Bancários decidem pelo fim da greve na Bahia

Bancários em Jequié decidem pelo fim da greve

Bancários em Jequié decidem pelo fim da greve

Em assembleias realizadas na noite desta quinta-feira (6/10) bancários da base sindical dos sindicatos de Itabuna, Jequié, Juazeiro, Feira de Santana, Irecê, Vitória da Conquista, Extremo Sul e Sergipe decidiram aprovar a proposta de acordo com os bancos e retornar ao trabalho nesta sexta (7), após 31 dias de greve. Os trabalhadores aprovaram a proposta da Fenaban que prevê reajuste de 8% e abono de R$ 3.500,00 em 2016, além de reposição integral da inflação mais aumento real de 1% em 2017. As assembleias analisaram também as proposições apresentadas pelo Banco do Brasil, Caixa e Banco do Nordeste, que além dos itens gerais, contempla questões específicas dos funcionários de cada empresa.

Bahia

Na base do Sindicato da Bahia, os empregados da Caixa decidiram continuar com as atividades paralisadas. Os bancários dos demais bancos retornam ao trabalho nesta sexta.  Com data base em 1 º de setembro, os bancários travam uma árdua batalha com o setor mais lucrativo da economia em busca de garantia de empregos, mas saúde e melhores condições de trabalho. Em 2016, a tarefa de conquistar um acordo na campanha salarial foi ainda mais dura, devido ao momento político vivido pelo país, com um governo ilegítimo que tem ameaçado conquista importante da classe trabalhadora. Ainda assim, construíram uma greve forte e coesa, que durou 31 dias e arrancou o melhor acordo possível diante da conjuntura.

Confira a proposta comum a todos os bancos:

Reajuste de 8% e abono de R$ 3.500,00 em 2016.

Reposição integral da inflação (INPC/IBGE), mais 1% de aumento real em 2017 para os salários e todas as verbas.

PLR 2016

PLR regra básica – 90% do salário mais R$ 2.183,53 limitado a R$ 11.713,59. Se o total ficar abaixo de 5% do lucro líquido, salta para 2,2 salários, com teto de R$ 25.769,88

PLR parcela adicional – 2,2% do lucro líquido dividido linearmente para todos, limitado a R$ 4.367,07.

Antecipação da PLR – Primeira parcela depositada até dez dias após assinatura da Convenção Coletiva. Regra básica – 54% do salário reajustado em setembro de 2016, mais fixo de R$ 1.310,12, limitado a R$ 7.028,15 e ao teto de 12,8% do lucro líquido – o que ocorrer primeiro. Parcela adicional equivalente a 2,2% do lucro líquido do primeiro semestre de 2016, limitado a R$ 2.183,53.

PLR 2017

Para PLR e antecipação da PLR- mesmas regras, com reajustes dos valores fixos e limites pelo INPC/IBGE de setembro/2016 a agosto/2017, acrescido de aumento real de 1%, com data de pagamento de pagamento final até 01/03/2018.

Pisos 2016

Piso portaria após 90 dias – R$ 1.487,83.

Piso escritório após 90 dias – R$ 2.134,19.

Piso caixa/tesouraria após 90 dias – R$ 2.883,01 (salário mais gratificação, mais outras verbas de caixa).

Vales e Auxílios 2016

Auxílio-refeição – R$ 32,60.

Auxílio-cesta alimentação e 13ª cesta – R$ 565,28.

Auxílio-creche/babá (filhos até 71 meses) – R$ 434,17.

Auxílio-creche/babá (filhos até 83 meses) – R$ 371,43.

Gratificação de compensador de cheques – R$ 165,65.

Requalificação profissional – R$ 1.457,68.

Auxílio-funeral – R$ 978,08.

Indenização por morte ou incapacidade decorrente de assalto – R$ 145.851,00.

Ajuda deslocamento noturno – R$ 102,09.

Vale-Cultura, valor de R$50,00, mantido até 31/12/16.

2017 – Os valores vigentes em 31/08/2017 serão reajustados pelo INPC/IBGE de setembro/2016 a agosto/2017, acrescido de aumento real de 1%.

Fonte: www.feebbase.com.br


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas