Assembleia delibera por unanimidade em dar continuidade ao movimento de greve

Professores da Rede Municipal de Ensino de Jequié deliberaram em assembleia, desta quarta-feira (21), em dar continuidade ao movimento de greve, iniciado desde o último dia 15. A decisão foi unanime por parte da categoria em defender a manutenção do direito conquistado por mais de duas décadas (Valorização/ Regência). Durante a assembleia, a diretoria mostrou que o movimento dos professores vem recebendo apoio de entidades sindicais e sociedade civil organizada. O Sindicato está preparado para tomar as medidas jurídicas cabíveis diante da decisão emitida pelo Tribunal de Justiça da Bahia.

Os professores presentes na assembleia deixaram claro que não vão abrir mão do que é de direito da categoria, “Temos que resistir, pois não podemos abrir precedentes para que novos direitos sejam retirados”, afirmou a diretora da APLB Sindicato Caroline Moraes.

Após a assembleia, a categoria seguiu em caminhada pelas ruas da cidade até a Câmara de Vereadores para cobrar apoio do legislativo municipal, porém não houve sessão por conta de LUTO oficial decretado devido ao falecimento da ex vice-prefeita Cinara Abreu. A atividade se encerrou com um ato de resistência dos professores. A próxima atividade da greve será nessa quinta-feira (22), quando haverá a doação de sangue no HEMOBA/HPV pela valorização da carreira dos professores. Dia 23 (sexta-feira) haverá uma caminhada no Bairro do Mandacaru, às 7h30min, com concentração no Posto Sebastião Azevedo.

Sem a abertura para o diálogo e com os direitos desrespeitados, a categoria demonstra indignação, uma vez que os argumentos do Executivo apresentados no Decreto 20.091 não convence.


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas