É até difícil encontrar palavras para descrever a situação do Vitória. Nos últimos anos é como se o Rubro-Negro estivesse numa infindável luta de boxe apanhando, apanhando e sem condições de reagir. Já caiu duas vezes e pelo andar da carruagem, com apenas seis rodadas da Série C, já corre sérios riscos de cair novamente, agora para o último degrau do Campeonato Brasileiro. Mesmo sem perspectiva de melhora, o torcedor vai, busca empurrar o time na força do gogó, mas simplesmente não acontece. Não aconteceu mais uma vez na última quarta, quando inacreditavelmente o Leão perdeu a sua quarta partida em seis jogos no campeonato. Com apenas 22% de aproveitamento, o clube, que deveria ser amplo favorito na Série C, amarga a 18º colocação, seis pontos atrás do Floresta-CE, que, com 10, fecha o grupo dos oito primeiros que avançam para a segunda fase. Sim, a situação é delicadíssima, principalmente pelo fato de o campeonato ser de tiro curto: um terço da primeira fase já se foi.

Aí o torcedor se pergunta: e tem jeito? O Vitória já contratou um caminhão de jogadores na atual temporada, trocou de técnico duas vezes, trocou diretor de futebol e as mudanças não surtem efeito dentro de campo. Para o técnico Fabiano Soares, alguns jogadores sentem o peso da camisa e não têm condições de jogar no Vitória. Forte declaração, mas que só reforça a falta de rumo do clube, que no decorrer da principal competição da temporada segue longe de ter um time, ao menos, competitivo.
Numa tentativa de mudar as coisas, Soares disse que alguns jogadores vão ter que tomar a frente no domingo para que o Vitória possa vencer o Confiança, novamente no Barradão. Quem são os jogadores escolhidos para assumir a responsabilidade, não sabemos. O que está claro, entretanto, é que o Vitória a cada rodada fica mais distante de brigar pelo acesso numa competição que carece de equipes de grande investimento.

Ao olharmos rapidamente para a tabela hoje, percebemos que a linha de corte na zona de classificação exige aproveitamento de 55%. Assim, com a manutenção do quadro atual, uma equipe precisaria fazer algo na casa dos 30 pontos ao final dos 18 jogos para se classificar. Com apenas quatro pontos conquistados, o Vitória precisa, daqui pra frente, conquistar 26 pontos para sonhar com uma vaga entre os oito. Ou seja, ter um aproveitamento de 72%, percentual até aqui conquistado apenas pelo Mirassol, líder da competição, com 13 pontos.

Seria como vencer nove partidas das 12 que restam. É algo que me parece irreal de ser conquistado por uma equipe que já foi apelidada pela torcida nas redes sociais como “inimiga do gol”. Com apenas três gols marcados em seis jogos, o Vitória tem o terceiro pior ataque da Série C. Pior que o Leão, só o Confiança, adversário de domingo, e o Atlético-CE, com dois gols cada. Óbvio, todos estão na zona da degola.

É uma situação, de fato, além do “inadmissível” para a grandeza do Vitória. Essa, inclusive, foi a palavra utilizada pelo garoto Eduardo na saída de campo na derrota para o Botafogo-PB. Por falar em juventude, o técnico rubro-negro se referiu ao gol tomado na última quarta como um “gol juvenil”. Prefiro até usar gol de baba. Certamente, tem baba em Salvador muito mais divertido do que assistir a esse atual time do Vitória. Mas o torcedor é passional. Apesar do quadro caótico, domingo estará lá de novo no Barradão, tentando incentivar um time a caminho de receber mais um nocaute. Logo na Bahia, celeiro do boxe brasileiro. Sem palavras. Por Angelo Paz | Jornalista | Atarde. 


Foto Divulgação; Polícia Civil.

Uma operação realizada pela Polícia Civil, sob coordenação da 9ª Coorpin- Jequié, nesta quarta-feira (18). Segundo relados repassados ao Itiruçu Online, a operação iniciou logo após denúncias de que estaria ocorrendo, no interior de uma propriedade rural, corte de madeira para comercialização, quando a equipe do Setor de Investigação da Coordenadoria Regional de Jequié deslocou até o Município de Itagibá  e, contando com o apoio dos policiais civis da unidade local, foi empreendido diligência ao local, de difícil acesso, área de vegetação fechada, tendo as equipes obtido êxito em localizar a grande quantidade de madeira já cortada, que estava sendo preparada para carregamento, o qual ocorreria à noite.

No local, foi possível dar voz de prisão a duas pessoas envolvidas no crime ambiental, bem como apreender a motosserra utilizada para o corte. As madeiras, a priori, foram identificadas como sendo do tipo vinhático e jequitibá, nativas da Mata Atlântica, sendo esta última já declarada em extinção por órgãos ambientais. A quantidade já cortada é de aproximadamente 80 pranchas.

Os apresentados informaram que trabalhavam para o proprietário da fazenda, os mesmos vão responder pelo crime elencado no Art. 45 da Lei 9.607/98. As investigações continuam para identificar outros envolvidos, bem como para mapear a real devastação ambiental na área, com adoção das medidas legais em face dos responsáveis.


Em uma vitória para o governo de Jair Bolsonaro (PL), o plenário do TCU (Tribunal de Contas da União) aprovou a privatização da Eletrobras. O julgamento terminou no início da noite desta quarta-feira (18), mas a maioria pela privatização foi formada ainda no fim da tarde. Entre os integrantes do tribunal, apenas um —o ministro Vital do Rêgo— foi contrário à operação de venda do controle da estatal de energia. Outros sete ministros votaram pela privatização. A aprovação abre espaço para que o governo lance edital para venda de ações da companhia.

A votação ocorreu durante a segunda e última etapa de avaliação da privatização pelo TCU. Nela, os ministros avaliaram o modelo e o valor para a venda de ações da companhia na Bolsa de Valores. O relator do processo no TCU foi o ministro Aroldo Cedraz. Já o voto revisor foi de Vital do Rêgo. Perto das 19h, após fala do ministro Aroldo Cedraz, relator do processo, a presidente do tribunal, ministra Ana Arraes, declarou a aprovação, por 7 votos a 1, do relatório de Cedraz, favorável à privatização.

Em fevereiro, o tribunal já havia aprovado a primeira etapa, que tratava do chamado “bônus de outorga”, que diz respeito aos valores a serem pagos pela companhia ao governo pela renovação de contratos de 22 hidrelétricas. No julgamento desta quarta-feira (18), Vital do Rêgo fez duras críticas ao processo de privatização e aos cálculos dos valores envolvidos. Logo no início da exposição, ele afirmou que a companhia estava sendo entregue pelo governo ao setor privado a “preço de banana”.
Antes mesmo de apresentar seu voto, Vital do Rêgo propôs adiar a decisão até que fosse concluída uma fiscalização, autorizada pelo TCU, sobre provisões da Eletrobras. Na semana passada, o TCU havia aprovado auditoria sobre o provisionamento da companhia referentes ao chamado “empréstimo compulsório”. Criado na década de 1960, o empréstimo compulsório foi um mecanismo que bancou investimentos da estatal no setor elétrico. Atualmente, essas cobranças estão sendo questionadas na Justiça.

Em votação, no entanto, os ministros decidiram continuar com a análise da privatização. Ministro cita supostas ilegalidades Em seu voto, Vital do Rêgo defendeu que a proposta de privatização da Eletrobras possuía ilegalidades. Entre elas, ele citou o risco de a Eletronuclear, hoje controlada pela Eletrobras, ter seu comando passado à iniciativa privada, ainda que o desenho do processo de privatização determine que a estatal de energia nuclear permanecerá nas mãos do governo.

Vital do Rêgo também criticou a avaliação do valor da hidrelétrica de Itaipu na operação, de R$ 1,2 bilhão. Segundo ele, o valor estaria subavaliado. Além disso, o ministro criticou as diferenças de cálculo encontradas entre as duas consultorias contratadas pelo governo para determinar o valor da ação da Eletrobras no processo de privatização. Durante as discussões, o ministro do TCU Benjamin Zymler se contrapôs às considerações de Vital do Rêgo. Segundo ele, não haveria riscos em relação à Eletronuclear. Zymler também não viu irregularidades na avaliação de Itaipu, embora tenha reconhecido dificuldades em se calcular o valor da hidrelétrica.


O ‘Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes’, celebrado nesta quarta-feira, 18 de maio, foi marcado por uma caminhada pelas principais ruas da área central da cidade de Itiruçu.  A passeata, que contou com a participação de alunos de escolas das redes pública, filantrópica e particular de ensino, alertou para a importância e necessidade de união da sociedade para o enfrentamento do problema na cidade. A ação é mobilizada pelo Conselho Tutelar com apoio do município, que participa da passeata com as escolas municipais, além da imprensa local.

Sobre o dia 18 de maio

18 de maio é considerado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, data determinada oficialmente pela Lei 9.970/2000, em memória à menina Araceli Crespo, de 08 anos de idade, que foi sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973.

Portanto, o Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes incentiva que em todo o Brasil sejam realizadas ações que visem alertar toda a sociedade sobre a necessidade da prevenção à violência sexual.  Contudo, o assunto não deve ser lembrado apenas na data, é preciso vigilância todos os dias.


O Instituto Nacional de Meteorologia, por meio do Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos para o Sul da América do Sul (Alert-AS), emitiu vários alertas meteorológicos por conta de declínio acentuado das temperaturas em boa parte do país. Na Bahia, um alerta amarelo, de perigo potencial, prevê declínio entre 3ºC e 5ºC nas temperaturas mínimas em 58 municípios, pegando deste a faixa oeste, na região de Barreiras, até a região de Teixeira de Freitas, no Extremo Sul. Atingindo também as regiões de Guanambi e Vitória da Conquista.

O aviso meteorológico tem início às 20h desta terça-feira (17) e tem tem validade até às 11h da próxima quinta-feira (19). No entanto, os institutos de meteorologia e modelos meteorológicos apontam que as temperaturas devem seguir em declínio até o fim da semana.

O frio é reflexo do avanço do ar polar sobre o Sul e Sudeste do país. A região Nordeste não deve ser atingida, no entanto, toda área de divisa com Minas Gerais deve sofrer alterações no tempo com o fenômeno.

Em Guanambi, a mínima registrada nesta terça-feira foi de 21,3ºC e a máxima de 34,1ºC. Até sábado, a meteorologia prevê mínimas de 15ºC e máxima de 28ºC, temperaturas atípicas para este período do ano.

Cidades da Bahia sob alerta: Alcobaça, Barreiras, Belo Campo, Caculé, Candiba, Cândido Sales, Caravelas, Carinhanha, Cocos, Condeúba, Cordeiros, Coribe, Correntina, Encruzilhada, Eunápolis, Feira da Mata, Formosa do Rio Preto, Guanambi, Guaratinga, Ibirapuã, Itabela, Itagimirim, Itamaraju, Itanhém, Itapebi, Itarantim, Iuiu, Jaborandi, Jacaraci, Jucuruçu, Lajedão, Licínio de Almeida, Luís Eduardo Magalhães, Macarani, Maiquinique, Malhada, Medeiros Neto, Mortugaba, Mucuri, Nova Viçosa, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Piripá, Porto Seguro, Prado, Presidente Jânio Quadros, Riachão das Neves, Ribeirão do Largo, Santa Maria da Vitória, São Desidério, São Félix do Coribe, Sebastião Laranjeiras, Serra do Ramalho, Teixeira de Freitas, Tremedal, Urandi, Vereda e Vitória da Conquista.

Onda de frio 

Ao todo, 16 alertas estão em vigor pelo Alert-AS. O maior deles, de onda de frio, com grau de severidade de “perigo”, abrange 1.801 municípios do Distrito Federal, Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além de áreas de Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais. Nestas regiões é esperado declínio de temperatura 5ºC menor do que a média para esta época do ano.

Na Serra Gaúcha e na região central catarinense já há expectativa de neve e chuva congelante. Ainda no Sul do país ainda há um alerta vermelho, de grande perigo, por conta dos ventos costeiro no litoral dos dois estado.


Dois agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF-CE) foram mortos na manhã desta quarta-feira (18), no KM 6 da BR-116, após serem baleados por um homem ainda não identificado. O crime ocorreu próximo ao viaduto da Avenida Oliveira Paiva, no bairro Cidade dos Funcionários, em Fortaleza Conforme o PRF Márcio Moura, o criminoso foi baleado por um terceiro policial à paisana que trafegava pelo local no momento do ocorrido. O suspeito não resistiu aos ferimentos.

“Era um policial que estava passando de folga, viu os policiais em luta corporal, viu que o elemento roubou a arma do policial e foi contra-atacar. Ele agiu de toda a cidadania possível”, afirmou o PRF Márcio Moura.

Vítimas

Morreram na ação criminosa Márcio Hélio Almeida de Sousa e Raimundo Bonifácio do Nascimento Filho. Ainda segundo Moura, os dois agentes atendiam a uma ocorrência de trânsito na BR-116 em virtude de um acidente que deixou o tráfego lento.

“Estava um engarrafamento muito grande na BR-116, e as informações preliminares que nós temos é que eles foram atacados por dois elementos que pegaram a arma deles e acabaram atirando”.

Todos eles tiveram os óbitos atestados ainda no local pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Equipes da PRF-CE, da Polícia Militar, da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) e um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) estão no local da ocorrência.


O termo “Carta Branca” foi utilizado para que houvesse, em Itiruçu, opiniões contrarias ao modelo de projeto que autoriza a prefeitura celebrar convênios sem a necessidade da prévia  autorização na Câmara de vereadores. Foi aprovado, nessa terça-feira (17), apenas com voto contrário do vereador Sidimar Santos (PP), o Projeto de Lei Nº 003/2022, que autoriza a prefeita municipal, Lorenna Di Gregorio, a celebrar convênios, contratos e acordos congêneres com órgãos e entidades, públicos ou privados, durante o exercício de 2022.

O projeto tem em sua justificativa a implementação e manutenção de programas e projetos de interesse público, visando, conforme diz, o desenvolvimento econômico, social e ambiental.


Uma caminhonete de luxo VW/Nova Saveiro, com ocorrência de furto registrada em fevereiro deste ano, foi recuperada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na manhã de ontem, terça-feira  (17), em Barreiras. Equipe da PRF realizava fiscalização de combate a criminalidade no Km 860 da rodovia, quando abordou o carro com placas de São José dos Campos (SP). O veículo era conduzido por um homem de 33 anos.

Durante a fiscalização no veículo, foram encontradas indícios de adulterações nos elementos identificadores, o que levou a equipe a aprofundar a verificação na Saveiro. Com técnicas de análise criminal em fraudes veiculares, os PRFs perceberam elementos que indicavam outro veículo, da mesma marca e modelo, porém estava com placas clonadas. Após consulta ao sistema de dados, os policiais constataram se tratar na realidade de um veículo roubado em fevereiro/2022, na cidade de Belo Horizonte (MG).

Questionado, o motorista disse que negociou o veículo mediante troca em outro carro usado e mais R$ 10 mil em dinheiro, além de parcelas no valor de 1.000 reais por um período de dez meses. Em seguida, o homem que reside em Buritirama (BA) foi preso em flagrante delito e encaminhado à Central da Delegacia de Polícia Civil de Barreiras (BA), para formalização dos procedimentos da lavratura do flagrante. Inicialmente, ele responderá pelo crime previstos no artigo 180 (Receptação) do Código Penal.

A PRF orienta que, na pesquisa ou ato da compra, o novo proprietário sempre desconfie de anúncios tentadores e confronte as informações do documento com os elementos identificadores no veículo. Fonte PRF.


Dados do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos indicam que este ano já foram registradas 4.486 denúncias de violações de direitos humanos contra crianças e adolescentes ligados a situações de violência sexual. Para alertar sobre o assunto, hoje (18) marca o Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Entre janeiro e dezembro de 2021, houve 18.681 registros contabilizados entre as denúncias recebidas pela Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos, o equivalente a 18,6% dos relatos. O levantamento de 2021 indicou que o cenário da violação que aparece com maior frequência nas denúncias é a residência da vítima e do suspeito (8.494), a casa da vítima (3.330) e a casa do suspeito (3.098). O padrasto e a madrasta (2.617) e o pai (2.443) e a mãe (2.044) estão entre os maiores suspeitos nos casos. Em quase 60% dos registros, a vítima tinha entre 10 e 17 anos. Em cerca de 74%, a violação é contra meninas.

Apesar dos dados relatados, a subnotificação de casos pode esconder o agravamento da situação. De acordo com informações do Ministério da Saúde, entre 2011 e 2017, 70% das 527 mil pessoas estupradas no Brasil anualmente, em média, eram crianças e adolescentes. Além disso, 51% das que foram abusadas têm entre um e cinco anos.

Campanha

A Organização Não Governamental (ONG) Plan International Brasil realiza várias ações para marcar o combate ao assédio e exploração sexual infantil. Entre as medidas, figura a campanha Fato Certo Não Tem Erro.

Segundo o gerente de projetos da ONG na Bahia, Elaine Amazonas, a iniciativa foi criada para conscientizar famílias, profissionais da educação e a sociedade em geral sobre as consequências da desinformação e das fake news sobre vários temas, inclusive, o abuso sexual.

“Os materiais criados também dão subsídios teóricos e jurídicos para o debate sobre as identidades de gênero. Temos diversos materiais, como uma cartilha de Alfabetização em Direitos, posts para redes sociais, três filtros de Instagram, sendo um deles um quiz sobre identidades de gênero e stickers para WhatsApp”, disse.

O material inclui, ainda, cinco vídeos temáticos que abordam temas como transfobia, homofobia, gravidez na adolescência, abuso sexual e infecções sexualmente transmissíveis.

Também serão disponibilizados podcasts com dez episódios que debatem fatos e notícias falsas, trazendo, por exemplo, a diferença entre mentira e fake news e histórias reais de pessoas vítimas de preconceito por causa de notícias falsas. Todos os materiais já lançados podem ser vistos aqui.

Denúncias


Foto/Blog Itiruçu Online.

A Câmara Municipal de Itiruçu, aprovou na noite desta terça-feira (17), o aumento salarial de 32% para a prefeita, vice-prefeito e secretários do município.  O Projeto de Lei Nº 05/2022 é de autoria da prefeita Lorenna Di Gregorio e teve pedido de urgência feita pelos vereadores Tony Anjos, Ezequiel Borges, Agnaldinho, Ito do Feto, Val Caetano e Jó de Jú, que possibilitou ser aprovado no mesmo dia da apresentação na Câmara.

O Projeto tem em sua justificativa a recomposição inflacionária nos salários da classe política, retroagindo a Janeiro.  O último reajuste para classe política foi dando em 2016, sendo fixado em R$ 14.000,00 de prefeito, R$ 7.000,00 para o vice; e Secretários Municipais em 4.000,00, que sofrerão reajustes de 32%, passando a R$ 18.480,00 para prefeita, 9.240,00 o vice e Secretários 5.280,00. O controlador interno do município passa a receber R$ 5.940,00.

Na Câmara municipal o salário é  de R$ R$ 6.000,00, mas com a emenda ao Projeto feita pelo vereador Val Caetano, os salários poderão ser reajustados a partir de janeiro de 2023. Nesse caso passará a ser de R$ 7.920,00.