Aumento do emprego surpreende indústria

Mês consagrado aos encontros familiares, mas também ao desfrute das férias, com forte impacto no turismo, dezembro apresenta resultados surpreendentes, de acordo com os pesquisadores da Confederação Nacional da Indústria (CNI), ao verificarem aumento no número de postos de trabalho.

O registro ocorre pela primeira vez em dez anos, conforme dados divulgados pela pesquisa Sondagem Industrial, realizada pela CNI. O índice de evolução do número de empregados ficou em 50,5 pontos, pouco acima da linha divisória de 50 pontos – sinalizador positivo –, demonstrando crescimento do emprego, resultado da flexibilização das medidas protetivas contra a covid.

– A atividade industrial de dezembro mostra uma desaceleração, mas ao mesmo tempo, vemos que a utilização da capacidade instalada é a maior desde 2013 para o mês, afirmou o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Abijaodi.

As contratações na indústria ocorrem com mais frequência em outubro e novembro, mas, além do crescimento do número de empregos, houve queda na produção industrial em dezembro de 2020, depois de seis meses consecutivos de elevação, estacionando em 46,8, portanto, sinalizador negativo, abaixo da linha de 50 pontos.

Em uma amostragem considerada suficiente para obtenção de um resultado confiável, a pesquisa coletou dados de 1.887 empresas das quais 741 de pequeno porte, 669 de médio porte e 477 grandes empresas, entre 4 e 15 de janeiro.

A atividade industrial encerrou o ano relativamente forte, embora os sinais de desaceleração já possam ser percebidos, provavelmente devido à piora nos números relacionados à infecção.

“Um grande pilar da

democracia são as

nossas Forças Armadas,

que jamais aceitariam

o convite de uma

autoridade de plantão,

no caso o presidente da

República, a enviesar

para um caminho

diferente da liberdade”

Jair Bolsonaro, presidente, em recuo após fala que atribuía decisão sobre ditadura às Forças Armadas

Perfil dos vacinados

Não é à toa as cenas de enfermeiras ou auxiliares de enfermagem vacinadas ganharam o Brasil nos últimos dias. Os dados do início da imunização contra a Covid-19 em Salvador evidenciam uma presença feminina bem maior entre profissionais de saúde da linha de frente no combate à pandemia. Das doses aplicadas até então na capital baiana, segundo a prefeitura, 67% foram em mulheres e 33% em homens.

Além do gênero, quem combate a doença mais de perto também tem um perfil racial específico: 38% dos vacinados até agora são pardos e 15% pretos, enquanto brancos são 10% e amarelos, 3%.

As informações constam no vacinômetro, plataforma online da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

Dados da mineração

O Sistema Brasileiro de Recursos e Reservas Minerais vai ampliar seu banco de dados a partir da convocação aos mineradores para fornecimento de informações acerca da qualidade e quantidade verificadas nas lavras de todo o país, com destaque para a Bahia, uma das principais produtoras do setor. O objetivo é elevar a certificação de novos dados, estratégicos para tomada de decisões por parte dos setores público e privado, em trabalho aberto até o dia 17 de fevereiro, acessível pela internet. Todo o conjunto de informações torna-se a base confiável para produção de estudos por parte de técnicos especializados em mineração, como o Relatório Anual de Lavra e o Protocolo Digital.

POUCAS & BOAS

A campanha Amigos da Floresta, com atuação contra incêndios florestais nos municípios de Alagoinhas, Camaçari, Esplanada, Conde, Entre Rios, Itanagra e Inhambupe, divulgou ontem o balanço das atividades em 2020, com registro de redução de área afetada. Os 37 hectares queimados no período representam a menor extensão de matas atingidas desde 2011 nesta região. O Amigos da Floresta é campanha capitaneada pela Bracell, com envolvimento dos moradores, associações e operadores das prestadoras de serviço de silvicultura.

‘Imersão em perspectivas: livre diálogo sobre curadoria a partir das curadorias’ é o tema da Mostra de Cinemas Africanos aberta ontem. Através de parceria com o Cineclube Mário Gusmão, um projeto de extensão vinculado ao curso de Cinema e Audiovisual da UFRB, Campus de Cachoeira/São Félix, a mostra seguirá até o dia 30 de janeiro.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas