9º dígito: veja como atualizar agenda do celular e evitar bug no WhatsApp

Screenshot_2015-10-11-09-59-36[1]

Foto/Itiruçu Online

Você já deve ter recebido uma mensagem da sua operadora, nos últimos dias, informando que terá que acrescentar o 9 em todos os números de telefones móveis da agenda. Isso porque a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou que o nono dígito seja implantado em todo o Brasil até o final de 2016.

Na Bahia, assim como em Minas Gerais e Sergipe, o nono dígito começa a valer amanhã, domingo. Por aqui, a mudança vai mexer com 18,69 milhões de linhas, que deverão adotar o novo formato: 9xxxx-xxxx.

Para quem tem smartphone, já estão disponíveis vários aplicativos (apps) gratuitos para atualizar a agenda com o “9”. O CORREIO testou dez destes apps e indica os quatro melhores para você escolher e baixar (veja na página ao lado). Quem tem um celular antigo, que não é smartphone, pois não tem acesso à internet, vai ter que atualizar a agenda  manualmente.

As quatro operadoras anunciaram que já possuem apps próprios e  gratuitos para fazer a edição dos contatos. Ao entrar na loja virtual no seu smartphone (Apple Store, para sistema iOS, e Google Play, para Android), basta digitar o “nome da operadora” + “9º dígito”.  Você pode ainda usar apps independentes.

RTEmagicC_nonodigito.jpg

Prazo
As ligações com 8 dígitos ainda serão completadas normalmente, entre 11 e 20 de outubro de 2015, para adaptação das redes e dos usuários, é o chamado duplo convívio. Gradualmente haverá interceptações e o usuário receberá mensagens com orientações sobre a nova forma de discagem, de 21 de outubro de 2015 até 18 de janeiro de 2016.

Após esse período, as chamadas com 8 dígitos não serão mais completadas. As mensagens SMS e MMS não serão enviadas se forem usados 8 dígitos.

Linhas
Na Bahia, são 122,94 linhas móveis para cada 100 pessoas, isso quer dizer que há mais celulares do que habitantes. Das mais de 18 milhões de linhas ativas na Bahia, a operadora Claro tem 29,48% delas. Já as linhas da Vivo representam 25,51% dos telefones. As linhas  Oi são 22,60% do total de números de celulares e as da TIM representam 22,39% dos contatos de telefonia móvel.

O objetivo da mudança, segundo a Anatel, é atender à crescente demanda pelo serviço móvel. Dessa forma, digitar o número “9” à frente dos celulares permite que as operadoras tenham mais opções de combinações. “Análises e projeções mostravam que os números disponíveis já estavam se esgotando. Caso a Anatel não tomasse essa medida, a população poderia não ter mais novas linhas para adquirir”, informou o gerente regional da Anatel – Bahia e Sergipe, Hermano Barros.

A Agência alerta que não haverá mudança para telefones fixos e que cabe ao consumidor realizar alterações dos números em suas agendas. (Correio da Bahia)


Comentários

Os comentários estão fechados.

Notícias Relacionadas