Associação Comunitária segue a risca projeto das cisternas de 15 mil litros

Quanto
às acusações do referido Blog, ficamos  pasmos com o nível de dados levianos e sem
escrúpulos. Já estamos como pessoa física tomando as medidas necessárias para
que o cidadão responda civil e criminalmente pelos atos irresponsáveis. Envolve
nome de pessoas que em nada consta na história. Uma atitude lamentável e que
foge o respeito e a ética. Será notificado judicialmente a provar tais
acusações. Ponto final. Todos haverão de ver.
Para
ele sentimento de Pena: a mensagem abaixo retrata bem  o que ele sente.

Deus, para a
felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem
confundir fé com religião e amor com casamento.

A cada bela
impressão que causamos, conquistamos um inimigo. Para ser popular é
indispensável ser medíocre.
Quanto mais nos
elevamos, menores parecemos aos olhos daqueles que não sabem voar.
DA OBSERVAÇÃO

Não te irrites, por mais que te fizerem…
Estuda, a frio, o coração alheio.
Farás, assim, do mal que eles te querem,
Teu mais amável e sutil recreio…
Aqueles que não
fazem nada estão sempre dispostos a criticar os que fazem algo.
O número dos que
nos invejam confirma as nossas capacidades.
Toda a gente é
capaz de sentir os sofrimentos de um amigo. Ver com agrado os seus êxitos exige
uma natureza muito delicada.
É tão natural
destruir o que não se pode possuir, negar o que não se compreende, insultar o
que se inveja.

Se te censuram, não é teu defeito, 
Porque a injúria os mais belos pretende; 
Da graça o ornamento é vão, suspeito, 
Corvo a sujar o céu que mais esplende. 
Enquanto fores bom, a injúria prova 
Que tens valor, que o tempo te venera,
Pois o Verme na flor gozo renova, 
E em ti irrompe a mais pura primavera. 
Da infância os maus tempos pular soubeste, 
Vencendo o assalto ou do assalto distante; 
Mas não penses achar vantagem neste
Fado, que a inveja alarga, é incessante.
Se a ti nada demanda de suspeita,
És reino a que o coração se sujeita.
Ninguém é
realmente digno de inveja, e tantos são dignos de lástima!
O termômetro do
sucesso é apenas a inveja dos descontentes.
A inveja vê sempre
tudo com lentes de aumento que transformam pequenas coisas em grandiosas, anões
em gigantes, indícios em certezas.
Evitamos a inveja
se guardarmos as alegrias para nós próprios.
Há poucos homens
capazes de prestar homenagem ao sucesso de um amigo, sem qualquer inveja.
A inveja é assim
tão magra e pálida porque morde e não come.
Poucas coisas despertam tanto o lado negativo das pessoas e
atraem tanto a inveja humana quanto o sucesso. É preciso ter preparo para isto,
por que o sucesso é o que tu deves perseguir em tua vida, seja em qual âmbito
for, pois o sucesso é a conclusão de teus objetivos na busca pela felicidade.

Quando estiveres feliz com o resultado de teu sucesso, te esforces para tolerar
o mundo de vileza que se apresentará diante de teus olhos, por vileza é o que o
sucesso desperta em algumas pessoas.

Infelizmente, este tipo de comportamento só tem lugar em nossa sociedade por
que há público para o veneno e o amargor destas pessoas que só conseguem
expelir pensamentos vis contra quem é feliz. Se o vil não tivesse platéia e
reprovado fosse, aprenderia a lição e talvez passasse a ser uma pessoa melhor.
Mas quando o vil espalha seu veneno, ele ganha um pouco da atenção que ele
aprecia e quer ter – da mesma forma que tem aquela pessoa que está fazendo
sucesso. E não é um caso para se ter raiva de quem é vil, mas compreensão, por
que o vil simplesmente não é feliz, e assim não é merecedor de ódio, mas de
pena…

Ademais, de certo modo, a vileza de tais pessoas nos fornece valioso
ensinamento: agradeço, pois, a todas as pessoas que me quiseram mal. Aprendi,
com elas, a perdoar e a precaver-me contra a inveja, a calúnia, e as
intempéries do mundo.

Quando nos sentimos ameaçados, a inveja, a cobiça ou o
ressentimento que nos movem se tornam santificados, pois nos convencemos de
estar agindo em defesa própria…
Na educação de todo
homem existe uma hora em que ele chega à convicção de que a inveja é
ignorância; de que a imitação é suicídio; de que ele precisa considerar a si
mesmo, tanto por bem como por mal, de acordo com o seu destino.
“Status é comprar coisas que não queres, com
dinheiro que não tens, para mostrar para gente que não gostas, uma pessoa que
tu não és!”. Anônimo da comunidade virtual


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas