Bahia afasta Índio Ramírez após acusação de racismo a Gerson do Flamengo

O Bahia optou por afastar o meia-atacante Índio Ramírez após acusação de racismo do meio-campista do Flamengo, Gerson. Em nota oficial, emitida na noite deste domingo, 20, foi informado que o presidente do tricolor, Guilherme Bellintani, ligou para atleta flamenguista para prestar solidariedade.

Ainda em nota o Bahia alega que o atleta Índio Ramírez nega veementemente a acusação e que está oferecendo a oportunidade dele se defender. Contudo, o time também diz que é “indispensável, imprescindível e fundamental que a voz da vítima seja preponderante em casos desta natureza”.

Entenda o caso

Após a partida, Gerson teria procurado a imprensa para acusar Índio Ramírez de racismo. “O Ramírez, do Bahia, falou para mim: ‘Cala a boca, negro’. Eu nunca reclamei na imprensa, mas isso eu não aceito. Eu vim falar em nome de todos os negros. O Mano Menezes também tem que saber respeitar”, declarou o meio-campista do Flamengo.

O jogador do tricolor disse ter sido xingado de ‘gringo de merda’ pelo jogador Rubro-Negro carioca. O caso seguirá sendo discutido na mídia.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas