada, definindo com antecedência o tema e os preparativos dos festejos, que homenageará à Força da Mulher Nordestina, focando no tema Maria Bonita, que conta a história de Maria Gomes de Oliveira, a Maria Bonita.  Mulheres Jaguaquarense também serão homenageadas durante os festejos, com data de início no próximo dia 12 com a Vila Junina.

Os shows municiais com as principais atrações ocorrerão entre os dias 21 e 24.

Durante entrevista na programação da TV Band Bahia, o prefeito Juliano Martnelli contou para o público baiano detalhes dos festejos no município. Confira no vídeo acima.

Dentre as atrações divulgadas estão: Jonas Estigado; Walkyria Santos, ex-vocalista da Banda Magníficos; Lauana Prado, autora da música Cobaia; Raneychas, dentre trações locais e regionais que estarão na grade do evento.

O prefeito também destaca a realização do São João no Distrito do Entroncamento, que conta com uma estrutura de grande festa nas mesmas datas dos shows na sede do município.


A oitava etapa do Festival Conexão Musical acontece próximo final de semana na cidade de Jaguaquara.

O caminhão amarelo do festival musical mais redondo do Brasil segue viagem pela Bahia, e no próximo final de semana chega a Jaguaquara, cidade situada no território de identidade do Vale do Jiquiriçá, para realização da oitava etapa da turnê que vem animando o interior baiano. O evento itinerante que é patrocinado pela SKOL já passou por Madre de Deus, São Sebastião do Passé, Cachoeira, Santo Amaro, Itaparica, Ipirá e Ruy Barbosa vai desembarcar muita cultura e alegria em Jaguaquara nos dias 05 e 06 de abril.

Os shows acontecem no caminhão-palco, na Praça J J Seabra a partir das 18h. Na primeira noite de festa, sexta feira (05), quem sobe ao palco SKOL é Jefinho Love Light e Léo Novo Som, além da atração oficial do evento, o DJ Conexão. Na noite do sábado (06) a animação fica por conta de Lipinho Fontes e Magary Lord, atração que retorna ao Festival, e ainda tem o DJ Conexão agitando a galera no intervalo entre as bandas. A entrada é gratuita, e o evento se encerra pontualmente a meia noite.

Além de propagar e promover cultura e entretenimento, o Festival Conexão Musical Bahia vai fomentar a economia local das cidades por onde passar. “Queremos conectar as pessoas através de um evento democrático, inovador que leva cultura e alegria através da música. Isso faz parte do DNA SKOL – uma cerveja jovem, democrática, inovadora e que apoia a diversidade com o intuito de surpreender o público consumidor. É isso que pretendemos com o Conexão Musical”, afirma Pedro Beltrão, gerente regional de eventos SKOL. “Vamos oferecer, de forma gratuita, em dois dias de Festival muita música e inovação. Com certeza, o público não perde por esperar”, completa Beltrão.

O festival conta com estrutura de bares que venderão produtos da família Skol, principal patrocinadora do evento. Entre as bebidas que estarão disponíveis ao público, a Skol Pilsen, os três tipos de Skol Beats: Senses, Spirit e Secret, água, refrigerante e energético e a nova integrante da família que é a sensação do verão da Bahia: a Skol Puro Malte.

ROTEIRO MUSICAL

Após Jaguaquara, o Festival Conexão Musical pega estrada, e nos dias 12 e 13 de abril o evento desembarca na praça Salvador da Mata, na cidade de Ipiaú para a sua penúltima etapa. Na sexta (12) os show ficam por conta de Lê Kum Crê e Larissa Souza e no sábado (13) quem sobe ao palco são Kal Firmino e Pé de Badoque, além do DJ Conexão agitando tudo nos dois dias de festa.

A última etapa do Festival Conexão Musical Bahia será na cidade de Gandu nos dias 20 e 21 de abril (sábado e domingo), na praça do Povo.

O Festival Conexão Musical Bahia é uma realização da Alquimia Comunicação, com produção da Maré Produções Culturais, e conta com patrocínio da Skol, via AMBEV, e do Governo do Estado, por meio do programa Fazcultura, das Secretarias da Fazenda e Cultura.


Na Capoeira, o Batizado é um momento muito especial, onde o aluno recebe a sua primeira graduação na Capoeira, que é representado por uma corda colorida, cada corda representa um nível. Quando o aluno recebe a sua corda significa que já adquiriu os fundamentos básicos correspondente a sua graduação e não é mais um aluno iniciante. Além disso, o batizado é um grande evento, onde diversos capoeiristas:  mestres, mestrandos, professores, graduados e monitores, formarão a roda de Capoeira, e jogarão com os pequenos capoeiristas batizando-os em sua primeira corda.

O grupo de Capoeiristas de Itiruçu, liderado pelo professor  Dunga, realizou na última semana o Batizado que culminou na graduação em que cada cor tem um significado que simboliza o grau de amadurecimento do Capoeirista. O evento foi realizado no Centro de Comercialização de Produtos Artesanais. Além do Batizado, o Grupo Capoeira Liberdade, que há alguns anos atua na cidade ajudando jovens e adolescentes, um projeto social que oferece aulas gratuitas na cidade sem receber nenhum tipo de apoio.

O evento foi o ponto alto do projeto de inclusão social que oportuniza crianças, jovens e adultos de baixa renda à prática gratuita do esporte.


Fotos são do Grupo Filhos de Itiruçu

A arte vai servir para contar uma história com começo e meio, mas sem fim. Essa é a proposta da artista visual Maria Adair para a exposição Oitenta, que comemora, desde o título, a idade completada recentemente pela renomada professora da Escola de Belas Artes. A mostra, teve  abertura nesta quinta-feira (13), às 19h,  na Paulo Darzé Galeria, localizada no Corredor da Vitória, prosseguindo até o dia 6 de outubro. A exposição recebe amantes da arte e personalidades, que devem continuar a visitação até dia 6 de outubro.

Com mais de 100 obras inéditas e entrada gratuita, a exposição faz um passeio pela trajetória pessoal e artística de Adair através de uma narrativa cronológica. Guiada por lembranças, a artista faz reflexões sobre aprendizados obtidos em suas diversas fases. Assim, as memórias utilizadas vão da infância entre as cidades de Itiruçú e Maracás, passando pelo período em que viveu nos Estados Unidos e na Europa, e chegando até os dias atuais.

Apesar das mais de 50 telas expostas, Adair comprova não estar condicionada a elas para fazer a sua arte. Ela utiliza de qualquer objeto existente para criar novas pinturas. Como suportes para sua arte multicolorida, estão, por exemplo, um aviãozinho encontrado numa feira de artesanato, uma vara, uma cadeira jogada em um canto, uma mesa de centro, algumas xícaras esquecidas numa prateleira, patos e cubos de madeira, garrafas e outros itens.

“É uma ponte para que qualquer idade reflita sobre o passado e pense no futuro: sem sair do agora”, afirma a criativa.

Com a capacidade de enxergar possíveis metáforas em todos os cantos, a mostra apresenta temas como amor-próprio, a tentativa de não endurecer ao amadurecer e outras tantas questões relacionadas às lições proporcionadas pelo autoconhecimento de Adair.

SERVIÇO:
Paulo Darzé Galeria (Vitória).
Abertura: Hoje, às 19h.
Entrada gratuita.
A exposição prossegue até dia 6 de outubro.
Visitação: Segunda a sexta, das 9h às 19h, e sábado, das 9h às 13h.

*Informações extraídas do Correio.


Foi difícil definir as apresentações do São Pedro 2018, mas o público opinou através de consultas via rede social feita pelo Itiruçu Online. Depois de 2013, quando o São Pedro recebeu Elba Ramanho, somente agora, em 2018, que o palco da festa recebeu outra atração internacionalmente conhecida: Solange Almeida.

A festa acolheu um pouco de tudo. O Sertanejo de Victor e Diogo, o Som variado de Dhandara Bandeira  e o Arrocha de Toque Novo e Jefinho Love Lingt.

Os profissionais de imprensa que acompanharam o evento elegeram a revelação do São Pedro: Keyla Batista, que com um show de repertório animador, agradou e arrancou elogios dos foliões. Keyla se apresentou na sexta-feira (29), recebendo uma praça feliz com o show de Ivoney Tavares, outra chamada prata da casa que teve a oportunidade de abrir a festa e convidar os foliões para dançar forró.  O Forró do Tico subiu ao palco como desconhecido e logo ganhou o público com carisma e muito talento. Tico Cavalcante  desceu no meio do público, tirou fotos e fechou o show com maestria.  O Jefinho Love Ligth, artista que cresce na região, trouxe o estilo arrocha para Praça e entregou o palco para Ricardo Alencar fechar a noite de sexta-feira com estilo.

Praça ficou lotada na noite de sábado. Foto/Itiruçu Online.

O sábado, noite esperada pelos foliões para curtir a principal atração do evento chegou com apresentações de Quadrilhas regionais chamando o público para festa.  Forró Chinelaço e a Banda Sete Love foram se apresentando e recebendo o público que aos poucos lotava à Praça. A dupla Vitor e Diogo recebeu um público animado com o show de Neilton Araújo e com estilo sertanejo e a  Praça já lotada, era vez de deixar o palco para apresentação de Oz Balla’s, que levantou os foliões com muito forró.  Logo após, Déa Oliveira, que em 2017 foi escolhida a melhor apresentação da festa, teve a responsabilidade de apresentar um show que antecedeu a principal atração do São Pedro, mas, desta vez, para um público gigantesco à sua frente.  Déa voltou a realizar uma grande apresentação, brincou com o público e ganhou fãs na multidão. Solange Almeida assumiu a Praça lotada de fãs, que com os celulares ligados pararam para assistir a apresentação da ex-vocalista do Aviões do Forró. Não havia espaço para dançar, o jeito foi curtir as músicas e aproveitar a simpatia da Solange, que fez  questão de atender o máximo possível de pedidos dos fãs para fotos e selfs. Para finalizar a noite de sábado, Nildo Leal e Morgana Lula, da amada Portal da Bahia fechou o São Pedro com o show sempre marcante e dançante da Portal.

A noite de domingo do São Pedro ganhou uma atração inesperada. Uma surpresa pegou o folião pelos pés. Uma rápida nota divulgada à imprensa pela prefeitura animou o folião  e agradou. Por volta das 13h era divulgada a troca na grade, onde informava-se que o sertanejo Daniel Vieira, por motivos outros,  não poderia mais se apresentar no palco da festa, sendo substituído pela Banda Cacau com Leite. A reação foi imediata e classificada como a melhor troca de atração no evento, pois retornava a Praça do Forró uma atração com história no São Pedro.

As apresentações de quadrilhas abriram o domingo e levaram às famílias à Praça. A Banda Gonzazo, do lendário Zupero assumiu a animação do palco e,  em seguida. Miqueias Muniz, de estilo Forró deu seguimento à festa.  Dhandara Bandeira assumiu o comando com um repertório diversificado entre Arrocha e Forró, entregando a Praça para o Toque Novo do Arrocha, que priorizou o estilo musical e fez a praça arrochar. A atração mesmo não tocando Forró agradou o público que cantou algumas músicas com o cantor Nino Qualidade.  A Banda Cacau com Leite assumiu o palco da festa. O público cantou e dançou ao som de um repertório novo mesclado com músicas conhecidas e que fizeram história no São Pedro de Itiruçu. Foi fácil para o vocalista Ari PB, pois sua apresentação já era a mais elogiada por relembrar grandes épocas do São Pedro. A Banda Me Leva assumiu os trabalhos com um estilo mais animado e interativo, dando seguimento com qualidade ao São Pedro. Fãs da Banda aguardaram a apresentação da Me Leva até às 03h. Dona C’illa, artista que arrebentou nos palcos do São Pedro com a Gavião Dourado em outros anos, fechou a festa com chave de ouro. Com ousadia e alegria Tainy Neves fechou a festa convidando o folião para o São Pedro 2019.

O Itiruçu Online abriu espaço para escolha do público com interação direta através das mídias sociais e entrevistas durante o evento com foliões. Você pode participar. Envie para nosso WhatsApp opinando sobre a melhor apresentação durante o São Pedro de Itiruçu: 73 99177-5984.  O Site divulgará na tarde desta quarta-feira (04) o que você decidir.  Opine também através de página oficial no Facebook. Clique aqui.